SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue1Associations between physical activity, body mass index, and sedentary behaviors in adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

CARNIEL, Emília de Faria; ZANOLLI, Maria de Lurdes; ANTONIO, Maria Ângela Reis de Góes Monteiro  and  MORCILLO, André Moreno. Determinantes do baixo peso ao nascer a partir das Declarações de Nascidos Vivos. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2008, vol.11, n.1, pp. 169-179. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000100016.

Este estudo teve como objetivos conhecer a distribuição do peso de nascimento das crianças de Campinas (SP) e indicar fatores de risco para baixo peso. Realizou-se estudo transversal no qual foram utilizados dados das 14.444 Declarações de Nascidos Vivos de 2001. A variável dependente foi o peso de nascimento, e as independentes as características maternas, gestacionais, do parto e do recém-nascido. Na avaliação da associação entre variáveis empregou-se teste de qui-quadrado e calculou-se valores de odds ratio brutos (OR) e ajustados (ORaj). A média do peso de nascimento foi 3.142g, variando de 285 a 5.890g; 65,1% das crianças pesaram 3.000g ou mais, 25,7% entre 2.500 e 2.999g e 9,1% menos de 2.500g. Os determinantes para baixo peso em prematuros foram cesariana, gemelaridade, recém-nascidos femininos e os de mulheres com menos de sete consultas de pré-natal. Para crianças a termo os riscos foram gestação dupla, tripla ou mais, filhos de mulheres com mais de 34 anos, das com até sete anos de estudo, com oito a onze e das com menos de sete consultas de pré-natal. A distribuição de peso de nascimento em Campinas foi inadequada e a proporção de baixo peso foi mais que o dobro dos países desenvolvidos. Os recém-nascidos prematuros que nasceram por cesariana, os prematuros e os a termo de gestação múltipla, os femininos, os de mulheres com pré-natal inadequado e os a termo daquelas com maior idade e baixa escolaridade apresentaram maior chance de nascer com baixo peso.

Keywords : Saúde materno-infantil; Peso ao nascer; Recém-nascido de baixo peso; Fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese