SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue3Association measures in cross-sectional studies with complex sampling: odds ratio and prevalence ratio author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Rev. bras. epidemiol. vol.11 n.3 São Paulo Sep. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2008000300001 

EDITORIAL

 

 

O ano de 2008 será especial para a epidemiologia brasileira. Pela primeira vez, o Brasil sediará o Congresso Internacional de Epidemiologia da International Epidemiology Association (IEA), que será realizado em conjunto com o VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (ABRASCO), em uma clara expressão da consolidação da área no nosso país.

A Revista Brasileira de Epidemiologia (RBE) completa 11 anos e estamos há quatro anos indexados na base SciELO Saúde Pública, o que permite acesso eletrônico para os artigos publicados e trouxe maior visibilidade para a produção científica registrada por meio da RBE. Há dois anos a RBE integra, também, o banco de dados Scopus, fato que também traz consigo uma maior visibilidade editorial. A partir de 2008, passamos também a oferecer aos autores possibilidade de inserir a versão em inglês por meio eletrônico, fato que também propiciará uma maior visibilidade para a nossa produção científica.

Assim, achamos importante fornecer aos nossos leitores um breve balanço dos artigos publicados na RBE. Em 2007, a proporção de artigos publicados por demanda livre da comunidade corresponde a 95% do total dos artigos, sendo que estes se referem à divulgação de resultados de pesquisas. Foram publicados três artigos de revisão e uma carta ao editor. Nossa taxa de recusa imediata de artigos situa-se em torno de 20%; nossa taxa de recusa após revisão por pares é da ordem de 40%.

O fator de impacto, na base SciELO, dos artigos publicados na RBE cresce continuamente. Em 2005, era de 0,1346, passou para 0,1947 em 2006, e alcança o índice de 0,3306 em 2007, ou seja, triplica praticamente sua presença. Do total de citações de artigos publicados na RBE em 2007, verificou-se que 38,8% haviam sido citados por outros artigos publicados na própria RBE, 27,9% são citados pela Revista de Saúde Pública, 22,2% pelos Cadernos de Saúde Pública e 11,1% pela Ciência e Saúde Coletiva.

Esses resultados mostram que a RBE já se consolidou como veiculo de disseminação da produção da área. O fator de impacto dos artigos da RBE ainda é menor que o das revistas co-irmãs da área de saúde publica. O conjunto desses resultados mostra, de um lado, que ainda é necessário realizar um esforço para melhorar o impacto de nossos artigos, porém, de outro lado, há que se considerar que essas revistas estão indexadas há mais tempo e em diferentes bases de indexação, o que traz maior visibilidade para seus artigos.

Reafirmando o nosso compromisso em aprimorar o processo editorial da RBE, a partir de setembro introduzimos a submissão eletrônica de manuscritos, por meio do portal SciELO (http://www.scielo.br/rbepid) fato que contribuirá para agilizar a tramitação dos artigos.

Os dados acima mostram que a RBE vem se firmando no campo editorial e buscando ser um dos mecanismos bem valorizados de divulgação do conhecimento da área.

 

Márcia Furquim de Almeida
Moisés Goldbaum