SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

ARILHA, Margareth Martha. Misoprostol: percursos, mediações e redes sociais para o acesso ao aborto medicamentoso em contextos de ilegalidade no Estado de São Paulo. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.7, pp. 1785-1794. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000700017.

    1. Grover A. Relatório Especial sobre o direito de toda pessoa ao desfrute do mais alto nível possível de saúde física e mental. Washington: Assembleia Geral das Nações Unidas; 2011. [ Links ]

    2. Arilha M, Lapa T, Pisaneschi T. Aborto medicamentoso no Brasil. São Paulo: Oficina Editorial; 2010. [ Links ]

    3. Barbosa RM, Arilha M. A experiência brasileira com o Cytotec. Revista Estudos Feministas 1993; 1(2):408-417. [ Links ]

    4. Costa SH. Commercial availability of misoprostol and induced abortion in Brazil, Int J Gynaecol Obstet 1998; 63(Supl. 1):S131-S139. [ Links ]

    5. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria n 344, de 12 de maio de 1998. Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. Diário Oficial da União 1998; 31 dez. [ Links ]

    6. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução n 1.050, de 7 de abril de 2011. Diário Oficial da União 2006; 7 abr. [ Links ]

    7. Andrade Lima EC. O ciberespaço e a nova cultura política: o caso da campanha de Dilma Rousseff nas eleições. In: Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Ciências Sociais; 2010; Caxambu. [ Links ]

    8. Andrade Lima EC, Guedes Bezerra AK. O uso do ciberespaço na campanha presidencial de Dilma Rousseff. In: IX Reunião de Antropologia do Mercosul; 2011 jul 10-13; Curitiba; 2011. [ Links ]

    9. Andrade Lima EC. O uso das redes sociais na campanha presidencial de Dilma Rousseff. In: XXVIII Congresso Internacional da ALAS; 2011 set 6-10; Recife; 2011. [ Links ]

    10. Diniz D, Medeiros M. Aborto no Brasil: uma pesquisa domiciliar com técnica da urna. Cien Saude Colet 2010; 15(Supl. 1):S959-S996. [ Links ]

    11. Arilha M, Berquó E. Cairo +15: trajetórias globais e caminhos brasileiros em saúde reprodutiva e direitos reprodutivos. In: Arilha M, Berquó E. Brasil, 15 anos após a Conferência do Cairo. Campinas (SP): Fundo de População das Nações Unidas; 2010. [ Links ]

    12. Adesse L, Monteiro M. Magnitude do Aborto no Brasil: aspectos epidemiológicos e socioculturais. Rio de Janeiro: Ipas - IMS/UERJ; 2009. [ Links ]

    13. Cecatti JG, Guerra GVQL, Sousa MH, Menezes GMS. Aborto no Brasil: um enfoque demográfico. Rev Bras Ginecol Obstet 2010; 32(3):105-111. [ Links ]

    14. Dias de Souza JP, Cecatti JG, Parpineli MA. Fatores associados à gravidade da morbidade materna na caracterização do near miss. Rev Bras Ginecol Obstet 2005; 27(4):197-203. [ Links ]

    15. Grossman D. Relevancia de los medicamentos en la disminución del aborto inseguro y mejora de la salud reproductiva de las mujeres. In: Seminário do Consórcio Latino Americano contra o aborto inseguro (CLACAI); 2011 out 17; Ciudad de México; México. [ Links ]

    16. Clark WH, Gold M, Grossman D, Winikoff B. Can mifepristone medical abortion be simplified? Contraception 2007; 75(4):245-250. [ Links ]

    17. Figueiredo VB. Aborto Medicamentoso. Informe Reunião Técnica. São Paulo: Comissão de Cidadania e Reprodução; 2011. [ Links ]

    18. Tavara L. Disponibilidade e Uso do Misoprostol na América Latina e Caribe. Texto apresentado Seminário do Consórcio Latino Americano contra o aborto inseguro: Estrategias y procesos en marcha en la mejora del acceso a medicamentos para la disminuición del aborto inseguro. México; 2011. [ Links ]

    19. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Resolução RE n 911, de 24 de março de 2006. Determina a suspensão em todo território nacional das publicidades dos medicamentos a base de misoprostol divulgados em meio eletrônico. Brasília: MS; 2006. [ Links ]

    20. Brasil. Ministério da Saúde. Anvisa. Resolução - RE N 1.534, de 8 de abril de 2011. Diário Oficial da União 2011; 11 abr. [ Links ]

    21. Diniz D, Castro R. O comércio de medicamentos de gênero na mídia impressa brasileira: misoprostol e mulheres. Cad Saude Publica 2011; 27(1):94-102. [ Links ]

    22. Diniz D, Madeiro A. Cytotec e aborto: a polícia, os vendedores e as mulheres. Cien Saude Colet 2012: 17(7):1795-1804. [ Links ]

    23. Barbosa RM, Arilha M. The brazilian experience with Cytotec. Stud Fam Plann 1993; 24(4):236-240. [ Links ]

    24. Lafaurie MM, Grossman D. El aborto com medicamentos em América Latina: las experiencias de las mujeres em México, Colômbia, Ecuador y Peru. México: Population Council, Gynuity Health Projects; 2005. [ Links ]

    25. Fonseca W, Misago C, Correia LL, Parente JAM, Oliveira FC. Determinantes de aborto provocado entre mulheres admitidas em hospitais em localidade da região Nordeste do Brasil. Rev Saude Publica 1998; 30(4):13-18 [ Links ]

    26. Souza AI, Cecatti JG, Ferreira LOC, Santos LC. Hospitalização por abortamento no Centro de Atenção à Mulher (CAM) - IMIP - Recife. Rev Bras Ginecol 1996; 106(9):355-361 [ Links ]

    27. Chaves S. A situação do aborto inseguro na América Latina. São Paulo: Consórcio Latinoamericano contra el aborto inseguro (Clacai), Comissão de cidadania e Reprodução (CCR); 2010. [ Links ]

    28. Ramírez-Gálvez M. Preeminências femininas e ausências masculinas no aborto provocado. In: Ávila MB, Portella AP, Ferreira V, organizadores. Novas legalidades e democratização da vida social: família, sexualidade e aborto. Rio de Janeiro: Garamond; 2005. [ Links ]

    29. Lofego J, Silveira R. Três Marias e seus itinerários terapêuticos: mediadores na busca de cuidado para o câncer de colo de útero em uma Regional de Saúde no Estado do Acre. In: Pinheiro R, Martins PH, organizadores. Usuários, redes sociais, mediações e integralidade em saúde. Rio de Janeiro, Recife: CEPESC - IMS/UERJ, Editora Universitária UFPE - Abrasco; 2011. [ Links ]

    30. Portugal S, Martins PH. Cidadania, políticas públicas e redes sociais. Coimbra: Editora Coimbra; 2011. [ Links ]

    31. Teles VS. A cidade nas fronteiras do legal e ilegal. Belo Horizonte: Editora Argumentum; 2010. [ Links ]

    32. Bayart JF. Le crime transnational et la formation de l'État. Politique africaine 2004; 93:93-105. [ Links ]

    33. Hirata D. Sobreviver na adversidade: entre o mercado e a vida [tese]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo; 2010. [ Links ]

    34. Ruggiero V, South V. The late-modern city as a Bazaar: drug markets, illegal enterprises and the ´barricades´. The Brittish Journal of Sociology 1977; 48(1):54-70. [ Links ]