SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

AMARAL, Fabienne Louise Juvêncio dos Santos et al. Acessibilidade de pessoas com deficiência ou restrição permanente de mobilidade ao SUS. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.7, pp. 1833-1840. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000700022.

    1. Brasil. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União 1988; 5 out. [ Links ]

    2. Brasil. Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e funcionamento de serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União 1990; 19 set. [ Links ]

    3. Brasil. Portaria n° 1060, de 5 de junho de 2002. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Portadora de Deficiência. Diário Oficial da União 2002; 5 jun. [ Links ]

    4. Brasil. Decreto 3.298 de 20 de Dezembro de 1999. Dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção, e dá outras providências. Diário Oficial da União 1999; 21 dez. [ Links ]

    5. Associação Brasileira de Normas Técnicas [ABNT]. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro: ABNT; 2004. [ Links ]

    6. Frenk J. El Concepto y la Medicion de Accesibilidad. Salud Publica Mex 1985; 27:438-453. [ Links ]

    7. Travassos C, Martins M. Uma revisão sobre os conceitos de acesso e utilização de serviços de saúde. Cad Saude Publica 2004; 20(Supl. 2):S190-S198. [ Links ]

    8. Diniz D, Squinca F, Medeiros M. Qual deficiência? Perícia médica e assistência social no Brasil. Cad Saude Publica 2007; 23(11):2589-2596. [ Links ]

    9. Starfield B. Atenção Primária: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: Ministério da Saúde; 2002. [ Links ]

    10. Farias N, Buchalla CMA. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde da Organização Mundial da Saúde: Conceitos, Usos e Perspectivas. Rev Bras Epidemiol 2005; 8(2):187-193. [ Links ]

    11. Organização Mundial da Saúde. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. São Paulo: Edusp; 2003. [ Links ]

    12. Szwarcwald CL, Mendonça MHM, Andrade CLT. Indicadores de atenção básica em quatro municípios do Estado do Rio de Janeiro, 2005: resultados de inquérito domiciliar de base populacional. Cien Saude Colet 2006; 11(3):643-655. [ Links ]

    13. Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE). Censo demográfico 2000. [página na Internet]. [acessado 2010 dez 12]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br [ Links ]

    14. Almeida ES, Castro CGJ, Lisboa CA. Distritos Sanitários: Concepção e Organização. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo; 1998. [ Links ]

    15. Rodrigues AJ. Metodologia científica. São Paulo: Avercamp; 2006. [ Links ]

    16. Brasil. Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência (Corde). A Convenção sobre Direitos das Pessoas com Deficiência comentada. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos; 2008. [ Links ]

    17. Brasil. Lei 12.101, de 27 de Novembro de 2009. Dispõe sobre a certificação das entidades beneficentes de assistência social; regula os procedimentos de isenção de contribuições para a seguridade social; altera a Lei n 8.742, de 7 de dezembro de 1993; revoga dispositivos das Leis nos 8.212, de 24 de julho de 1991, 9.429, de 26 de dezembro de 1996, 9.732, de 11 de dezembro de 1998, 10.684, de 30 de maio de 2003, e da Medida Provisória no 2.187-13, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Diário Oficial da União 2009; 27 nov. [ Links ]

    18. Brasil. Lei 8.742, de 07 de Dezembro de 1993. Dispõe Sobre a Organização da Assistência Social e dá outras providências. Diário Oficial da União 1993; 07 dez. [ Links ]

    19. Mazzola, D, Polese JC, Shuster RC, Oliveira SG. Perfil dos pacientes acometidos por acidente vascular encefálico assistidos na clínica de fisioterapia neurológica da universidade de Passo Fundo. RBPS 2007; (2091):22-27. [ Links ]

    20. Nunes S, Pereira C, Silva MG. Evolução funcional de utentes após AVC nos primeiros seis meses após a lesão. Essfisionline 2005; 1(3):3-20. [ Links ]

    21. Siqueira FCV, Facchini LA, Silveira DS, Piccini RX, Tomasi E. Barreiras arquitetônicas a idosos e portadores de deficiência física: um estudo epidemiológico da estrutura física das unidades básicas de saúde em sete estados do Brasil. Cien Saude Colet 2009; 14(1):39-44. [ Links ]

    22. França ISX, Pagliuca LMF. Acessibilidade das pessoas com deficiência ao SUS: fragmentos históricos e desafios atuais. Rev Rene Fortaleza 2008; 9(2):129-137. [ Links ]

    23. Brasil. Decreto 5296 de 02 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis n°s 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade. Diário Oficial da União 2004; 02 dez. [ Links ]

    24. Castro SS, Lefèvre F, Lefèvre AMC, César CLG. Acessibilidade aos serviços de saúde por pessoas com deficiência. Rev Saude Publica 2011; 45(1):99-105. [ Links ]

    25. Pinheiro RS, Viacava F, Travassos C, Brito, AS. Gênero, morbidade, acesso e utilização de serviços de saúde no Brasil. Cien Saude Colet 2002; 7(4):687-707. [ Links ]

    26. Castro SS, Cesar CL, Carandina L, Barros MB, Alves MC, Goldbaum M. Physical disability, recent illnesses and health self-assessment in a population-based study in São Paulo, Brazil. Disabil Rehabil 2010; 32(19):1612-1615. [ Links ]