SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 suppl.1The medical education and the extended general practice: results of a Brazilian experimentThe importance of genetic counseling at sickle cell anemia author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

RIOS, Izabel Cristina. Humanidades e medicina: razão e sensibilidade na formação médica. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, suppl.1, pp. 1725-1732. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700084.

No presente artigo, discute-se brevemente o ensino de humanidades na medicina e apresenta-se uma proposta criada no Centro de Desenvolvimento da Educação Médica (CEDEM) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) para a integração dessa área no currículo médico. A integração curricular é uma estratégia de ensino fundamentada na visão sistêmica que envolve ações de amplo alcance educacional. No ensino de humanidades na medicina, são ações que visam à sensibilização das pessoas (para somar, ao escopo técnico, o olhar sobre a condição humana), e ao desenvolvimento de métodos didático-pedagógicos adequados ao seu aprendizado. A proposta de integração curricular constitui-se de seis ações estratégicas, em estados diferentes de desenvolvimento: (1) elaboração dos objetivos terminais da área para a formação do aluno,(2) integração das disciplinas de humanidades do currículo atual, (3) integração dos temas humanísticos em outras disciplinas de acordo com os objetivos terminais, (4) planejamento de cursos de humanidades médicas para docentes, (5) desenvolvimento de sistema de avaliação e acompanhamento da formação humanística,(6) divulgação da área "Humanidades e Medicina".

Keywords : Educação médica; Humanidades; Humanização da assistência; Currículo; Integração.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese