SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 suppl.1Transcultural adaptation of an instrument to evaluate hearing handicap in workers with noise-induced hearing lossSurveillance of birth defects: Brazil and the US author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

BITTENCOURT, Zélia Zilda Lourenço de Camargo; FRANCOZO, Maria de Fátima de Campos; MONTEIRO, Claudia Rodrigues  and  FRANCISCO, Débora Durante. Surdez, redes sociais e proteção social. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2011, vol.16, suppl.1, pp. 769-776. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000700007.

A surdez traz repercussões na vida do indivíduo que por ela é afetado, assim como na vida da família, que usualmente deve modificar sua dinâmica para adequar-se às necessidades e demandas que a perda auditiva impõe. Muitas vezes, para isso, a família mobiliza recursos internos, mas também busca apoio e ajuda fora de seu núcleo, em uma rede de recursos externos. Descrever as redes sociais acessadas pelas famílias de surdos na busca de sua reprodução cotidiana é um dos objetivos a que este texto se propõe. Ainda, busca discutir o significado dessas redes no contexto da proteção social. Para isso, pesquisa qualitativa foi desenvolvida, através de entrevistas semiestruturadas com dezoito pais de crianças ou adolescentes surdos, usuários de programas de atendimento em um centro de reabilitação. O mapeamento das redes de relacionamentos e de recursos sociais acessados por famílias de pessoas surdas mostrou o entrelaçamento de relações entre os familiares, demais parentes, amigos, vizinhos, profissionais, organizações privadas e serviços públicos. As redes cumprem papel de apoio e proteção social para a família da pessoa surda na reprodução cotidiana da vida.

Keywords : Redes sociais; Surdez; Proteção social; Família.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese