SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Indicators for Occupational Health Reference Centers: proposal of a system for monitoring health servicesSmoking among undergraduate students in the area of health author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

SOUZA, Kátia Reis de  and  BRITO, Jussara Cruz de. Sindicalismo, condições de trabalho e saúde: a perspectiva dos profissionais da educação do Rio de Janeiro. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.2, pp. 379-388. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000200012.

O objetivo do presente artigo é analisar e interpretar os problemas e as perspectivas da ação sindical para se alcançar mudanças no trabalho e se promover saúde nas escolas por intermédio da experiência do Programa de Formação em Saúde, Gênero e Trabalho nas Escolas Públicas. Para isso, realizamos entrevistas com sindicalistas e profissionais da educação, tendo como foco privilegiado de análise o relato de um caso - do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE-RJ). Constatamos que, após o Programa de Formação, as lutas passaram a não se concentrar somente na defesa de certos direitos tradicionalmente existentes na pauta sindical. A noção de saúde amplia a concepção sindical de condições de trabalho, como também permite que os trabalhadores das escolas sejam os protagonistas do movimento de mudanças. Verificamos, ainda, o sentido de renovação que o tema "trabalho" - em sua relação com a saúde - proporcionou à militância sindical.

Keywords : Saúde do trabalhador; Trabalho em escolas; Saúde dos profissionais da educação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese