SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

SANTOS, Adriano Maia dos et al. Práticas assistenciais das Equipes de Saúde da Família em quatro grandes centros urbanos. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2012, vol.17, n.10, pp. 2687-2702. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012001000018.

    1. Campos GWS. Reforma política e sanitária: a sustentabilidade do SUS em questão? Cien Saude Colet 2007; 12(2):301-306. [ Links ]

    2. Assis MMA, Nascimento MAA, Franco TB, Jorge MSB. Produção do cuidado no programa Saúde da Família: olhares analisadores em diferentes cenários. Salvador: Edufba; 2010. [ Links ]

    3. Giovanella G, Escorel S, Mendonça MHM, coordenadores. Estudos de Caso sobre Implementação da Estratégia Saúde da Família em Quatro Grandes Centros Urbanos. Relatório Final. Rio de Janeiro: Fiocruz, Ensp, Daps, Nupes; 2009. [ Links ]

    4. Mendonça MHM, Martins MIC, Giovanella L, Escorel S. Desafios para gestão do trabalho a partir de experiências exitosas de expansão da Estratégia de Saúde da Família. Cien Saude Colet 2010; 15(5):2355-2365. [ Links ]

    5. Giovanella L, Mendonça MHH, Escorel S, Almeida PF, Fausto MCR, Andrade CLT, Martins MIC, Senna MCM, Sisson MC. Potencialidades e obstáculos para a consolidação da Estratégia Saúde da Família em grandes centros urbanos. Saude em debate 2010; 34(85):248-264. [ Links ]

    6. Giovanella L, Mendonça MHM, Almeida PF, Escorel S, Senna MCM, Fausto MCR, Delgado MM, Andrade CLT, Cunha MS, Martins MIC, Teixeira CP. Saúde da família: limites e possibilidades para uma abordagem integral de atenção primária à saúde no Brasil. Cien Saude Colet 2009; 14(3):783-794. [ Links ]

    7. Macinko J, Almeida C, Oliveira, ES. Avaliação das características organizacionais dos serviços de atenção básica em Petrópolis: teste de uma metodologia. Saude Debate 2003; 27(65):243-256. [ Links ]

    8. Araújo MBS, Rocha PM. Saúde da família: mudando práticas? Estudo de caso no município de Natal (RN). Cien Saude Colet 2009; 14(Supl.):1439-1452. [ Links ]

    9. Brasil. Portaria n. 648/GM, de 28 de março de 2006. Política Nacional de Atenção Básica. Diário Oficial da União 2006; 29 mar. [ Links ]

    10. Campos GWS, Gutiérrez AC, Guerrero AVP, Cunha GT. Reflexões sobre atenção básica e a estratégia de Saúde da Família. In: Campos GWS, Guerrero AVP, organizadores. Manual de práticas de atenção básica: saúde ampliada e compartilhada. São Paulo: Hucitec; 2008. p. 132-153. [ Links ]

    11. Macinko J, Starfield B, Shi L. The contribution of primary care systems to health outcomes within Organization for Economic Cooperation and Development (OECD) countries, 1970–1998. Health Serv Res 2003; 38(3):831-865. [ Links ]

    12. Starfield B. Atenção primária: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: Unesco, MS; 2002. [ Links ]

    13. Conill EM, Fausto MCR, Giovanella L. Contribuições da análise comparada para um marco abrangente na avaliação de sistemas orientados pela atenção primária na América Latina. Rev. Bras. Saude Matern. Infant. 2010; 10(Supl.1):15-27. [ Links ]

    14. Delnoij D, Van Merode G, Paulus A, Groenewegen P. Does general practitioner gatekeeping curb health care expenditure? J Health Serv Res Policy 2000; 5(1):22-26. [ Links ]

    15. World Health Organization (WHO). Primary Health Care. Now more than ever. The World Health Report 2008. Geneva: WHO; 2008. [ Links ]

    16. Rohde J, Cousens S, Chopra M, Tangcharoensathien V, Black R, Bhutta ZA, Lawn JE. 30 years after Alma-Ata: has primary health care worked in countries? Lancet 2008; 372(9642):950-961. [ Links ]

    17. Albuquerque KM, Frias PG, Andrade CLT, Aquino EML, Menezes G, Szwarcwald CL. Cobertura do teste de Papanicolau e fatores associados a não-realização: um olhar sobre o Programa de Prevenção do Câncer do Colo do Útero em Pernambuco, Brasil. Cad Saude Publica 2009; 25(Supl. 2):301-309. [ Links ]

    18. Rodrigues MAP, Facchini LA, Piccini RX, Tomasi E, Thumé E, Silveira DS, Siqueira FV, Paniz VMV. Uso de serviço básico de saúde por idosos portadores de condições crônicas, Brasil. Rev Saude Publica 2009; 43(4):604-612. [ Links ]

    19. Ferrari RAP, Thomson Z. Atenção à saúde dos adolescentes: percepção dos médicos e enfermeiros das equipes da saúde da família. Cad Saude Publica 2006; 22(11):2491-2495. [ Links ]

    20. Ruzany MH, Andrade CLT, Esteves MAP, Pina MF, Szwarcwald CL. Avaliação das condições de atendimento do Programa de Saúde do Adolescente no município do Rio de Janeiro. Cad Saude Publica 2002; 18(3):639-649. [ Links ]

    21. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Área de saúde do adolescente e do jovem. Saúde integral de adolescentes e jovens: orientações para a organização de serviços de saúde. Brasília: MS; 2005. [ Links ]

    22. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Boletim Epidemio lógico Aids/DST. Ano VI – n.1. Brasília: MS; 2010. [ Links ]

    23. Ferraz DAS, Nemes MIB. Avaliação de implantação de atividades de prevenção das DST/AIDS na atenção básica: um estudo de caso na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil. Cad Saude Publica 2009; 25(Supl. 2):240-250. [ Links ]

    24. Santa Catarina. Situação da dengue no Brasil e Santa Catarina – 2008. Vigilância Epidemiológica Santa Catarina, 2008. [página na Internet]. [acessado 2011 mar. 25]. Disponível em: http://www.dive.sc.gov.br/conteudos/zoonoses/Vetores/A_Dengue_no_Brasil_e_Santa_Catarina_2008.pdf [ Links ]

    25. Wermelinger ED, Cohen SC, Thaumaturgo C, Silva AA, Ramos FAF, Souza MB. Avaliação do acesso aos criadouros do Aedes Aegypti por agentes de saúde do Programa Saúde da Família no município do Rio de Janeiro. Rev Baiana Saude Publica 2008; 32(2):151-158. [ Links ]

    26. Oliveira SAC, Ruffino Neto A, Villa TCS, Vendramini SHF, Andrade RLP, Scatena LM. Serviços de saúde no controle de tuberculose: enfoque na família e orientação para a comunidade. Rev. Latino-am Enfermagem 2009; 17(3):1-7. [ Links ]

    27. Brasil. Ministério da Saúde (MS). Vigilância em Saúde: situação epidemiológica da hanseníase no Brasil. Brasília: SVS, MS; 2008. [ Links ]

    28. Starfield B, Shi L, Macinko J. Contribution of Primary Care to Health Systems and Health. Milbank Q 2005; 83(3):457-502. [ Links ]

    29. Franco TB. Produção do cuidado e produção pedagógica: integração de cenários do sistema de saúde no Brasil. Interface Comun Saude Educ 2007; 11(23):427-438. [ Links ]

    30. Gariglio MT, Radicchi ALA. O modo de inserção do médico no processo produtivo em saúde: o caso das unidades básicas de Belo Horizonte. Cien Saude Colet 2008; 13(1):153-163. [ Links ]

    31. Silva IZQJ, Trad LAB. O trabalho em equipe no PSF: investigando a articulação técnica e a interação entre os profissionais. Interface Comun Saude Educ 2004-05; 9(16):25-38. [ Links ]