SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue4Primary Health Care in the south of Santa Catarina: analysis of admissions for ambulatory care-sensitive conditions, in the 1999-2004 periodAnalysis of hospitalizations of children under one year of age due to drug intoxication and adverse events in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

MARCHESE, Vania Salete; SCATENA, João Henrique Gurtler  and  IGNOTTI, Eliane. Caracterização das vítimas de acidentes e violências atendidas em serviço de emergência: Município de Alta Floresta, MT (Brasil). Rev. bras. epidemiol. [online]. 2008, vol.11, n.4, pp. 648-659. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000400012.

INTRODUÇÃO: Em Alta Floresta - MT, embora os acidentes e violências sejam responsáveis por importante parcela da morbidade hospitalar e da mortalidade, principalmente entre a população jovem, não se conhecia o que tais agravos representam, em termos de morbidade ambulatorial. OBJETIVO: Apresentar a caracterização das vítimas de violências e acidentes em serviço de emergência no município de Alta Floresta - MT. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo descritivo dos registros de todos os atendimentos de emergência ocorridos em três meses de 2006, por meio de ficha de notificação específica para acidentes e violências. RESULTADOS: Dos 7.394 atendimentos no período, 583 (7,9%) foram prestados às vítimas de acidentes e violências, a maioria do sexo masculino, com idade entre 20 e 39 anos, branca, e com escolaridade inferior a 8 anos. Dentre as ocorrências, predominaram os acidentes: foram 239 (41,0%) acidentes de transportes, destacando-se os de motocicleta; 153 quedas (26,2%) e 167 (28,7%) outros acidentes. Dentre os registros de violências, 16 (2,7%) foram agressões e 8 (1,4%) tentativas de suicídio. A suspeita de uso de álcool, entre maiores de 18 anos, foi registrada em 12,0% das vítimas de acidentes e violências. No entanto, entre as vítimas de agressões este percentual foi muito mais elevado (91,7%). Observou-se também importante relação dos acidentes com a categoria trabalho. CONCLUSÃO: O conhecimento adequado das características das vítimas dos acidentes e violências é imprescindível para o processo de deflagração de medidas efetivas que visem reduzir tais agravos.

Keywords : Acidentes; Violência; Morbidade; Emergências.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese