SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue1New finding of Phlebotominae in the State of S. Paulo, Brazil, with special reference to Lutzomyia longipalpis author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Rev. Saúde Pública vol.10 n.1 São Paulo Mar. 1976

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101976000100013 

NOTICIÁRIO/NEWS

 

 

Cinqüentenário da Faculdade de Saúde Pública da USP visita do Senhor Presidente da República, General Ernesto Geisel

 

 

As comemorações do Cinqüentenário da Faculdade de Saúde Pública foram sobremaneira abrilhantadas pela presença do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, General Ernesto Geisel.

No dia 31 de Outubro de 1975, à 15,00 horas, Sua Excelência foi recebida pelo Magnífico Reitor da Universidade de São Paulo, Prof. Orlando Marques de Paiva e pelo Diretor da Faculdade Prof. Walter Engracia de Oliveira que, no saguão principal do edifício, apresentou-lhe os Membros da Congregação.

Na Sala Paula Souza, com a presença de autoridades, professores, funcionários e alunos, o Senhor Presidente foi saudado pelo Magnífico Reitor da USP, tendo a seguir o Diretor feito exposição sobre a Faculdade de Saúde Pública: seu histórico e atividades, ilustrada por projeção de material audio-visual especialmente preparado para aquela oportunidade.

Voltando ao saguão principal, o General Ernesto Geisel foi informado sobre outros aspectos das atividades da Faculdade, através de gráficos ali expostos.

Acompanhado pelo Sr. Diretor e Autoridades, Sua Excelência percorreu algumas instalações da Faculdade, tendo inicialmente visitado o Departamento de Nutrição, onde o Prof. Yaro Ribeiro Gandra expôs as atividades daquele Setor, tendo assinalado os trabalhos referentes à avaliação do estado nutricional de comunidades; bócio endêmico e atividades do Centro de Educação e Alimentação do Pré-Escolar.

No Departamento de Saúde Ambiental visitou o Laboratório de Saúde Ocupacional, onde o Prof. Jorge Rocha Gomes relatou as principais atividades daquele Laboratório dirigidas a importantes aspectos da avaliação e prevenção dos riscos a que estão expostos os trabalhadores, no exercício de suas atividades.

No Departamento de Epidemiologia, o Prof. Oswaldo Paulo Forattini expôs ao Senhor Presidente os trabalhos em andamento, propiciando-lhe uma visita à coleção entomológica de material de referência, onde estão depositados cerca de 15.000 espécimens, sendo este acervo considerado, no gênero, o maior da América Latina. Foi também visitado o insetário para a criação de triatomíneos veiculadores da Doença de Chagas que, pela diversificação de material, constitui-se no maior do País.

Na Biblioteca da Faculdade foi recebido pela bibliotecária Maria Terezinha Dias de Andrade, que forneceu informações sobre as atividades daquele Setor, possuidor de um dos mais completos acervos no campo da Saúde Pública da América Latina.

Em todos os locais visitados o Senhor Presidente da República mostrou-se vivamente interessado tendo, em várias oportunidades, solicitado esclarecimentos sobre as diversas atividades relatadas e manifestado sua satisfação pela linha de trabalhos realizados na Faculdade de Saúde Pública da USP.

Ao se retirar da Faculdade, por volta das 16,30 horas, o General Ernesto Geisel foi saudado pelos presentes no edifício e jardins daquela Instituição da Universidade de São Paulo.

Acompanharam o Senhor Presidente da República na sua visita, Suas Excelências: Governador do Estado de São Paulo, Dr. Paulo Egydio Martins; Vice-Governador do Estado de São Paulo, Dr. Manuel Gonçalves Ferreira Filho; Ministro da Saúde, Dr. Paulo de Almeida Machado; Ministro da Educação, Dr. Ney Braga; Secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Dr. Walter Sidney Pereira Leser; Secretário de Estado de Obras Públicas e Meio Ambiente, Dr. Francisco Henrique Fernando de Barros; Comandante do II Exército, General Ednardo D'Avilla Mello; Comandante da IV Zona Aérea, Major Brigadeiro Roberto Augusto Carrão de Andrade; Comandante do VI Distrito Naval, Vice-Almirante Roberto Mário Monnerat; Secretário de Higiene e Saúde do Município de São Paulo, Dr. Fernando Proença de Gouvêa. além de outras personalidades.

 


 

Sessão Solene de encerramento das comemorações do Cinqüentenário da Faculdade de Saúde Pública da USP

 

 

Dentro da programação estabelecida para as Comemorações do Cinqüentenário da Faculdade de Saúde Pública, realizou-se a 12 de dezembro de 1975, às 17,00 horas, na sala Paula Souza, a Sessão Solene de encerramento daquelas Comemorações.

A mesa que presidiu os trabalhos foi composta, além do Diretor da Faculdade, Prof. Walter Engrácia de Oliveira, pelo Vice-Reitor da USP, Prof. Josué Mendes de Camargo, representando o Magnífico Reitor. Prof. Orlando Marques de Paiva; Dr. Paulo de Almeida Machado, Ministro da Saúde; Prof. Zeferino Vaz, Reitor da Universidade de Campinas; Dr. Walter Sidney Pereira Leser, Secretário da Saúde do Estado de São Paulo; Dr. Roberto Cerqueira Cesar, Secretário dos Negócios Metropolitanos do Estado de São Paulo; Dr. Vinicius Ferraz Torres, representando Dr. Arnaldo Prieto, Ministro do Trabalho e pelo Dr. Hector Acuña, Diretor da OPS/OMS.

Inicialmente, o Prof. Josué Mendes de Camargo leu o discurso do Magnífico Reitor, tendo a seguir o Prof. Raphael de Paula Souza falado em nome dos professores aposentados. Em suas palavras, o orador fez um histórico da Faculdade, relembrando as figuras proeminentes que fundaram o Instituto de Higiene e aqueles que, posteriormente, o transformaram em Faculdade de Higiene e Saúde Pública, assinalando o papel desempenhado pelo Prof. Jorge Americano para a consecução daquele objetivo.

Em nome dos Professores em exercício falou o Prof. Odair Pacheco Pedroso que, de improviso, e em palavras repassadas de emoção salientou o papel da Faculdade nas diversas atividades de Saúde Pública, exortando a todos a continuação dos esforços para um maior engrandecimento da Instituição.

O Prof. Walter Engrácia de Oliveira, em seu discurso salientou: "esta Faculdade teve a missão histórica de praticamente criar entre nós o estudo e a pesquisa no campo da Saúde Pública; esta missão vem crescendo cada vez mais".

O último orador, o Dr. Manuel José Ferreira, representante de uma extraordinária estirpe de sanitaristas brasileiros, lembrou as lutas empreendidas pelos mesmos para vencer a incompreensão da época e concretizar o ideal de uma Escola de Saúde Pública.

Foram entregues pelo Sr. Diretor as medalhas comemorativas do Cinqüentenário às seguintes personalidades: Prof. Orlando Marques de Paiva, Prof. Josué Mendes de Camargo, Prof. Zeferino Vaz, Dr. Paulo de Almeida Machado, Dr. Walter Sidney Pereira Leser, Prof. Raphael de Paula Souza (simbolizando os professores aposentados), Prof. Odair Pacheco Pedroso (simbolizando os professores em exercício), Dr. Roberto de Cerqueira César, Sra. Evangelina de Paula Souza, Dr. Leo Borges Vieira, Sra. Odila Cintra Comes (funcionária mais antiga aposentada), Sr. Antonio Joaquim Diogo (funcionário mais antigo em exercício) e o Dr. Manuel José Ferreira.

Ao encerrar a Sessão, o Prof. Josué Mendes de Camargo, Vice-Reitor da USP convidou os presentes a comparecerem ao saguão principal para o descerramento da placa comemorativa. Para este ato o Sr. Diretor da Faculdade convidou a Sra. Evangelina de Paula Souza e Dr. Léo Borges Vieira, viúva e filho dos fundadores da Faculdade de Saúde Pública, Prof. Geraldo de Paula Souza e Prof. Borges Vieira, respectivamente, que assim lhes prestavam a derradeira homenagem, no ano do Cinqüentenário da Instituição, obra de seu ideal, esforço e tenacidade.

 


 

Sociedade dos Educadores de Saúde Pública – SODESP

 

 

A Sociedade dos Educadores de Saúde Pública (SODESP). recentemente criada em São Paulo, teve sua primeira Diretoria empossada a vinte e dois de outubro de mil novecentos e setenta e cinco, em sessão solene presidida pelo Sr. Diretor da Faculdade de Saúde Pública da USP, onde se realizou a cerimônia, e com a presença de altas autoridades do campo da saúde, educação e saúde pública.

A SODESP tem por objetivos promover maior integração dos Educadores de Saúde Pública, estimular o estudo e pesquisa, promover a divulgação de trabalhos de investigação, manter intercâmbio com entidades afins e serviços de informações sobre mercado de trabalho e promover e estimular o aperfeiçoamento do profissional.

O Educador de Saúde Pública vem sendo formado desde 1967 pelo Curso de Educação em Saúde Pública para Graduados da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, única entidade da América Central e do Sul que no momento prepara esse profissional, já amplamente conhecido e utilizado em vários países das Américas, na Europa, Japão, Filipinas, Índia e União Soviética.

Entre as funções do Educador de Saúde Pública destacam-se:

– realizar a análise, o estudo e o diagnóstico educativo dos problemas de saúde;

– elaborar o plano educativo dos programas de saúde;

– orientar a execução do plano educativo dos programas de saúde;

– treinar pessoal na área da educação em saúde pública;

– prestar assessoria técnica.

A SODESP pretende congregar especialistas em Educação em Saúde Pública, cuidando do seu desenvolvimento integral, estimulando-os a prestar bons serviços nas áreas de sua atuação, a trabalhar em equipe e a contribuir para o êxito dos programas de Saúde Pública.

A primeira Diretoria da SODESP está assim constituída:

Presidente: Ruth Sandoval Marcondes Vice-Presidente: Denise César Homem D'El-Rey

1.° Secretário: Sonia Maria Bombonatti Araújo Silva

2.o Secretário: Isabel Maria Teixeira Bicudo Pereira

1.° Tesoureiro: Luís Massaro Deoclécio Galina

2.o Tesoureiro: José Palma Bodra

Poderão inscrever-se como sócios todos os Educadores de Saúde Pública formados pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, ou por qualquer outra entidade congênere do exterior.

A sede da SODESP funciona provisoriamente na Faculdade de Saúde Pública da USP à Av. Dr. Arnaldo. 715 – CEP 01255, São Paulo, SP ou Caixa Postal 8099 – São Paulo, SP – Brasil.

 


 

XVIII Congresso Internacional sobre Saúde Ocupacional

 

XVIII International Congress on Occupational Health

 

 

A "Permanent Comitee and International Association on Occupational Health'' realiza cada três anos um congresso de Saúde Ocupacional, que constitui, sem dúvida, o evento mais importante para os médicos, engenheiros, enfermeiros, e outros, que se dedicam a essa especialidade. O XVIII Congresso Internacional realizou-se na Inglaterra, na cidade de Brighton, no período de 14 a 19 de setembro de 1975.

Magnificamente organizado, foram discutidos temas relativos à Saúde Ocupacional em nível internacional, Saúde Ocupacional na construção civil, Saúde Ocupacional nas pequenas indústrias, asbestos, monóxido de carbono, enfermagem de Saúde Ocupacional, absenteísmo, bissinose, problemas ergonômicos e de "stress" patologia geográfica, stress psíco-social e, devido ao ambiente, pesticidas, ergonomia, fibras artificiais, trabalhos em turnos, riscos na indústria do ferro e do aço, relações entre Serviços de Saúde Ocupacional e outros serviços, transporte de materiais perigosos, toxicologia de metais, métodos de investigação do câncer ocupacional, ruído e vibrações e relações entre Saúde Ocupacional e Saúde Ambiental. Para permitir que os interessados pudessem assistir à apresentação de trabalhos em tão numerosas seções diferentes, foi estabelecido um rígido sistema de horário seguido, o que permitia, por exemplo, que um trabalho fosse assistido às 14,10 hs na sala 2 e outro, às 14,25, na sala 1; sempre que um orador inscrito faltasse, o seu horário de apresentação permanecia vago, sem que fosse dada a palavra ao orador seguinte, até que o horário de apresentação deste fosse atingido. Graças a tão rigoroso esquema de apresentação de trabalhos, foi possível o máximo aproveitamento pelos quase dois mil congressistas, de todo o mundo, que se encontravam presentes.

Participaram do congresso representantes de 46 países, sendo que o Brasil, através da Associação Nacional de Medicina do Trabalho que organizou uma caravana especial, fez-se representar por nada menos de 66 pessoas, o maior número de brasileiros que já tomou parte nesse Congresso (com exceção de Buenos Aires em 1972). Fizeram-se representar a Rede Ferroviária Federal S.A., a Petrobrás Química S.A., o Serviço Social da Indústria, a Esso Brasileira de Petróleo S.A., a Fundação Centro Nacional de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho, a Philco Rádio e TV Ltda., Construtora Norberto Oderbrecht, Petrobrás Petróleo Brasileiro S.A., Parque de Material Aeronáutico, a Empresa Técnica de Sistemas de Segurança, a Mercedes Benz do Brasil S.A., a Carrocerias Eliz, a Associação Brasileira para Prevenção de Acidentes, a Indústria de Papel Leo Feffer, a Bardella S.A., Indústria Mecânica, a Shell do Brasil S.A., a Cia, Docas de Santos, Usiminas, Massey Ferguson do Brasil S.A., Cia, Souza Cruz Indústria e Comércio, Indústria Gessy Lever S.A., a Consulpac Engenharia de Segurança, Centrais Elétricas de São Paulo, Richardson-Merrel Moura Brasil, Linhas Correntes S.A., Cia, Siderúrgica Manessmann, Hoesch Scripelliti S.A., Cia, Telefônica de São Paulo, Telecomunicações de São Paulo, Waine S.A., Petroquímica União, Sandivik S.A., Aços Finos Pirattini, Empresa Brasileira de Aeronáutica, Folha de São Paulo, Mineração de Amianto S.A., a Faculdade de Ciências Médicas de Botucatu e a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. A delegação foi chefiada pelo Dr. Roberto Raphael Weber, Subsecretário de Medicina de Engenharia do Trabalho e dela fez parte o Dr. Jorge Maluly Neto, Secretário de Relações do Trabalho do Estado de São Paulo. O grupo brasileiro apresentou sete trabalhos, tendo a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, através do setor de Saúde Ocupacional do seu Departamento de Saúde Ambiental, participado de quatro deles.

Durante a reunião de encerramento da Comissão Permanente, órgão máximo da entidade patrocinadora do Congresso, foi motivo de satisfação e orgulho para o Brasil a eleição do Prof. Oswaldo Paulino, da Faculdade de Ciências Médicas de Santos e Petrobrás, para fazer parte do corpo de doze diretores da Associação Internacional de Saúde Ocupacional, sendo o único latino-americano a alcançar tão importante cargo.

O próximo congresso, a realizar-se em 1978, terá lugar na Iugoslávia.

 


 

III Congresso Internacional de Medicina de Grupo

 

 

Será realizado em Paris – França, no período de 21 a 26 de junho de 1976, o III Congresso Internacional de Medicina de Grupo. O tema geral do Congresso será: Papel da Medicina de Grupo na Política de Saúde nos diferentes Países.

A organização do evento está a cargo do Sindicato Nacional de Médicos de Grupo da França.

Os interessados poderão dirigir-se à Secretaria de São Paulo, no seguinte endereço: Av, Ipiranga, 919 - 11.° - cj. 1111 - CEP 01039 - Fones: 36-4366 e 35-1418 -São Paulo, SP.