SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Within- and between-person variations as determinant factors to calculate the number of observations to estimate usual dietary intake of adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

CABRAL, Amanda Priscila de Santana  and  SOUZA, Wayner Vieira de. Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU): análise da demanda e sua distribuição espacial em uma cidade do Nordeste brasileiro. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2008, vol.11, n.4, pp. 530-540. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000400002.

O município de Olinda, Pernambuco, criou instrumento para armazenamento de dados dos formulários das ocorrências do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-192) e de forma pioneira georreferencia os atendimentos realizados. Objetiva-se descrever o perfil epidemiológico das ocorrências atendidas no município, de fevereiro (implantação do serviço) a junho de 2006, com ênfase na distribuição espacial das ocorrências mais relevantes. Foram utilizados dados secundários do banco de dados SAMU-192, considerando a freqüência das seguintes variáveis: sexo, faixa etária, tipo de ocorrências, dias da semana, tipo de causas clínicas, tipo de causas externas, tipo de acidentes de transportes e veículos envolvidos. Tendo por base as freqüências dos tipos de causas clínicas/externas, identificaram-se aquelas de maior magnitude para mapeamento e identificação dos aglomerados espaciais com o emprego de estimador de intensidade Kernel. Das 1956 ocorrências, 1114 foram por causas clínicas e 645 por causas externas; finais de semana acumularam 46,0% dos atendimentos; 55,1% das ocorrências por causas clínicas foram em mulheres, enquanto 72,1% das causas externas em homens. A média etária para as causas clínicas foi de 47 anos e 34 anos para causas externas. Destacaram-se as doenças do aparelho circulatório (23,1% das causas clínicas) e acidentes de transporte (52,7% das causas externas); desses 61,1% motivados por atropelamentos e 33,6% com motocicletas envolvidas. A análise espacial reforça a necessidade da integração entre a Secretaria de Saúde e órgãos afins para a implantação de medidas preventivas, e o perfil epidemiológico apresentou informações capazes de auxiliar na organização do serviço e na compreensão do perfil de morbidade.

Keywords : Atendimento de Emergência Pré-Hospitalar; Perfil epidemiológico; Medicina de urgência; Distribuição espacial.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese