SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Prevalence of dental caries and treatment needs among 12-year-old children in a small-sized municipality in the Amazon regionPrimary Health Care in the south of Santa Catarina: analysis of admissions for ambulatory care-sensitive conditions, in the 1999-2004 period author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

CORTELA, Denise da Costa Boamorte  and  IGNOTTI, Eliane. Lesões visíveis na hanseníase: o papel do cirurgião-dentista na suspeita de casos novos. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2008, vol.11, n.4, pp. 619-632. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000400010.

INTRODUÇÃO: A hanseníase permanece como problema de saúde pública em alguns países. No Brasil, essa enfermidade demanda a priorização das ações de saúde focadas em alguns Estados e municípios. OBJETIVO: Analisar as principais características epidemiológicas dos portadores de hanseníase com ênfase na área de localização das lesões MÉTODO: Estudo transversal de indivíduos com hanseníase diagnosticados entre 2001 a 2006, em Cáceres-MT. Foi definida como variável dependente a área de localização das lesões, categorizada em não-visível e visível, que inclui face, pavilhão auricular ou membros superiores. Utilizou-se ANOVA e regressão múltipla logística, com intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: 206 (33,8 %) indivíduos apresentaram lesões em áreas visíveis; não foi verificada diferença estatisticamente significante entre os grupos de idade ou sexo com área de localização das lesões. A probabilidade de um paciente multibacilar manifestar lesões em áreas visíveis foi 3 vezes aquela observada entre os pacientes paucibacilares (ORajust= 3,21; IC 95%: 2,13 - 4,86). Tal probabilidade entre os pacientes com incapacidade física localizada na região ocular e dos membros superiores foi 5 vezes aquela observada entre os pacientes com incapacidade física localizada em outra região do corpo (ORajust = 5,10; IC 95%: 1,41 - 18,39). CONCLUSÃO: A probabilidade de um indivíduo portador de hanseníase apresentar lesões em áreas visíveis independe de sexo e idade e essas se manifestam principalmente nos braços. Entre os indivíduos multibacilares, tal probabilidade foi maior que aquela observada entre os indivíduos paucibacilares, principalmente quando havia presença de incapacidade física localizada na região ocular e nos membros superiores.

Keywords : Hanseníase; Saúde Bucal; Odontologia em Saúde Pública; Epidemiologia; Prevenção de Doenças; Atenção à Saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese