SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 suppl.1Microbiological contamination of environments and surfaces at commercial restaurantsPsychiatric reform and social inclusion for work author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

MINNAERT, Ana Cláudia de Sá Teles  and  FREITAS, Maria do Carmo Soares. Práticas de higiene em uma feira livre da cidade de Salvador (BA). Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, suppl.1, pp. 1607-1614. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700072.

Trata-se de compreender os significados das práticas de higiene dos alimentos em uma feira livre da cidade de Salvador (BA). O estudo etnográfico consegue apreender duas categorias centrais como produção simbólica das práticas higiênicas: o limpo como ordem e o sujo como desordem. Esses códigos culturais fazem correspondências com os estudos de Mary Douglas e Norbert Elias e apresentam especificidades para decifrar um mundo cotidiano em que concepções e práticas de higiene são aspectos normalizados por personagens que compartilham o espaço da feira: feirantes, consumidores, garis e fiscais municipais. O conhecimento técnico-científico e a legislação sanitária são tidos como estranhos ao sistema simbólico dos feirantes. As leis não são efetivas e não têm uma influência importante na construção das práticas higiênicas. As práticas dos fiscais municipais são coercitivas e punitivas e não consideram os valores culturais na formação de novas práticas de higiene.

Keywords : Higiene; Práticas de higiene; Feira livre; Fiscalização; Vigilância sanitária.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese