SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue4Association between overweight and smoking habits, Santarém, PA, 2007Excess weight among industrial workers: prevalence and associated factors author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Abstract

DUMITH, Samuel C.; DOMINGUES, Marlos R.  and  GIGANTE, Denise P.. Epidemiologia das atividades físicas praticadas no tempo de lazer por adultos do Sul do Brasil. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2009, vol.12, n.4, pp. 646-656. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000400014.

OBJETIVO: Descrever os tipos de atividades físicas de lazer praticadas, bem como analisar o perfil de seus praticantes. MÉTODOS: Pesquisa transversal de base-populacional com indivíduos de 20 anos ou mais, residentes na cidade de Pelotas, RS. O desfecho foi o tipo de atividade física de lazer praticada na semana anterior à entrevista. A associação bruta e ajustada com características demográficas, socioeconômicas e com o índice de massa corporal foi feita mediante testes qui-quadrado e regressão de Poisson, respectivamente. RESULTADOS: Ao todo, foram entrevistados 3.136 indivíduos, dos quais 1.239 (40%) relataram praticar alguma atividade física de lazer, constituindo-se no denominador deste estudo. A grande maioria (91%) relatou praticar apenas uma atividade física. A modalidade mais praticada foi a caminhada, referida por 57% daqueles que estão engajados em alguma atividade. A seguir, as modalidades mais frequentes foram: futebol (14%), bicicleta (13%), musculação (8%) e ginástica (6%). A frequência semanal teve mediana de 3 dias, enquanto a mediana da duração diária foi de 60 minutos. Mais da metade (56%) referiu que faz atividade física numa intensidade moderada ou vigorosa. No entanto, apenas 30% atingiram a recomendação proposta para adultos e idosos. Quando considerado o tempo de prática, 53% praticam atividade física há mais de seis meses. O motivo mais comum foi por razões de saúde. CONCLUSÕES: Menos da metade da população investigada pratica alguma atividade física no lazer. A modalidade mais comum para todos os grupos examinados foi caminhada. Diferenças no perfil demográfico e socioeconômico foram observadas conforme o tipo de atividade física.

Keywords : Atividade motora; Exercício; Esporte; Atividades de lazer; Epidemiologia; Promoção da saúde; Estudo transversal; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese