SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue1Epidemiologic profile of snakebites reported by the Poison Information Center of Campina Grande, ParaíbaOverall survival analysis in oral squamous cell carcinoma patients diagnosed at the National Cancer Institute in 1999 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Brasileira de Epidemiologia

Print version ISSN 1415-790X

Rev. bras. epidemiol. vol.12 n.1 São Paulo Mar. 2009

http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000100007 

1. Dicionário digital de termos médicos 2006. Disponível em http:/www.pdamed.com.br/diciomed/pdamed. [Acessado em 26 de julho de 2006.         [ Links ]]

2. Horovitz DDG, Llerena Junior JC, Mattos RA. Atenção aos defeitos congênitos no Brasil: panorama atual. Cad Saúde Pública 2005; 21(4): 1055-64.         [ Links ]

3. Maciel ELN, Gonçalves EP, Alvarenga VA, Polone CT, Ramos MC. Perfil epidemiológico das malformações congênitas no município de Vitória-ES. Cad Saúde Coletiva 2006; 14 (3): 507-18.         [ Links ]

4. Canadian Perinatal Surveillance System. Congenital anomalies in Canada: a perinatal health report. Health Canada, Santé Canada, 2002. Disponível em http://www.phac_aspc.gc.ca/publicat/cac_acc02/pdf/cac2002_e.pdf. [Acessado em 13 de janeiro de 2007]         [ Links ].

5. Patel ZM, Adhia RA. Birth defects surveillance study. Indian J Pediatr 2005, 72 (S1): 489-91.         [ Links ]

6. Castro MLS, Cunha CJ, Moreira PB, Fernández RR, Garcias GL et al. Frequência das malformações múltiplas em recém-nascidos na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, e fatores sociodemográficos associados. Cad Saúde Pública 2006; 22(5): 1009-15.         [ Links ]

7. Amorim MMR, Vilela PC, Santos ARVD, Lima ALMV, Melo EFP, Bernardes HF et al. Impacto das malformações congênitas na mortalidade perinatal e neonatal em uma maternidade-escola do Recife. Rev Bras Saúde Mater Infant 2006; 6(S1): 519-25.         [ Links ]

8. Guerra FAR. Avaliação das informações sobre defeitos congênitos no município do Rio de Janeiro através do SINASC [tese de doutorado]. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Fernandes Figueira; 2006.         [ Links ]

9. Moratilla NA, García AMG, Benavides FG. El conjunto mínimo básico de datos al alta hospitalaria como fuente de información para el estudio de las anomalías congénitas. Rev Esp Salud Publica 1999; 73 (1): 61-9.         [ Links ]

10. Ortiz LP, Camargo ABM. Mortalidade infantil no Estado em 2003. Fundação SEADE, Resenha de Estatísticas Vitais do Estado de São Paulo 2004; 10 , ano 5, jul. 2004, 1-7. [http://www.seade.gov.br/produtos/spdemog/PDF/julho_2004.pdf]         [ Links ].

11. Schuller-Faccini L, Leite JCL, Sanseverino MTV, Peres RM. Avaliação de teratógenos potenciais na população brasileira. Ciênc Saúde Coletiva 2002; 7(1), 65-71        [ Links ]

12. Menezes AMB, Victora CG, Barros FC, Albernaz E, Menezes FS, Jannke HA, et al. Mortalidade infantil em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais. Cad Saúde Pública 1996; 12(S1): 79-86.         [ Links ]

13. Guerra FAR, Llerena Junior JC, Gama SGN, Cunha CB, Theme Filha MM. Defeitos congênitos no município do Rio de Janeiro, Brasil: uma avaliação através do SINASC (2000-2004). Cad Saúde Pública 2008; 24(1): 140-9.         [ Links ]

14. Almeida MF, Alencar GP, França Junior I, Novaes HMD, Siqueira AAF, Schoeps D, et al. Validade das informações das declarações de nascidos vivos com base em estudo de caso-controle. Cad Saúde Pública 2006; 22 (3): 643-52.         [ Links ]

15. Mello Jorge MHP, Gotlieb SLD, Soboll MLMS, Almeida MF, Latorre MRDO. Avaliação do sistema de informação sobre nascidos vivos e o uso de seus dados em epidemiologia e estatísticas de saúde. Rev Saúde Pública 1993; 27: 1-46.         [ Links ]

16. Piper JM, MitchellI Junior EF, Snowden M, Hall C, Adams M, Taylor P. Validation of 1989 Tennessee birth certificates using maternal and newborn hospital records. Am J Epidemiol 1993; 137: 758-68.         [ Links ]

17. Fundação SEADE - Movimento do Registro Civil - Tabulação de Microdados. Disponível em http://www.seade.gov.br. [Acessado em 02 de março de 2009]         [ Links ].

18. Pinto CO, Nascimento LFC. Estudo de prevalência de defeitos congênitos no Vale do Paraíba Paulista. Rev Paul Pediatr 2007; 25(3): 233-39.         [ Links ]

19. Saúde Brasil 2004. Uma análise da situação de saúde. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Brasília/DF, maio de 2004.         [ Links ]

20. Tanaka ACA, Siqueira AAF, Bafile APN. Situação de saúde materna e perinatal no Estado de São Paulo, Brasil. Rev Saúde Pública 1989; 23(1): 67-75.         [ Links ]

21. Ferrari LSL, Brito ASJ, Carvalho ABR, Gonzáles MRC. Mortalidade neonatal no município de Londrina, Paraná, Brasil, nos anos 1994, 1999 e 2002. Cad Saúde Pública 2006; 22 (5): 1063-71.         [ Links ]