TESES

 

As concepções dos professores e a proposta curricular para o ensino de Ciências e Programas de Saúde: possibilidades de inovação

 

 

Renato Eugênio da Silva Diniz

Tese de Doutorado, 1998. Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo

 

 

Tomando as concepções dos professores como objeto central de investigação, desenvolveu-se um trabalho que procurou, de um lado, identificar elementos que contribuem para a permanência do descompasso entre o nível das proposições teóricas inovadoras e o nível da prática pedagógica do professor e, de outro, delimitar possíveis dimensões a serem consideradas quando se pensa na superação de tal descompasso.

A proposta fundamentou-se nas prerrogativas expostas por duas linhas de pesquisa, estreitamente relacionadas, que passaram a influenciar significativamente as investigações no campo do ensino das ciências, a partir da década de 70: as Concepções Alternativas ou Espontâneas e a Mudança Conceitual.

No primeiro caso, considera-se como precursores os estudos desenvolvidos por Driver, nos quais a autora passou a se preocupar de forma sistemática com os "erros", ou respostas "erradas", dos alunos, quando esses eram confrontados com questões relacionadas ao conhecimento científico. Em termos da Mudança Conceitual, tem-se como precursor o artigo de Posner, Strike, Hewson e Gertzog (1982); "Accomodation of a scientific concepcion: toward a conceptual change", no qual os autores procuraram delimitar etapas básicas a serem percorridas pelo indivíduo durante o processo de mudança de um conceito de senso comum para um conceito científico.

A opção de se discutir as possibilidades de incorporação das inovações educacionais a partir da Proposta Curricular de Ciências deveu-se, principalmente, ao objetivo básico desse documento, ou seja, transformação da prática pedagógica dos professores em exercício. Além disso, interessava verificar o envolvimento direto dos sujeitos da pesquisa com o mesmo, por ocasião da coleta dos dados.

A investigação desenvolveu-se com base em dois procedimentos básicos de coleta de dados: a observação das Reuniões de Orientação Técnica de Ciências, promovidas pela Oficina Pedagógica da Delegacia de Ensino de Botucatu - SP, e a realização de entrevistas não-diretivas (Michelat, 1982), com uma parcela das professoras participantes e a Assistente Pedagógica de Ciências, que coordenava tais encontros. Os dados obtidos foram organizados e analisados segundo as três etapas descritas por Bardin (1988) para a análise de conteúdo, ou seja, pré-análise, descrição analítica e interpretação inferencial.

Sem perder de vista o caráter sócio-histórico da instituição escolar e, conseqüentemente, da influência direta do mesmo sobre o processo ensino-aprendizagem e sobre a implementação de propostas curriculares, pode-se inferir que três dimensões são relevantes e devem ser consideradas, quando se pensa nas possibilidades de incorporação de inovações na prática pedagógica dos professores, quais sejam:

a) concepções de ensino e de inovação: pôde-se detectar, clara e amplamente, que um problema a ser equacionado refere-se à existência de uma defasagem, ou conflito entre as concepções de ensino e de inovação, daqueles que propõem a inovação, e daqueles que irão implementá-la na sua prática pedagógica;

b) referência à pratica real: a compreensão, a credibilidade e a possibilidade de aceitação da inovação relacionam-se estreitamente com a existência de um diálogo efetivo da mesma com as experiências pedagógicas cotidianas dos professores;

c) conhecimento disciplinar: ao se pensar na possibilidade de mudança da prática pedagógica do professor, deve-se atentar para a compreensão dos conteúdos ou conhecimentos específicos da área em questão, que o mesmo apresenta.

Buscar possíveis dimensões a serem pensadas, quando se considera um processo governamental de introdução de inovações na prática pedagógica do professor, tem sua importância realçada, nesse momento, em que se verificam os processos de implementação e de discussão dos Parâmetros Curriculares Nacionais, promovidos pelo Ministério da Educação e do Desporto (MEC).

UNESP Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br