SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue9Violence against the elderly: analysis of the reports made in the health sector - Brazil, 2010The strengthening of subjects in health management: advances and challenges in the experience of Fortaleza, state of Ceará author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

ISER, Betine Pinto Moehlecke et al. Prevalência de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais do Brasil - principais resultados do Vigitel 2010. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.9, pp. 2343-2356. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000900015.

OBJETIVO: descrever os principais fatores de risco e proteção para doenças crônicas com dados do inquérito telefônico de 2010. METODOLOGIA: entrevistas telefônicas realizadas em amostra probabilística dos adultos residentes nas capitais do Brasil e Distrito Federal com telefone fixo residencial. As prevalências foram estratificadas por sexo, idade e escolaridade. RESULTADOS: Foi verificado alto consumo de refrigerantes (28%), de carne com gordura (46%) e de consumo abusivo de álcool (18%), e baixo consumo de frutas e hortaliças (18%) e de atividade física no lazer (15%). Aproximadamente metade da população referiu ter excesso de peso e não se proteger da radiação solar. A inatividade física e o tabagismo atingem cerca de 15% dos adultos. Fatores de risco foram mais prevalentes em homens, adultos jovens e de menor escolaridade. CONCLUSÃO: os resultados apontam diferentes comportamentos em saúde da população segundo características sociodemográficas. Essa variabilidade deve ser considerada nas ações de promoção de saúde.

Keywords : Fatores de risco; Doença crônica; Levantamentos epidemiológicos; Vigilância; Estudos transversais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese