SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue4Obesity among the poor in Brazil: female vulnerabilityDental treatment of pregnant women: the role of healthcare professionals author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

FROHLICH, Samanta Etges  and  MENGUE, Sotero Serrate. Os indicadores de qualidade da prescrição de medicamentos da Organização Mundial da Saúde ainda são válidos?. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2011, vol.16, n.4, pp. 2289-2296. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000400028.

Este artigo tem como objetivo analisar os indicadores de qualidade da prescrição de medicamentos propostos em 1993 pela Organização Mundial da Saúde e sugerir novos indicadores, em razão do novo perfil de morbidade da população. Para tanto, se realizou um estudo transversal, através de entrevista pessoal e análise de prescrições de 320 usuários de Unidades de Estratégia Saúde da Família em um município brasileiro no estado do Rio Grande do Sul. Esses usuários foram recrutados por meio do método de amostragem não probabilístico consecutivo. Considerando os resultados obtidos com os indicadores de qualidade da prescrição propostos pela Organização Mundial da Saúde, as prescrições podem ser consideradas adequadas. Contudo, a análise desses indicadores mostrou que, atualmente, eles podem ser inapropriados. Portanto, novos indicadores foram desenvolvidos. Pela nova proposta de indicadores, simples e de fácil quantificação, pôde-se perceber os problemas em uma prescrição de medicamentos com o intuito de guiar para uma ação subsequente.

Keywords : Prescrição; Indicadores de qualidade da prescrição; Atenção Primária.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese