SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue2Diagnosis of dental caries: comparing results of three epidemiological surveys from the same population author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Rev. bras. epidemiol. vol.4 n.2 São Paulo Aug. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2001000200001 

Editorial

 

 

José da Rocha Carvalheiro

O Editor

 

 

Neste número são apresentados resultados de estudos em campos temáticos de grande diversidade.

A área de estomatologia e odontologia é contemplada em dois. Num deles comparam-se resultados de três levantamentos epidemiológicos numa mesma população, empregando diferentes padronizações dos índices de cárie dentária para dentes permanentes e decíduos. O outro é também relacionado com a comparação de sistemas de classificação de entidades mórbidas. Contrasta, para o atendimento de traumatismos buco- maxilo- faciais e emergências dentais, a CID-10 com uma Classificação Internacional de Doenças em Estomatologia e Odontologia (CID-OE). Na mesma linha, um outro compara CID-9 e CID-10 em estudos de "morbidade referida" em entrevistas domiciliárias.

As doenças transmissíveis figuram em três dos trabalhos. Num deles, analisa-se a relação do HTLV I/II com a história natural das doenças a eles relacionadas. Identifica-se um árduo processo de construção do conhecimento neste terreno, incluindo incertezas quanto ao prognóstico para as pessoas infectadas. A tendência temporal da epidemia de Aids em São Paulo é analisada, em outro trabalho, contrastando critérios diagnósticos em grupos populacionais distintos (homossexuais, heterossexuais, usuários de drogas endovenosas). Finalmente, considerando casos de tuberculose atendidos num Centro de Saúde Escola, outro trabalho propõe-se a avaliar o Programa de Controle no Estado de São Paulo, com base no seu sistema de registro.

Um trabalho associa, numa regressão logística, a prática de exercício físico em adultos e idosos com a maior escolaridade.

Neste número identificamos ampla variedade temática, porém uma acentuada monotonia quanto à origem dos autores. Pela essência dos mecanismos de apresentação dos trabalhos e sua avaliação pelos pares, acreditamos tratar-se de um evento fortuito e não de uma tendência.