SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue10Systematic review of studies on quality of life indexed on the SciELO databasePrevalence of orofacial pain and its impact on the oral health-related quality of life of textile industries workers of Laguna, SC, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

MARQUES, Emanuele Souza et al. Representações sociais sobre a alimentação da nutriz. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2011, vol.16, n.10, pp. 4267-4274. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001100032.

Trata-se de uma pesquisa qualitativa, que buscou compreender os significados atribuídos pelas mulheres ao hábito alimentar, no que se referem às proibições, permissões e lactogogos durante o aleitamento materno. Como fundamentação teórica, utilizou-a Teoria das Representações Sociais descrita por Moscovici (2003) e Minayo (2006). Participaram do estudo 58 mães de crianças até 2 anos residentes no município de Coimbra (MG). A análise compreensiva da alimentação revelou que para as mães entrevistadas havia a necessidade de uma alimentação especial durante o puerpério, sendo esta composta de alimentos considerados saudáveis, fortes, lactogênicos, além da ingestão de líquido. Ainda, em relação à dieta da lactante, os alimentos quentes, reimosos, gordurosos deveriam ser evitados. Nessa perspectiva, pensar em alimentação nesta fase fisiológica da mulher implica conhecer os aspectos histórico, social e cultural que interferem na escolha alimentar, permitindo assim entender seus hábitos e crenças para que a atuação profissional seja adequada ao grupo atendido e ao contexto no qual ele se insere.

Keywords : Aleitamento materno; Puerpério; Hábito alimentar; Antropologia da alimentação; Representação social.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese