SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue2Prevalence and risk factors of anemia among women and their children in the State of PernambucoSerum concentrations of retinol and beta-carotene, and nutritional status of children in Teresina, Piauí, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

CASTRO, Vanilde de; MORAES, Suzana Alves de; FREITAS, Isabel Cristina Martins de  and  MONDINI, Lenise. Variabilidade na aferição de medidas antropométricas: comparação de dois métodos estatísticos para avaliar a calibração de entrevistadores. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2008, vol.11, n.2, pp. 278-286. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000200009.

Estudos que incluem medidas antropométricas exigem, além da padronização de técnicas de aferição, o emprego de métodos estatísticos para a avaliação de erros de mensuração. OBJETIVO: Comparar duas técnicas estatísticas para avaliar a calibração de entrevistadores, em treinamento para a aferição de medidas antropométricas. METODOLOGIA: Treze entrevistadores participaram da fase de treinamento, que foi programado de modo que, em cada sessão, sub-grupos de entrevistadores realizassem duas aferições de medidas de peso e duas de altura em voluntários (em média, 10 voluntários/sessão). Ao todo, foram realizadas seis sessões para a aferição das medidas de peso e onze para a aferição das medidas de altura. Para as medidas de peso foram utilizadas balanças eletrônicas e, para as de altura, estadiômetros de parede. Para avaliar a calibração, dois métodos estatísticos foram comparados: a) o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e b) a precisão e a exatidão das aferições, segundo Habicht. RESULTADOS: Os entrevistadores foram submetidos, em média, a duas sessões para a calibração das medidas de peso e a três sessões para a calibração das medidas de altura, sendo a precisão atingida antes da exatidão. Os valores dos respectivos CCIs indicaram medições fortemente concordantes desde a primeira sessão. CONCLUSÃO: O método de Habicht apresentou melhor desempenho que o CCI, pois, além do cálculo da precisão, indicou a magnitude da divergência das aferições realizadas pelos entrevistadores, em relação às do supervisor (exatidão).

Keywords : Reprodutibilidade; Coeficiente de Correlação Intraclasse; Calibração.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese