SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 issue2Serum creatinine levels: hypercreatinemia in a segment of the adult population of Salvador, BrazilPrevalence of overweight and its association with the area of residence among 6-year-old children enrolled in public childcare centers in Florianópolis, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

LACERDA, Elisa Maria de Aquino  and  LEAL, Maria do Carmo. Fatores associados com a retenção e o ganho de peso pós-parto: uma revisão sistemática. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2004, vol.7, n.2, pp. 187-200. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2004000200008.

INTRODUÇÃO: A retenção de peso após o parto é um dos determinantes da obesidade em mulheres. Seu desenvolvimento está relacionado com o ganho de peso gestacional, paridade, idade, situação marital, consumo energético, atividade física e lactação, mas as associações encontradas têm se mostrado inconclusivas e contraditórias. Objetivos: Avaliar estudos que identificaram fatores preditores da retenção e ganho de peso após o parto. MATERIAL E MÉTODOS: Foi realizada uma revisão de literatura na Base de Dados LILACS e MEDLINE, referente aos anos de 1993 a 2003. RESULTADOS: Vinte e oito artigos foram identificados, sendo 23 estudos de coorte, quatro estudos transversais e um estudo caso-controle. A maioria dos estudos foi realizada nos EUA e o tempo de acompanhamento após o parto ocorreu principalmente entre seis semanas e 24 meses. Cerca de 25% dos estudos apresentaram perdas superiores a 30%, 61% incluíram adolescentes na amostra e 75% não aferiram o peso pré-gestacional. Sete estudos foram considerados de melhor qualidade, pois utilizaram o peso pré-gestacional medido, incluíram grupo de comparação, excluíram adolescentes, apresentaram perdas de seguimento inferiores a 30% e controlaram para variáveis de confundimento. CONCLUSÃO: Ganho de peso gestacional, raça negra e paridade estão associados positivamente com a retenção de peso pós-parto. As evidências são contraditórias para a variável lactação e insuficientes para as variáveis consumo alimentar e atividade física. São necessários estudos cuidadosamente desenhados para esclarecer estas questões.

Keywords : Revisão sistemática; Obesidade; Pós-parto; Peso corporal; Fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese