SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número9Equivalência Semântica da versão em português do "Body Change Inventory"Mobilidade e risco de quedas de população idosa da comunidade de São Carlos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Page  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência & Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1413-8123

Resumo

BREVIDELLI, Maria Meimei  e  FREITAS, Fernando Celso Garcia de. Estudo ecológico sobre o desenvolvimento da saúde no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.9, pp. 2471-2480. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000900027.

Avaliar o nível de saúde das Unidades da Federação (UF) do Brasil, por meio de um indicador sintético - Índice de Desenvolvimento da Saúde (IDS). O IDS foi composto pelas dimensões: (1) Recursos de saúde: disponibilidade e qualidade dos recursos de saúde; (2) Cobertura por atenção básica e saneamento; (3) Eficácia das políticas de saúde. Cada dimensão englobou um conjunto de indicadores obtidos em bases de dados nacionais. Em 2005, o Brasil apresentava nível intermediário de desenvolvimento da saúde, tendo progredido de patamares inferiores, desde 1999. A maioria das UF apresentava déficits em "recursos" e "cobertura". A dimensão da "eficácia" mostrou-se altamente desenvolvida em todo Brasil. Conclusões: A construção do indicador sintético IDS possibilitou constatar deficiências e disparidades significativas na disponibilidade e qualidade dos recursos de saúde, em grande parte do território nacional. Esses resultados podem auxiliar gestores de saúde no desafio de tornar a saúde pública universal.

Palavras-chave : Indicadores de saúde; Estatísticas de saúde; Desigualdades de saúde; Gestão em saúde; Fatores socioeconômicos; Estudos ecológicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português