SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue3Time series analysis in epidemiology: an introduction to methodological aspects author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Rev. bras. epidemiol. vol.4 n.3 São Paulo Nov. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2001000300001 

Editorial

 

 

José da Rocha Carvalheiro

O Editor

 

 

Com este número damos conta de uma das principais missões da Revista, a de apresentar os avanços metodológicos na abordagem de processos de natureza epidemiológica. Ao escolher o tema Séries Temporais o Conselho de Editores teve em mente não só a importância das inovações metodológicas neste campo. Também, a forte evidência de que as últimas décadas assistem ao que no IV Congresso de Epidemiologia da Abrasco foi motivo de uma das Mesas Centrais: "o resgate da importância da Epidemiologia Descritiva".

Para coordenar esse esforço de apresentar os modelos estatísticos mais usados na análise de séries temporais foi escolhida Maria do Rosário Dias de Oliveira Latorre, Professora do Departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da USP. O tratamento dado ao tema e a indicação dos trabalhos que figuram neste número da Revista foi uma grata confirmação do que esperavam os Editores. O formalismo do tratamento estatístico foi abrandado pelo que se espera numa revista de epidemiologia: apresentação de estudos concretos que utilizam a metodologia, sem perder o necessário rigor exigido pela apreciação por pares (peer review).

No primeiro artigo deste número, além de uma apreciação geral dos aspectos metodológicos, a Editora convidada e sua colaboradora apresentam, de maneira resumida, o conteúdo dos demais artigos. Não por acaso a quase totalidade dos artigos analisa séries de indicadores de mortalidade por causas diversas. Confirma-se uma verdade já sabida: desde sua formulação no final de 1975, o Sistema Brasileiro de Informações em Mortalidade conquista seu lugar no cenário epidemiológico e demográfico. Já serve até para estudos de séries temporais ! Que têm como requisito básico a confiabilidade.

Um dos artigos tem como autores três Professores da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/ FIOCRUZ), do Rio de Janeiro. Os demais, ligam-se de alguma forma à USP, universidade de filiação da Editora convidada. De qualquer maneira, evidencia-se grande diversidade de temas, de localidades e, especialmente, de vínculos dos autores: três, já mencionados, da ENSP; seis pertencem ao quadro da FSP/USP, sendo um mestrando; um é da Secretaria Municipal de Saúde de Guarulhos, na Grande São Paulo; um da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina; três do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP, trabalhando num Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental; um do Departamento de Estatística do Instituto de Matemática e Estatística da USP; um do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro, instituição privada.

Com este número consolidamos a nova tendência da Revista de publicar números temáticos, conservando o rigor da revisão por pares (peer review). Ao aceitar a missão de coordenar este número da Revista, a Editora convidada assume automaticamente o compromisso de dar seguimento a esta linha temática. Espera-se que os leitores encaminhem novas contribuições que lhe dêem seqüência.