SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

ALQUIMIM, Andréia Farias; BARRAL, Ana Beatris Cezar Rodrigues; GOMES, Kênnya Caroline  and  REZENDE, Mayra Costa de. Avaliação dos fatores de risco laborais e físicos para doenças cardiovasculares em motoristas de transporte urbano de ônibus em Montes Claros (MG). Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.8, pp. 2151-2158. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000800025.

    1. Alves CS, Paula PS. Violência no trabalho: possíveis relações entre assaltos e TEPT em rodoviários de uma empresa de transporte coletivo. Cad psicol soc Trab 2009; 12(1):35-46. [ Links ]

    2. Pinto FM, Neves MY. A gestão da atividade do motorista de ônibus: um olhar ergológico. Estud pesq Psicol 2009; 9(2):493-511. [ Links ]

    3. Battiston M, Cruz RM, Hoffman MH. Condições de trabalho e saúde de motoristas de transporte urbano coletivo. Estud de psicol 2006; 11(Supl. l):333-343. [ Links ]

    4. Baltazar CC, Maia ER, Figueiredo FJS, Correia BRB, Holanda SA. Motorista de ônibus urbano e intermunicipal do triângulo de Crajubar: uma abordagem ergonômica. Saude Colet 2008; 9(2). [ Links ]

    5. Neri M, Soares C. Condições de saúde no setor de transporte de carga e passageiros. Cad Saude Publica 2005; 21(4):1107-1123. [ Links ]

    6. Facirolli K. A influência do exercício físico sobre respostas cardiorrespiratórias na obesidade grau III: um relato de caso. Rev ENAF Science 2009; 4(2):15-18. [ Links ]

    7. Landim MBP, Guimarães E. Escore de Framingham em motoristas de transportes coletivos urbanos de Teresina, Piauí. Arq Bras Card 2006; 87(3):315-320. [ Links ]

    8. Rocha VC, Carvalho ZM, Araújo MFM, Marques MB. Fatores de risco para acidente vascular encefálico em motoristas de ônibus urbano de Fortaleza-CE. In: Anais do VI Congresso Internacional de Cardiologia; 2009; Fortaleza (CE). p. 1-3. [ Links ]

    9. Costa LB, Koyama MAH, Minuci EG, Fischer FM. Morbidade declarada e condições de trabalho: o caso dos motoristas de São Paulo e Belo Horizonte. Rev São Paulo em Perspectiva 2003; 17(2):54-67. [ Links ]

    10. Faria BK, Amorim G, Vancea DMM. Perfil alimentar e antropométrico dos motoristas da empresa de transporte coletivo JOTUR/Palhoça-SC. Rev Bras Obesidade Nutrição e Emagrecimento 2007; 1(1):11-20. [ Links ]

    11. Lima SCVC, Arrais RF, Pedrosa LFC. Avaliação da dieta habitual de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade. Rev Nutr 2004; 17(4):469-477. [ Links ]

    12. Steptoe A. Job strain, blood pressure and response to uncontrollable stress. J Hypertens 1999; 17(2):193-200. [ Links ]

    13. Soares TC. Percepção de motoristas de ônibus intermunicipal sobre os riscos ocupacionais que possam afetar sua saúde [ [ Links ]

    14. Cavagioni LC, Pierin AMG. Hipertensão arterial e obesidade em motoristas profissionais de transporte de cargas. Acta Paul Enferm 2010; 23(4):455-460. [ Links ]

    15. Ozonato E, Ramos SP. O estresse na profissão de motorista de transporte coletivo urbano por ônibus. Mato Grosso do Sul: UFMS; 2001. [ Links ]

    16. Matos MFD, Souza e Silva NA, Pimenta AJM, Cunha AJLA. Prevalência dos fatores de risco para doença cardiovascular em funcionários do Centro de Pesquisas da Petrobras. Arq Bras Cardiol 2004; 82(1):1-8. [ Links ]

    17. Cavagioni LC, Bensenor IM, Halpern A, Pierin AMG. Síndrome metabólica em motoristas profissionais de transporte de cargas da rodovia BR-116 no trecho paulista Régis Bittencourt. Arq Bras Endocrinol Metab 2008; 56(6):1015-1023. [ Links ]

    18. Rombaldi AJ, Neutzling MB, Silva MC, Azevedo MR, Hallal PC. Fatores associados ao consumo de refrigerante não dietético em adultos de pelotas, RS. Rev Saude Publ 2011; 45(2):382-390. [ Links ]

    19. Botolli C, Moraes MA, Goldemeir S. Fatores de risco cardiovasculares em trabalhadores de enfermagem de um centro de referência do sul do Brasil. Ciencia y Enfermeria Concepcion 2009; 15(3):101-109. [ Links ]

    20. Souza PAL, Fayh APT, Portal VL. Circunferência abdominal como preditor de evolução em 30 dias na síndrome coronariana aguda. Arq Bras Card 2011 [ [ Links ]