• Another vaccine, another story: BCG vaccination against tuberculosis in India, 1948 to 1960 Articles

    Brimnes, Niels

    Abstract in Portuguese:

    Através da observação da vacinação em massa de BCG contra a tuberculose na Índia durante os anos de 1948 a 1960, este artigo chama a atenção para a diversidade da história da vacinação. As características das campanhas de vacinação geralmente diferem daquelas celebradas nas campanhas para erradicação da varíola. Devido às diferenças entre a varíola e a turberculose, assim como entre as vacinas desenvolvidas para combater essas doenças, uma análise da vacinação em massa de BCG contra a turberculose parece especialmente bem situada para essa proposta. Três pontos de diferença foram identificados. O primeiro é que em contextos não ocidentais os procedimentos da vacinação de BCG foram modificados em uma extensão maior do que a vacinação contra a varíola. Em segundo lugar, a tuberculose não tinha o drama e a urgência da varíola, e as campanhas de vacinação de BCG sofreram mais com problemas de recrutamento do que a mais "heroica" campanha de erradicação da varíola. E por último, a vacina de BCG foi contestada em círculos médicos e foi muito mais bem adaptada do que a vacina contra varíola como um veículo para articulação de preocupações sobre a modernização pós-colonial.

    Abstract in English:

    Through an examination of mass BCG vaccination against tuberculosis in India between 1948 and 1960 this article draws attention to the diversity of the history of vaccination. The features of vaccination campaigns often differed from those of the celebrated campaign to eradicate smallpox. Due to differences between smallpox and tuberculosis as well as between the vaccines developed against them, an analysis of BCG mass vaccination against tuberculosis seems particularly well suited for this purpose. Three points of difference are identified. First, in non-Western contexts BCG vaccination procedures were modified to a greater extent than vaccination against smallpox. Second, tuberculosis lacked the drama and urgency of smallpox and BCG vaccination campaigns suffered more from recruitment problems than did the more "heroic" smallpox eradication campaign. Third, the BCG vaccine was contested in medical circles and was much better suited than the vaccine against smallpox as a vehicle for the articulation of concerns about post-colonial modernization.
  • Smallpox and polio eradication in India: comparative histories and lessons for contemporary policy Articles

    Bhattacharya, Sanjoy; Dasgupta, Rajib

    Abstract in Portuguese:

    O artigo argumenta que um exame detalhado dos fatores que contribuíram para o desenvolvimento de estruturas e estratégias complexas para a erradicação da varíola no Sul da Ásia nos anos 70 pode fornecer indicações proveitosas para a reformulação dos capítulos nacionais do programa global de erradicação da pólio nesta região. Existe um impressionante arquivo nos escritórios da OMS em Genebra que detalha como os ataques para a erradicação da varíola foram localizados e então contidos em cidades, pequenas vilas e áreas rurais remotas desta região, por equipes de profissionais internacionais trabalhando em conjunto com as autoridades locais. Uma avaliação sistemática dos esforços globais de erradicação da varíola indicam paralelos entre os estágios iniciais do programa global de erradicação da varíola e a atual situação da campanha contra a pólio. Como veremos aqui, o artigo também pode fornecer indicadores úteis para ações futuras no Sul da Ásia e em outros locais.

    Abstract in English:

    This article argues that a detailed examination of factors contributing to the development of complex structures and strategies for smallpox eradication in South Asia in the 1970s can provide fruitful indications for the reformulation of the national chapters of the global polio eradication programme in this region. There is a magnificent archive in the WHO's Geneva offices, which details how smallpox eradication outbreaks were located and then contained in cities, small towns and remote rural areas in this region, by teams of international workers working closely with local officials. A systematic assessment of the global smallpox eradication efforts indicates parallels between the early stages of the global smallpox eradication programme and the present situation of the polio campaign; as we will see here, it can also provide useful indicators for future action in South Asia and beyond.
  • The discontinuation of routine smallpox vaccination in the United States, 1960-1976: an unlikely affirmation of biomedical hegemony Articles

    Rich, Miriam

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo procura entender o contexto discursivo da cessação da vacinação de rotina contra varíola nos Estados Unidos no início dos anos 70. Os Estados Unidos têm uma longa tradição na oposição à vacinação compulsória contra a varíola, geralmente expressa em relação ao que se refere à liberdade pessoal, à extensão da autoridade estadual e desafios à hegemonia da biomedicina ortodoxa. A rotina de vacinação contra varíola continuou nos Estados Unidos até a extinção da doença nos anos 70, seguida de uma recomendação em 1971 contra a prática emitida pelo Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos. Essa história investiga as maneiras pelas quais a oposição à vacinação compulsória contra a varíola nos anos 60 e 70 foi articulada e entendida por contemporâneos através da análise da retórica utilizada pelos principais periódicos médicos e jornais populares. Descobriu-se que esse movimento bem-sucedido de eliminar a rotina de vacinação contra a varíola explorou a linguagem da autoridade biomédica em vez de protesto político.

    Abstract in English:

    This article seeks to understand the discursive context of the cessation of routine smallpox vaccination in the United States in the early 1970s. The United States has a long tradition of opposition to compulsory smallpox vaccination, usually expressed in terms of concerns about personal liberties, the extent of state authority, and challenges to the hegemony of orthodox biomedicine. The practice of routine smallpox vaccination continued in the United States until its termination in the 1970s, following a 1971 recommendation against the practice issued by the United States Public Health Service. This history investigates the ways in which opposition to compulsory smallpox vaccination in the 1960s and 70s was articulated and understood by contemporaries through an analysis of the rhetoric used in leading medical journals and popular newspapers. It finds that this ultimately successful movement to end routine smallpox vaccination drew upon the language of biomedical authority rather than political protest.
  • "A wild and wondrous ride": CDC field epidemiologists in the east Pakistan smallpox and cholera epidemics of 1958 Articles

    Greenough, Paul

    Abstract in Portuguese:

    Em meados de abril de 1958, o Governo do Paquistão convocou a imprensa para anunciar a urgente necessidade de auxílio internacional para lidar com epidemias de varíola e cólera no Paquistão Oriental. Em resposta, e com o apoio do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Dr. Alexander D. Langmuir, chefe de epidemiologia do CDC em Atlanta, liderou um time de epidemiologistas para auxiliar as autoridades em Dacca a reforçar seus programas de imunização. Os superiores de Langmuir ansiavam por demonstrações de capacidade dos EUA na Guerra Fria, mas ele vislumbrou uma chance para o Serviço de Inteligência Epidemiológica aprender sobre saúde pública em países em desenvolvimento. Langmuir descreveu o episódio como uma "jornada louca e maravilhosa", porém pareceu mais um pesadelo: o departamento de saúde do Paquistão Oriental entrou em colapso; um movimento popular assumiu a vacinação e desperdiçou suprimentos de vacinas; jornalistas hostis questionaram as motivações ocultas dos americanos; e iniciou-se uma rivalidade profissional entre americanos e o epidemiologista britânico Aidan Cockburn. No final da epidemia, em julho de 1958, tinham sido vacinados trinta milhões de bengalis contra varíola, mas outros vinte mil sucumbiram. Esse episódio foi a primeira intervenção sistemática do CDC no exterior.

    Abstract in English:

    In mid-April of 1958 the Government of Pakistan summoned the press to announce a grave need for international aid to cope with smallpox and cholera epidemics in East Pakistan. In response, and with the backing of the US State Department, Dr. Alexander D. Langmuir, chief epidemiologist of the CDC, led a team of epidemiologists to assist authorities in Dacca strengthen their immunization programs. Langmuir's superiors hoped for a Cold War advantage, but he saw an opportunity for trainees in the Epidemic Intelligence Service to learn about public health in a developing country. Langmuir later described the episode as a "wild and wondrous ride," but it had been more like a nightmare: the East Pakistan health department had collapsed; a popular movement had taken over vaccination and squandered vaccine supplies; hostile journalists had questioned the Americans' deeper motives; and a professional rivalry opened between the Americans and a British epidemiologist named Aidan Cockburn. By the time the epidemic subsided in July 1958, 30 million Bengalis had been vaccinated for smallpox but another 20,000 had succumbed to the disease. This episode was CDC's first sustained foreign intervention, a precursor to its extensive role in the 1970s helping WHO eradicate smallpox from Bangladesh.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br