SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 issue1-3Mortality statistics according to multiple causes of deathMale homo/bisexuality: a study about unprotected sexual intercourse in Fortaleza, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

TADDEI, Jose Augusto et al. Recuperação nutricional de crianças empobrecidas matriculadas em creche na cidade de São Paulo, Brasil: um estudo de seguimento de nove meses. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2000, vol.3, n.1-3, pp. 29-37. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2000000100004.

Avaliou-se a eficácia da freqüência a creche padrão em promover recuperação nutricional de crianças pertencentes a famílias de baixa renda. Foram coletados dados, por um período de nove meses, de 180 crianças que frequentavam uma creche localizada em uma favela. Em todos os dias úteis cada criança recebia no mínimo 100% das recomendações dietéticas diárias, acrescidas de leite fortificado com ferro e, semestralmente, tratamento para parasitoses intestinais. As análises estatísticas se limitaram a 168 crianças (93%) para as quais se dispunham de medidas de pelo menos cinco meses. Como variáveis resposta, os escores Z das relações peso para estatura, estatura para idade e peso para idade foram dicotomizados de forma que escore Z < - 1 indicava risco nutricional. Foram estudadas as proporções de crianças em risco nutricional a cada mês e utilizadas técnicas estatística multivariadas para controlar eventuais fatores de confundimento e correlacão entre as medidas subsequentes da mesma criança. O percentual de crianças em risco nutricional diminuiu no decorrer do acompanhamento, de10.1% para 3.4% na relação peso estatura, de 29.8% para 15.2 % na peso idade, e de 50.0% para 44.8% na estatura idade. A maior parte das reduções ocorreram entre os terceiro e quarto meses de frequência. Os modelos de dados correlacionados para as três variáveis resposta dicotomizadas evidenciaram reduções de duas a três vezes nos riscos nutricionais descritos pelos indicadores de peso-estatura (wasting) e peso-idade (underweight). Concluimos que a creche padrão diminui riscos nutricionais, sendo necessários aproximadamente quatro meses para que os benefícios sejam identificados.

Keywords : Estado nutricional; Pesquisa em serviços de saúde; Creches; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English