SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue7 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

DINIZ, Debora  and  MEDEIROS, Marcelo. Itinerários e métodos do aborto ilegal em cinco capitais brasileiras. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.7, pp. 1671-1681. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000700002.

O artigo apresenta os resultados da etapa de entrevistas estruturadas da Pesquisa Nacional de Aborto (PNA-entrevistas), descrevendo características das mulheres que fizeram ao menos um aborto ilegal, os itinerários e os métodos. Entrevistas estruturadas feitas em 2010 e 2011 com 122 mulheres entre 18 e 39 anos que abortaram, em cinco capitais brasileiras (Belém, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Salvador). Amostra não probabilística controlada por seis cotas, de acordo com nível educacional e idade, refletindo a estrutura social e demográfica encontrada na PNA-urna. A maioria das mulheres entrevistadas realizou apenas um aborto, mas uma em cada quatro realizou dois abortos, e uma em cada 17 realizou três abortos. A maioria dos abortos ocorre entre jovens até 19 anos, muitas das quais já tiveram filhos. Os exames mais comuns para identificar a gravidez são o beta-HCG sérico, o teste de urina de farmácia e o ultrassom. Há uma prevalência do aborto entre mulheres negras. O principal método abortivo é uma combinação de chás e cytotec (misoprostol) com a finalização em hospitais. Parentes e companheiros auxiliam em diferentes etapas do processo. Várias mulheres relataram já ter ajudado outras mulheres a abortar após sua experiência individual.

Keywords : Aborto induzido; Misoprostol; Cytotec; Gravidez na adolescência; Saúde reprodutiva.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese