SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3Iniquities in health policies: the Latin American caseBelkin Prize - 1995 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Rev. Saúde Pública vol.29 n.3 São Paulo Jun. 1995

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101995000300014 

CARTAS AO EDITOR LETTERS TO THE EDITOR

 

As primeiras epidemias de cólera em Moçambique

 

(Editado na Revista de Saúde Pública, 28(5): 332-6, 1994)

 

 

Dr. Miguel Aragon; MD; Dr. Avertino Barreto; MD. MSc; Dra. Maria Tallarico; MD. MSc.

 

 

Ilmo Editor,

Em sucessivas investigações realizadas pelo Gabinete de Epidemiologia referente à cólera em Moçambique, pudemos constatar que a epidemia de cólera de 1973 era a terceira ocorrida em Moçambique e não a primeira como afirmamos em recente publicação na Vossa Revista1.

Segundo fontes portuguesas2,3, no Relatório do Dr. António Justino de Faria Leal, cirurgião da 2a classe da Armada Real Portuguesa, publicado nos Boletins Oficiais n° 24, 25 e 26 do ano de 1859, se descreve a primeira epidemia de cólera, em Moçambique, ocorrida em 19594, como extensão da terceira pandemia, iniciada em 1852. Na sua evolução, a epidemia atravessou o Golfo Pérsico, atingindo Arábia, onde afectou um grande número de peregrinos da Meca, depois atingiu a costa oriental da África, nomeadamente Melinde, Zanzibar e Quiloa, e de alí Moçambique5. As regiões afectadas foram a Ilha de Moçambique, a Ilha de Ibo e a zona do continente vizinho a Ilha de Moçambique, registrando-se um total de 2.541 óbitos3.

A segunda epidemia reportada em Moçambique no Século XIX ocorreu durante a 4a pandemia afectando Cabo Delgado, Ilha de Moçambique, Angoche e Sena. A epidemia parece ter começado a inícios de 1870 no Norte do País, e durou até o mês de Março de 1871, caracterizando-se por "uma maior expansão, maior benignidade e tendência para se tornar endêmica"3.

 

Referências Bibliográficas

1. ARAGON, M. et. al. Epidemiologia da cólera em Moçambique período 1973-1992. Rev. Saúde Pública, 28: 332-6, 1994.

2. FOLGOSA, J.M. A arte de curar em Moçambique. Lourenço Marques (Cidade de Maputo), 1959. p: 133-8.

3. REIS, C. S. Duas epidemias de cólera em Moçambique. J. Soc. Ciênc. Méd. Lisboa, 137 (3): 275-300, 1973.

4. FARIAS LEAL, A.J. Relatório. Boletim Oficial. Archivo histórico de Maputo -Moçambique, no 25 de 18 de junho de 1859.

5. POLLITZER, R. Cholera. Geneva, World Health Organization, 1959 (WHO Monograph Series 43).