SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue4 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

BRAZ, Marlene  and  SCHRAMM, Fermin Roland. Bioética e pesquisa em saúde mental. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2011, vol.16, n.4, pp. 2035-2044. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000400002.

Este artigo discute as pesquisas no campo da saúde mental, analisando questões éticas envolvidas e uso do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Para alcançar os objetivos, foram seguidos dois percursos principais: (1) breve histórico dos diferentes tratamentos e pesquisas com pacientes com transtornos mentais ou deficiência; (2) análise teórico-conceitual dos principais problemas relativos ao campo da saúde mental, quais sejam a noção de vulnerabilidade, competência e autonomia e o uso de grupos-controle com placebo. Duas perguntas principais move-ram a reflexão: se o paciente com transtornos mentais pode assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e se uso de placebo é aceitável. Concluiu-se pela existência de posições antagônicas e contraditórias, indicando que a pesquisa em saúde mental está minada por vieses de difícil solução. Não se pode, entretanto, deixar de lado, pelas dificuldades, as investigações éticas que contribuam para a cura dos transtornos mentais, devendo se atentar para as mudanças que vêm ocorrendo em razão da Reforma Psiquiátrica no Brasil, que tem mudado concepções arcaicas acerca do que seja doença mental e de como esse grupo deve ser compreendido e tratado.

Keywords : Bioética; Pesquisa em vulneráveis; Transtornos mentais; Doença mental; Uso de placebo; Autonomia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese