SciELO - Scientific Electronic Library Online

SciELO - Scientific Electronic Library Online

Article References

BELLON, Maria Lucia et al. Tamanho de amostra e estimativa de custo em levantamento epidemiológico de cárie dentária. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2012, vol.15, n.1, pp. 96-105. ISSN 1415-790X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2012000100009.

    1. Narvai PC, Castellanos R, Frazão P. Prevalência de cárie em dentes permanentes de escolares do Município de São Paulo, SP, 1970-1996. Rev Saude Publica 2000; 34: 196-200. [ Links ]

    2. Aoba T, Fejerskov O. Dental fluorosis: chemistry and biology. Crit Rev Oral Biol Med 2002; 13: 155-70. [ Links ]

    3. Bourgeois DM, France L, Roland E, France N, Desfontaine J. Caries prevalence 1987-1998 in 12-year-olds in France. Int Dental J 2004; 54: 193-200. [ Links ]

    4. Pieper K, Schulte AG. The decline in dental caries among 12-year-old children in Germany between 1994 and 2000. Community Dent Health 2004; 21: 199-206. [ Links ]

    5. Bastos JLD, Nomura LH, Peres MC. Tendência de cárie dentária em escolares de 12 e 13 anos de idade de uma mesma escola no período de 1971 a 2002, em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Cad Saude Publica 2004; 20: 117-22. [ Links ]

    6. Bastos RS, Olympio KPK, Bijella VT, Buzalaf MAR, Bastos JRM. Trends in dental caries prevalence in 12-year-old schoolchildren between 1976 and 2001 in Bauru, Brazil. Public Health 2005; 119:269-75. [ Links ]

    7. Brasil. Ministério da Saúde. Levantamento epidemiológico em saúde bucal: Brasil, zona urbana, 1986. Brasília: Centro de Documentação, Ministério da Saúde; 1988. [ Links ]

    8. Brasil. Ministério da Saúde. Levantamento epidemiológico em saúde bucal: Cárie Dental, Capitais; 1996. Área técnica de saúde bucal; 1996. Disponível em: http:// www.saude.gov.br [Acessado em 19 de janeiro de 2008] [ Links ]

    9. Brasil. Ministério da Saúde. Projeto SB Brasil 2003: Condições de saúde bucal da população brasileira 2002-2003-resultados principais. Brasília: Coordenação de Saúde Bucal; 2004. [ Links ]

    10. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação Nacional de Saúde Bucal. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal. Projeto Técnico. Brasília, 2009. [ Links ]

    11. Tickle M. The 80:20 phenomenon: help or hindrance to planning caries prevention programmes? Community Dent Health 2002; 19: 39-42. [ Links ]

    12. Pereira SM, Tagliaferro EPS, Ambrosano GMB, Cortellazzi KL, Meneghim MC, Pereira AC. Dental caries in 12-year-old schoolchildren and its relationship with socioeconomic and behavioral. Oral Health Prev Dent 2007; 5: 299-306. [ Links ]

    13. Organização Mundial de Saúde. Levantamento epidemiológico básico de saúde bucal: manual de instruções. 3 ed. São Paulo: Santos; 1991. [ Links ]

    14. Luiz RR, Magnanini MMF. A lógica da determinação do tamanho da amostra em investigações epidemiológicas. Cad Saude Coletiva 2000; 8: 9-28. [ Links ]

    15. Pandey RM. Approaches to sample size calculation in comparative studies. Indian J Pediatr 1999; 66: 533-8. [ Links ]

    16. Carneiro AV. Cálculo da dimensão da amostra em estudos clínicos: princípios metodológicos básicos. Rev Port Cardiol 2003; 22: 1513-21. [ Links ]

    17. Bastos JLD, Nomura LH, Peres MC. Dental pain, socioeconomic status, and dental caries in young male adults from southern Brazil. Cad Saude Publica 2005; 21: 1416-23. [ Links ]

    18. Ribeiro AG, Oliveira AF, Rosenblatt A. Cárie precoce na infância: prevalência e fatores de risco em pré-escolares, aos 48 meses, na cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Cad Saude Publica 2005; 21: 1695-700. [ Links ]

    19. Roncalli AG, Unfer B, Costa ICC, Arcieri RM, Guimarães LOC, Saliba NA. Levantamentos epidemiológicos em saúde bucal: análise da metodologia proposta pela Organização Mundial de Saúde. Rev Bras Epidemiol 1998; 1: 177-89. [ Links ]

    20. Roncalli AG. Aspectos Técnico-operacionais de um levantamento epidemiológico em saúde bucal. In: Ferreira MAF, Roncalli AG, Lima KC. Saúde bucal coletiva: conhecer para atuar. Natal: EDUFRN; 2005. [ Links ]

    21. Costa JG, Santos AC, Rodrigues LC, Barreto ML, Roberts JA. Tuberculose em Salvador: custos para o sistema de saúde e para as famílias. Rev Saude Publica 2005; 39: 122-8. [ Links ]

    22. Haddad N, Bittar E, Marchi AF, Kantorowitz CSV, Ayoub AC, Fonseca ML et al. Custos hospitalares da cirurgia de revascularização do miocárdio em pacientes coronarianos eletivos. Arq Bras Cardiol 2007; 88: 418-23. [ Links ]

    23. World Health Organization. Oral health surveys: basic methods. 4.ed. Geneva: WHO; 1997. [ Links ]

    24. Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Disponível em: http://www.ibge.gov.br [Acessado em 19 de janeiro de 2008] [ Links ]

    25. Narvai PC, Frazão P, Roncalli AG, Antunes JLF. Cárie dentária no Brasil: declínio, polarização, iniquidade e exclusão social. Rev Panam Salud Publica 2006; 19: 385-93. [ Links ]

    26. Gogtay NJ. Principles of sample size calculation. Indian J Ophthalmol 2010 ; 58: 517-8. [ Links ]

    27. Roncalli AG, Frazão P, Pattussi MP, Araújo IC, Ely HC, Batista SM. Projeto SB2000: uma perspectiva para a consolidação da Epidemiologia em Saúde Bucal Coletiva. Rev Bras Odontol Saude Coletiva 2000; 1: 9-25. [ Links ]

    28. Aerts D, Abegg C, Cesa K. O papel do cirurgião-dentista no Sistema Único de Saúde. Cienc Saude Coletiva 2004; 9: 131-8. [ Links ]

    29. Reis SCGB, Freire MCM, Higino MASP, Batista SMO, Rezende KLV, Queiroz MG. Declínio de cárie em escolares de 12 anos da rede pública de Goiânia, Goiás, Brasil, no período de 1988 a 2003. Rev Bras Epidemiol 2009; 12: 92-8. [ Links ]