SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Evaluation of the quality of propranolol and enalapril tablets supplied in the public health system in a southern Brazilian cityHegemonic masculinity, vulnerability and the prevention of HIV/AIDS author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

LUZ, Tatiana Chama Borges et al. Consumo de medicamentos por trabalhadores de hospital. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.2, pp. 499-509. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000200023.

Medicamentos são um componente essencial da terapêutica, no entanto, informações sobre seu consumo em população trabalhadora são escassas. Para estimar a prevalência, caracterizar o perfil daqueles consumidos e avaliar os fatores associados ao seu uso em trabalhadores foi realizado estudo seccional de dados da linha de base da Coorte "PROSEC" (n=417). A prevalência de consumo de pelo menos um medicamento foi de 72,4%, destacando-se fármacos com ação no sistema nervoso (25,4%), especialmente analgésicos (17,8%). Fatores associados ao uso de qualquer número de medicamentos (p<0,05) foram sexo, número de condições diagnosticadas por médico e problema de saúde nos quinze dias anteriores à entrevista. A renda esteve significativamente associada ao consumo de um medicamento ao passo que autoavaliação de saúde apresentou associação independente com o consumo de dois ou mais produtos. A alta prevalência de uso de medicamentos nesta população, particularmente de analgésicos, requer atenção, pois muitos usuários costumam desconhecer ou relegar o fato de que tais fármacos não são isentos de risco. Mulheres e indivíduos em pior estado de saúde constituem os principais candidatos a programas de intervenção visando o uso adequado de produtos farmacêuticos.

Keywords : Uso de medicamentos; Fatores associados; Trabalhadores.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese