SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

DE ZORDO, Silvia. Representações e experiências sobre aborto legal e ilegal dos ginecologistas-obstetras trabalhando em dois hospitais maternidade de Salvador da Bahia. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.7, pp. 1745-1754. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000700013.

    1. Rocha Baltar da MI, Andalaft Neto J. A questão do aborto. Aspectos clínicos, legislativos e políticos. In: Berquò E, organizadora. Sexo e vida. Campinas: Unicamp; 2003. p. 257-318. [ Links ]

    2. Amoroso Gonçalves T, organizadora. Aborto e religião nos tribunais brasileiros. São Paulo: IPE; 2008. [ Links ]

    3. Justiça suspende processos, mas mil podem ser denunciadas por aborto em MS. A Folha de S. Paulo 2008; 19 nov. [acessado 2012 jun 2]. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u469171.shtml [ Links ]

    4. Igreja critica aborto feito por menina de 9 anos violentada em PE; veja repercussão internacional. A Folha de S. Paulo 2009; 6 mar. [acessado 2012 jun 2]. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u530525.shtml [ Links ]

    5. Baltar da Rocha MI. Planejamento familiar e aborto: discussões políticas e decisões no Parlamento. In: Avila MB, Portella AP, Ferreira V, organizadoras. Novas legalidades e democratizacao da vida social: familia, sexualidade e aborto. Rio de Janeiro: Garamond; 2005. p. 135-155 [ Links ]

    6. Diniz D, Medeiros M. Aborto no Brasil. Uma pesquisa domiciliar com técnica de urna. Cien Saude Colet 2010; 15(1):959-966. [ Links ]

    7. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Saúde Brasil 2009. Brasilia: MS; 2010. [ Links ]

    8. Câmara Loureiro D, Viera Meloni E. Aborto: conhecimento e opinião de médicos dos serviços de emergência de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, sobre aspectos éticos e legais. Cad Saude Publica 2004; 20(3):679-688. [ Links ]

    9. Viggiano MB, Viggiano MGC, Souza E, Camano L. Necessidade de Cuidados Intensivos em Maternidade Pública Terciária. RBGO 2004; 26(4):317-323. [ Links ]

    10. Laurenti R, Mello JMH, Gotlieb SLD. A mortalidade materna nas capitais brasileiras: algumas características e estimativa de um fator de ajuste. Rev. Bras. Epidemiol 2004; 7(4):449-460. [ Links ]

    11. Compte GM. Mortalidade Materna. 1993 [dissertação]. Salvador: Universidade Federal da Bahia; 1995. [ Links ]

    12. Menezes GMS, Aquino EML. Mortalidade Materna na Bahia, 1998: Relatório de Pesquisa. Salvador: Instituto de Saúde Coletiva, Secretaria de Saúde do Estado da Bahia; 2001. [ Links ]

    13. Simonetti C, Souza L, Araújo MJO, organizadoras. Dossiê. A realidade do aborto inseguro na Bahia: a ilegalidade da pratica e seus efeitos na Saúde das Mulheres em Salvador e Feira de Santana. Salvador: IMAIS; 2008. [ Links ]

    14. Menezes GMS. Aborto e juventude: um estudo em três capitais brasileiras [tese]. Salvador: Universidade Federal da Bahia; 2006. [ Links ]

    15. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Norma Técnica de Prevenção e Tratamento dos Agravos Resultantes da Violência Sexual contra Mulheres e Adolescentes. Brasilia: MS; 1999. [ Links ]

    16. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Atenção Humanizada ao Abortamento: norma técnica. Brasilia: MS; 2005. [ Links ]

    17. Faundes A, Simoneti RM, Duarte GA, Andalaft-Neto J. Factors associated to knowledge and opinion of gynecologists and obstetricians about the Brazilian legislation on abortion. Rev. bras. epidemiol. 2007; 10(1):6-18. [ Links ]

    18. Giffin K. Aborto provocado: o que pensam os médicos de quatro hospitais públicos do Rio de Janeiro. J. bras ginecol 1995; 105(4):121-126. [ Links ]

    19. Soares GS. Profissionais de saúde frente ao aborto legal no Brasil: desafios, conflitos e significados. Cad Saude Publica 2003; 19(Supl. 2):S399-S406. [ Links ]

    20. Porto MR. Profissionais de saúde e aborto seletivo em um hospital público em Santa Catarina. In: Berquo E, Aquino EM, Rohden F, Bastos FI, Heilborn ML, Barbosa RM, organizadores. Sexualidade, Reprodução e Saúde. Rio de Janeiro: FGV; 2009. p. 286-309. [ Links ]

    21. Kumar A, Hessini L, Mitchell EM. Conceptualising abortion stigma. Culture, Health & Sexuality 2009; 11(6):625-639. [ Links ]

    22. Norris A, Bessett D, Steinberg JR, Kavanaugh ML, De Zordo S, Becker D. Abortion stigma: A reconceptualization of constituents, causes and consequences. Women Health Issues 2011; 21(Supl. 3):S49-S54. [ Links ]

    23. De Zordo S, Mishtal J. Physicians and Abortion: Provision, Political Participation and Conflicts on the ground - The Cases of Brazil and Poland. Women's Health Issues 2011; 21(Supl. 3):S32-S36. [ Links ]