SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue2Effects on human organism by automobile exhaust author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Rev. Saúde Pública vol.8 n.2 São Paulo Apr./Jun. 1974

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101974000200010 

RESUMOS ABSTRACTS

 

 

José Maria Soares Barata

 

 

FORATTINI, Oswaldo Paulo – Entomologia Médica: Psychodidae, Phlebotominae, leishmanioses, bartonelose. São Paulo, Ed. Edgard Blücher/ Ed. Univ. São Paulo, 1973. v. 4, 658 p.

Este livro constitui o 4.° volume de um trabalho sobre Entomologia Médica, iniciado em 1962.

Dentro do critério seguido nos volumes anteriormente publicados, o autor apresenta estudo da família Psychodidae e, particularmente, o tratamento sistemático da subfamilia Phlebotominae, orientado sobretudo para o aspecto eminentemente epidemiológico relacionado a esse grupo de dípteros. Foi feita revisão de todas as espécies hematófagas do Continente Americano, adotando-se a nova sistemática relativa aos vários grupos genéticos.

Este livro há muito se fazia necessário não só como complemento aos volumes já publicados, mas sobretudo como fonte de consulta para pesquisadores, professores e estudantes que se dedicam a pesquisa tanto no campo da Entomologai, quanto da Saúde Pública, da Epidemiologia ou da Medicina de doenças transmissíveis por eses incômodos insetos. Por outro lado, com o alcance desta obra fica definitivamente assentada a controvertida sistemática da subfamilia Phlebotominae.

O assunto foi desenvolvido em 10 capítulos, num total de 658 páginas, 7 tabelas, 18 mapas e 278 ilustrações, compreendendo o tratamento completo dos problemas médicos e epidemiológicos relacionados com a família Psychodidae e enfaticamente às subfamilias Psychodinae, Bruchomyiinae e Phlebotominae. Esta última, no que tange ao aspecto sistemático e epidemiológico, o autor se detém mais profundamente aos gêneros Lutzomyia e Psychodopygus. Apresenta ainda um estudo detalhado das Leishmanioses, Visceral (LV) e Tegumentar Americana (L.T.A.), e da Bartonelose sob diferentes aspectos, dando particular destaque ao aspecto epidemiológico. De maneira bastante didática, apresenta classificação das leishmanioses, particularmente da Tegumentar Amerciana (LTA), com base na etiología e tipos geográficos dessas endemias. Ainda sob forma de apêndice, o autor fornece dados sobre técnicas de campo para coleta de formas imaturas e de adultos, e técnicas de laboratório para estudo taxionômicos e para criação em condições artificais, baseado nos métodos empregados nas investigações efetuadas no Departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (DEFSP). Ao término de cada capítulo é apresentada bibliografia concernente ao assunto tratado, completa até a data de término do manuscrito.

O autor estuda em todos os grupos Taxionômicos tratados particularmente em Phlebotominae e enfaticamente em Lutzomyia e Psychodopypus – o aspecto da morfologia externa de machos, fêmeas, pupas, larvas e ovos, utilizando descrições pormenorizadas das espécies e evidenciando os caracteres morfológicos mais em uso na identificação desses grupos. Tais elementos anatômicos como asa, palpos maxilares, cibário feminino, espemateca e genitalia masculina foram ilustrados, para cada espécie tratada, com desenhos originais que muito enriqueceram esta obra.

Além do que, com a reconhecida experiência no campo da sistemática, o autor não se prende apenas ao aspecto morfológico desses insetos, mas encara frontalmente o ecológico e o biológico das formas imaturas e aladas, particularmente das espécies de interesse médico-sanitário. E para maior facilidade daqueles que estudam esses grupos, são fornecidas chaves de identificação de machos e fêmeas das diferentes espécies, subgêneros, gêneros e subfamílias de Psychodidae.

 


 

 

A Autora

 

 

CARVALHO, Lourdes de Freitas – Serviço de arquivo médico e estatística de um hospital. São Paulo, Ed. da Universidade de São Paulo, 1973. 254 p. ilus.

Obra editada pela Editora da Universidade de São Paulo, apresenta em seu capítulo introdutório várias definições de hospital, bem como descreve a evolução de suas funções. Os capítulos seguintes, de I a XVII são relacionados ao serviço de arquivo médico e estatística de um hospital em que são estudadas as suas finalidades, seu planejamento e organização. Ênfase especial é dada às estatísticas administrativa e médica. O prontuário médico é analisado sob todos os seus aspectos, desde a sua definição, importância, composição, sistemas de arquivamento, guarda, conservação e os aspectos legais que envolvem as informações médicas. Alguns fluxogramas e rotinas são apresentados como exemplo. O último capítulo é reservado à Terminologia médica, onde são definidos os principais-termos usados no dia-a-dia hospitalar.