SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

GIANNINI, Susana Pimentel Pinto; LATORRE, Maria do Rosário Dias de Oliveira  and  FERREIRA, Leslie Piccolotto. Distúrbio de voz e estresse no trabalho docente: um estudo caso-controle. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.11, pp. 2115-2124. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012001100011.

    1. Williams NR. Occupational groups at risk of voice disorders: a review of the literature. Occup Med (Lond) 2003; 53:456-60. [ Links ]

    2. Vilkman E. Occupational safety and health aspects of voice and speech professions. Folia Phoniatr Logop 2004; 56:220-53. [ Links ]

    3. Ferreira LP, Giannini SPP, Figueira S, Silva EE, Karmann DF, Thomé-de-Souza TM. Condições de produção vocal de professores da rede do Município de São Paulo. Distúrb Comun 2003; 14:275-308. [ Links ]

    4. Roy N, Merrill RM, Thibeault S, Gray S, Smith EM. Voice disorders in teachers and the general population: effects on work performance, attendance, and future career choices. J Speech Lang Hear Res 2004; 44:542-52. [ Links ]

    5. Preciado J, Pérez C, Calzada M, Preciado P. Incidencia y prevalencia de los trastornos de la voz en el personal docente de La Rioja. Acta Otorrinolaringol Esp 2005; 56:202-10. [ Links ]

    6. Jardim R, Barreto SM, Assunção AA. Condições de trabalho, qualidade de vida e disfonia entre docentes. Cad Saúde Pública 2007; 23:2439-61. [ Links ]

    7. Seligmann-Silva E. Saúde mental e automação: a propósito de um estudo de caso no setor ferroviário. Mental health and automation: remarks on a case study in the railroad industry. Cad Saúde Pública 1997; 13 Suppl 2:95-109. [ Links ]

    8. Dejours C. A loucura do trabalho: estudo da psicopatologia do trabalho. 5 Ed. São Paulo: Cortez Editora/Oboré; 2000. [ Links ]

    9. Assunção AA, Oliveira DA. Intensificação do trabalho e saúde dos professores. Educação & Sociedade 2009; 30:349-72. [ Links ]

    10. Araújo TM, Graça CC, Araújo E. Estresse ocupacional e saúde: contribuições do modelo demanda-controle. Ciênc Saúde Coletiva 2003; 8:991-1003. [ Links ]

    11. Alves MGM, Chor D, Faerstein E, Lopes CS, Werneck GL. Versão resumida da "Job Stress Scale": adaptação para o português. Rev Saúde Pública 2004; 38:164-71. [ Links ]

    12. Hirano M. Clinical examination of voice. New York: Springer-Verlag; 1981. [ Links ]

    13. Dejonckere P, Remacle M, Freznel-Elbaz E. Reliability and relevance of differentiated perceptual evaluation of pathological voice quality. In: Clemente MP, editor. Voice update. Amsterdam: Elsevier; 1996. p. 321-4. [ Links ]

    14. Ferreira LP, Giannini SPP, Latorre MRDO, Zenari MS. Distúrbio da voz relacionado ao trabalho: proposta de um instrumento para avaliação de professores. Distúrb Comun 2007; 19:127-37. [ Links ]

    15. Karasek RA. Job demand, job decision latitude and mental strain: implications for job redesign. Adm Sci Q 1979; 24:285-308. [ Links ]

    16. Fischer FM, Oliveira DC, Nagai R, Teixeira LR, Lombardi Jr. M, Latorre MRDO, et al. Job control, job demands and health among adolescent workers. Rev Saúde Pública 2005; 39:245-53. [ Links ]

    17. Codo W, Menezes IV. Burnout: sofrimento psíquico dos trabalhadores em educação. Cadernos de Saúde do Trabalho 2000; 12:29-34. [ Links ]

    18. Araújo TM, Reis EJFB, Carvalho FM, Porto LA, Reis IC, Andrade JM. Fatores associados a alterações vocais em professoras. Cad Saúde Pública 2008; 24:1229-38. [ Links ]

    19. Thomé CR. A voz do professor: relação entre distúrbio vocal e fatores psicossociais do trabalho [Dissertação de Mestrado]. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; 2007. [ Links ]

    20. Reis EJFB, Araújo, TM, Carvalho FM, Barbalho L, Silva MO. Docência e exaustão emocional. Educação & Sociedade 2006; 27:251-75. [ Links ]

    21. Mizukami MGN. Docência, trajetórias pessoais e desenvolvimento profissional. In: Reali AMMR, Mizukami MGN, organizadores. Formação de professores. São Carlos: EDUFSCar; 1996. p. 59-91. [ Links ]

    22. Assunção AA. Saúde e mal-estar do(a) trabalha-dor(a) docente. In: Anales del VII Seminario Redestrado – Nuevas Regulaciones en América Latina. Buenos Aires: Agencia Nacional de Promoción Científica y Tecnología; 2008. p. 1-20. [ Links ]

    23. Esteve JM. O mal-estar docente. Lisboa: Escher/Fim de Século; 1992. [ Links ]

    24. Nóvoa A. A relação escola-sociedade: novas respostas para um velho problema. In: Serbino RV, Ribeiro R, Barbosa RLL, Gebran RA, organizadores. Formação de professores. São Paulo: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; 1998. p. 19-39. [ Links ]

    25. Giannini SPP, Passos MC. Histórias que fazem sentidos: as determinações das alterações vocais do professor. Distúrb Comun 2006; 18:245-57. [ Links ]

    26. Rodrigues S, Azevedo R, Behlau M. Considerações sobre a voz falada. In: Marchesan IQ, Zorzi JLE, Gomes, LCD, organizadores. Tópicos em fonoaudiologia. São Paulo: Lovise; 1996. p. 701-11. [ Links ]

    27. Jardim R, Barreto SM, Assunção AA. Voice disorder: case definition and prevalence in teachers. Rev Bras Epidemiol 2007; 10:625-36. [ Links ]

    28. Giannini SPP, Ferreira LP, Latorre MRDO. Distúrbio de voz: como definir caso em estudos epidemiológicos? In: Anais do 19 Congresso Brasileiro e 8 Congresso Internacional de Fonoaudiologia. http://www.sbfa.org.br/portal/anais2011/trabalhos_select.php?tt=Busca&id_artigo=1166 (acessado em 09/Jul/2012). [ Links ]

    29. Souza TMT. Saúde vocal no ingresso de professores na Prefeitura Municipal de São Paulo: um programa de promoção da saúde e vigilância. In: Anais do 16 Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia. http://www.sbfa.org.br/portal/anais2008/anais_select.php?op=buscaresultado&cid=374&tid=1 (acessado em 21/Dez/2009). [ Links ]