SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue1Epidemiologic profile of snakebites reported by the Poison Information Center of Campina Grande, ParaíbaOverall survival analysis in oral squamous cell carcinoma patients diagnosed at the National Cancer Institute in 1999 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

GEREMIAS, Ana Lívia; ALMEIDA, Marcia Furquim de  and  FLORES, Luis Patricio Ortiz. Avaliação das declarações de nascido vivo como fonte de informação sobre defeitos congênitos. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2009, vol.12, n.1, pp. 60-68. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000100007.

OBJETIVO: Estimar a prevalência de defeitos congênitos (DC) em uma coorte de nascidos vivos (NV) vinculando-se os bancos de dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC). MÉTODOS: Estudo descritivo para avaliar as declarações de nascido vivo como fonte de informação sobre DC. A população de estudo é uma coorte de NV hospitalares do 1º semestre de 2006 de mães residentes e ocorridos no Município de São Paulo no período de 01/01/2006 a 30/06/2006, obtida por meio da vinculação dos bancos de dados das declarações de nascido vivo e óbitos neonatais provenientes da coorte. RESULTADOS: Os DC mais prevalentes segundo o SINASC foram: malformações congênitas (MC) e deformidades do aparelho osteomuscular (44,7%), MC do sistema nervoso (10,0%) e anomalias cromossômicas (8,6%). Após a vinculação, houve uma recuperação de 80,0% de indivíduos portadores de DC do aparelho circulatório, 73,3% de DC do aparelho respiratório e 62,5% de DC do aparelho digestivo. O SINASC fez 55,2% das notificações de DC e o SIM notificou 44,8%, mostrando-se importante para a recuperação de informações de DC. Segundo o SINASC, a taxa de prevalência de DC na coorte foi de 75,4%00 NV; com os dados vinculados com o SIM, essa taxa passou para 86,2%00 NV. CONCLUSÕES: A complementação de dados obtida pela vinculação SIM/SINASC fornece um perfil mais real da prevalência de DC do que aquele registrado pelo SINASC, que identifica os DC mais visíveis, enquanto o SIM identifica os mais letais, mostrando a importância do uso conjunto das duas fontes de dados.

Keywords : Defeitos congênitos; Linkage; Declaração de Nascido Vivo; Declaração de Óbito; Sistema de informação; Prevalência.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese