SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue7Cytotec and abortion: the police, the vendors and womenParticipation in health: systematization of the articles published in Brazilian journals - 1988 / 2005 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

FONTES, Maria Lucineide Andrade. O enquadramento do aborto na mídia impressa brasileira nas eleições 2010: a exclusão da saúde pública do debate. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.7, pp. 1805-1812. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000700019.

OBJETIVOS: o artigo apresenta os resultados de uma pesquisa de monitoramento da mídia impressa brasileira para identificar as formas de enquadramento do tema do aborto durante o período de 6 de julho a 29 de outubro de 2010, período oficial da campanha eleitoral para a Presidência da República. METODOLOGIA: a partir do monitoramento de 28 veículos impressos de circulação nacional (jornais e revistas), a pesquisa recuperou 464 textos, dos quais 434 foram considerados válidos para o estudo, entre matérias, reportagens, notas, colunas de opinião, entrevistas e cartas de leitores. RESULTADOS: embora o aborto tenha sido amplamente citado na cobertura jornalística da mídia impressa brasileira durante a campanha eleitoral para a Presidência da República em 2010, em uma média de 4 textos publicados por dia, o enquadramento adotado para o tema não foi o da perspectiva da saúde pública. Dos 434 textos analisados, apenas 1 reportagem abordou explicitamente dados epidemiológicos relacionando o aborto à saúde da mulher. Nos demais textos, o agendamento do tema foi pautado mediante enquadramentos eleitorais associando-o à disputa dos candidatos pelos votos das comunidades religiosas e do eleitorado conservador. 

Keywords : Aborto; Agendamento; Enquadramento; Saúde Reprodutiva; Saúde Pública; Campanha eleitoral.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese