SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número2GSTM1, GSTT1, and GSTP1 polymorphisms, breast cancer risk factors and mammographic density in women submitted to breast cancer screeningAdverse drug reactions leading children to the emergency department índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Page  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Brasileira de Epidemiologia

versión impresa ISSN 1415-790X

Resumen

BUENO, Milena Baptista; MARCHIONI, Dirce Maria Lobo; CESAR, Chester Luis Galvão  y  FISBERG, Regina Mara. Açúcares de adição: consumo e fatores associados entre adultos e idosos. São Paulo, Brasil. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2012, vol.15, n.2, pp. 256-264. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2012000200003.

OBJETIVO: Avaliar o consumo alimentar, principais fontes dietéticas e fatores associados à ingestão acima da recomendação de açúcares de adição. MÉTODOS: Um inquérito populacional domiciliar foi realizado em São Paulo, a maior cidade do Brasil. A população de estudo foi obtida por um processo de amostragem por conglomerados e composta por 689 adultos e 622 idosos. O consumo alimentar foi estimado por um recordatório de 24 horas. Os valores nutricionais foram ajustados pela variância intra pessoal, utilizando o método instituído pela Universidade de Iowa (ISU). A regressão linear foi conduzida para identificar os fatores associados ao consumo de açúcares de adição s. RESULTADOS: A média de energia proveniente dos açúcares de adição foi de 9,1% (IC 95%: 8,9%; 9,4%) entre adultos e 8,4% (IC 95%: 8,2%; 8,7%) entre idosos (p < 0,05). A média do consumo de açúcares de adição foi maior entre mulheres quando comparada à dos homens (p < 0,05). A principal fonte de açúcares de adição foi refrigerante entre adultos, enquanto que entre idosos foi açúcar de mesa. O consumo de açúcares de adição aumentou conforme a idade entre adultos. Além disso, o alto nível socioeconomico esteve associado com o consumo de açúcares de adição entre adultos. CONCLUSÕES: O consumo de açúcares de adição é maior entre adultos de nível socioeconômico alto. Refrigerantes e açúcares de mesa são responsáveis por mais de 50% do consumo de açúcares.

Palabras llave : Açúcares de adição; Consumo alimentar; Refrigerantes; Inquérito populacional; Adultos; Idosos.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés