SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue10Anemia in students at public schools in Recife: a study of temporal trendsImplementation and impact of the National Iron Supplementation Program in the city of Viçosa, State of Minas Gerais author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

SOUZA, Maximiliano Loiola Ponte de; DESLANDES, Suely Ferreira  and  GARNELO, Luíza. Histórias-míticas e construção da pessoa: ambiguidade dos corpos e juventude indígena em um contexto de transformações. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2011, vol.16, n.10, pp. 401-4010. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001100005.

As representações sobre a juventude variam histórica e culturalmente. No Alto Rio Negro, vivem grupos indígenas com mais de três séculos de contato com o mundo não-indígena. Nos últimos anos, os rituais de iniciação masculina foram suprimidos e houve a introdução da escola formal. Estes acontecimentos geraram ressignificações nas formas de representar as diferentes fases da vida. Neste trabalho objetivou-se compreender a construção das representações sobre a juventude indígena; como elas se correlacionam com as demais fases do ciclo vital e como contribuem para configurar práticas sociais estruturadas em torno deste grupo social. Analisaram-se diversas histó­rias-míticas que tratam das relações intergeracionais; estas foram correlacionadas com os termos designativos das diversas da vida, com as outras narrativas nativas e com dados obtidos a partir da observação participante. O estudo conclui que as representações sobre juventude são configuradas pelos papeis sociais de iniciandos/iniciados, fundidos na atualidade, de modo contraditório, numa categoria genérica e prolongada de estudante, desprovida de estatuto sociológico próprio, alongando a condição liminar desta fase da vida.

Keywords : Índios sul-americanos; Juventude; Mudança cultural.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese