SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número3Qualidade da dieta de adolescentes: estudo de base populacional em Campinas, SPPrevalência da hepatite viral C em adultos usuários de serviço público de saúde do município de São José dos Pinhais - Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Page  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Brasileira de Epidemiologia

versão impressa ISSN 1415-790X

Resumo

SILVA, Rubens Antonio da et al. Magnitude e tendência da Leishmaniose Tegumentar Americana no Estado de São Paulo, Brasil, 1975 a 2008. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2012, vol.15, n.3, pp. 617-626. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2012000300015.

O objetivo deste estudo foi analisar a magnitude e tendência da Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) no Estado de São Paulo entre 1975 e 2008. Foi conduzido um estudo ecológico que categorizou os municípios segundo a magnitude da transmissão. No período de 1975 a 1985, 45 municípios foram responsáveis pelo registro de 1.281 casos de LTA, passando a 258 municípios e 4.093 casos entre 1986 e 1995, e a 385 municípios e 7.604 casos entre 1996 a 2008. O vetor Lutzomyia intermedia s.l. foi coletado na maioria das pesquisas entomológicas. Na classificação dos municípios segundo a magnitude pode-se verificar que 67,5% possuíam "pequena magnitude", 19,2% "média magnitude" e 13,3% "grande magnitude". As maiores incidências de LTA permanecem restritas a algumas áreas carentes e próximas à Mata Atlântica. Houve aumento no número de municípios com pequena ocorrência de casos e ampliação da área de risco.

Palavras-chave : Leishmaniose Tegumentar Americana; Vigilância entomológica; Controle; Epidemiologia; Estado de São Paulo; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês