SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 suppl.2Smoking exposure among school children in BrazilRisk factors for road traffic injury among adolescents in Brazil: National Adolescent School-based Health Survey (PeNSE) author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

HALLAL, Pedro Curi et al. Prática de atividade física em adolescentes brasileiros. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, suppl.2, pp. 3035-3042. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000800008.

O objetivo deste estudo é descrever a prática de atividade física em adolescentes, utilizando dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), coletados em todas as capitais do Brasil e no Distrito Federal em 2009. A amostra incluiu escolares do 9º ano do ensino fundamental (n=60.973). Foram investigadas a prática de atividade física nos últimos sete dias, incluindo modo de deslocamento para a escola, prática de atividade física dentro e fora da escola e participação nas aulas de educação física. Consideraram-se ativos os jovens que acumularam > 300 min/sem de atividade física. A proporção de ativos foi de 43,1%, sendo maior nos meninos (56,2%) em comparação às meninas (31,3%). Metade dos adolescentes (49,2%) relatou ter tido duas ou mais aulas de educação física na semana anterior à entrevista; 79,2% relataram assistir a duas horas diárias de televisão ou mais. Os dados do PeNSE indicam baixa prevalência de jovens ativos e com duas ou mais aulas de educação física por semana, além de elevada prevalência de comportamento sedentário. Tais dados podem ser utilizados como linha de base para o monitoramento de atividade física em escolares brasileiros, mas desde já sugerem a necessidade de intervenções para a promoção de atividade física em adolescentes brasileiros.

Keywords : Atividade motora; Monitoramento populacional; Adolescente; Comportamento sedentário.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese