• Family Healthcare Units in Portugal and Family Clinics in Rio de Janeiro – their essence and similarities Artigo

    Carrapiço, Eunice Isabel do Nacimento; Ramires, João Henrique Vaz; Ramos, Victor Manuel Borges

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O desenvolvimento, desde 2009, das Clínicas da Família (CF) no Rio de Janeiro tem paralelismos com as Unidades de Saúde Familiar (USF) implementadas em Portugal desde 2006. Neste ensaio, os autores assinalam o encontro em Portugal, em outubro de 2009, com gestores do Ministério da Saúde e da Subsecretaria de Atenção Primária, Vigilância e Promoção da Saúde do Rio de Janeiro, e destacam alguns aspetos essenciais tais como: a organização em equipes multiprofissionais com caráter estrutural permanente; as características das equipes; o seu desenvolvimento (“teambulding”); a organização e a autonomia técnica; os laços emocionais entre os elementos de cada equipe; os instrumentos formais de regulação da autonomia; a responsabilização e a prestação de contas/contratualização; os dispositivos de monitorização e de avaliação; o sistema de lideranças; fatores motivacionais dos profissionais e das equipes; as USF e as CF como organizações aprendentes. Estes aspectos podem resumir-se em “3P”: propósitos, orientação para objetivos de saúde e de bem estar; pessoas, que são a razão das organizações de saúde; processos, continuamente questionados, avaliados e aperfeiçoados.

    Abstract in English:

    Abstract The authors address parallel developments in Family Healthcare Units (USF) in Portugal (since 2006) and in primary care Family Clinics (CF) in Rio de Janeiro (since 2009). In this essay, they highlight the meeting that took place in Portugal with Brazilian Health Ministry and Rio de Janeiro Department of Health members in October 2009. Being directly involved (since May 2016) in the development of USF in the Lisbon Region, and having visited, in November 2016, several CF in Rio de Janeiro, they analyze aspects such as: organization in permanent structural multi-professional teams; main common characteristics of the teams; teambuilding processes; organization and technical autonomy; instruments to regulate autonomy; responsibility and accountability – contracting processes; monitoring and evaluation; leadership system; motivational factors for professionals and for the team as a whole; learning organizations. All these aspects converge to a “3P” framework: “purposes” – organizing and orienting multi-professional teams towards health gains and the wellbeing of the individuals and the population; “people” – both those who are beneficiaries of health care services, as well as the health care professionals; “processes” – that must be permanently questioned, evaluated and enhanced.
  • Primary Health Care Reform in Portugal: Portuguese, modern and innovative Artigo

    Biscaia, André Rosa; Heleno, Liliana Correia Valente

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A reforma de 2005 dos cuidados de saúde primários (CSP) portugueses foi uma das mais bem-sucedidas feitas nos serviços públicos do país. O acontecimento mais relevante foi a constituição das Unidades de Saúde Familiar (USF): equipes multidisciplinares voluntárias e auto-organizadas, que prestam cuidados médicos e de enfermagem personalizados a um conjunto de pessoas. Num segundo momento reorganizaram-se as restantes dimensões dos CSP com a criação dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS). Apostou-se na governação clínica procurando-se obter ganhos em saúde pela melhoria da qualidade e da participação e responsabilização de todos. Este artigo tem por objetivo caracterizar a reforma de 2005 dos CSP Portugueses com a análise das suas dimensões sistêmica e local. Trata-se de um estudo de caso de uma reforma na área dos CSP de um sistema de saúde com análise documental e descrição de uma de suas unidades. Esta reforma foi portuguesa, moderna e inovadora. Portuguesa ao não quebrar completamente com o passado, moderna porque se aliou à tecnologia e ao trabalho em rede, e inovadora porque ultrapassou o modelo hierarquizado tradicional. Cumpriu o objetivo de uma reforma: conseguiu melhorias com maior satisfação de todos e ganhos em saúde.

    Abstract in English:

    Abstract The 2005 Portuguese primary health care (CSP) reform was one of the most successful reforms of the country’s public services. The most relevant event was the establishment of Family Health Units (USF): voluntary and self-organized multidisciplinary teams that provide customized medical and nursing care to a group of people. Then, the remaining realms of CSP were reorganized with the establishment of Health Center Clusters (ACeS). Clinical governance was implemented aiming at achieving health gains by improving quality and participation and accountability of all. This paper aims to characterize the 2005 reform of Portuguese CSP with an analysis of its systemic and local realms. This is a case study of a CSP reform of a health system with documentary analysis and description of one of its facilities. This reform was Portuguese, modern and innovative. Portuguese by not breaking completely with the past, modern because it has adhered to technology and networking, and innovative because it broke with the traditional hierarchized model. It fulfilled the goal of a reform: it achieved improvements with greater satisfaction of all and health gains.
  • The role of Primary Healthcare in the coordination of Health Care Networks in Rio de Janeiro, Brazil, and Lisbon region, Portugal Artigo

    Lapão, Luís Velez; Arcêncio, Ricardo Alexandre; Popolin, Marcela Paschoal; Rodrigues, Ludmila Barbosa Bandeira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Considerando a trajetória do Rio de Janeiro e da Região de Lisboa no que tange ao fortalecimento dos seus sistemas de saúde para alcance da saúde para todos e da equidade, propôs-se uma análise comparativa da organização da Atenção Primária à Saúde, buscando identificar os avanços desta em termos de coordenação das Redes de Atenção à Saúde. Trata-se de um estudo de caso, de orientação qualitativa e com dimensões avaliativas. Utilizou-se material disponível online, considerando artigos científicos e literatura cinza. Os resultados acenam para compassos diferentes no tocante às RAS, na região de Lisboa, com maior velocidade, até por questões históricas, foi implementado o modelo de APS abrangente e que hoje alcançou grau de maturidade suficiente no que tange à coordenação do seu sistema, enquanto o Rio de Janeiro sofre influências dos resquícios históricos de uma Atenção Primária à Saúde seletiva. O plano de carreira aparece como estratégia para fixação das equipes de saúde. As regiões têm feito apostas fortes nos prontuários eletrônicos e na telemedicina. Depois do estudo, ficam claras as questões históricas, culturais e políticas e jurídicas que acabam por determinar diferenças na APS coordenadora de RAS no Rio de Janeiro e na região de Lisboa.

    Abstract in English:

    Abstract Considering the trajectory of Rio de Janeiro e Lisboa region regarding strengths of the their health local systems to achieve health for all and equity, the study aimed to compare the organization of the Primary Healthcare from both regions, searching to identify the advancement which in terms of the Delivery Health Networks’ coordination. It is a case study with qualitative approach and assessment dimensions. It was used material available online such as scientific manuscripts and gray literature. The results showed the different grades regarding Delivery Health Networks. Lisboa region present more advancement, because of its historic issues, it has implemented Primary Healthcare expanded and nowadays it achieved enough maturity related to coordination of its health local system and Rio de Janeiro suffers still influence from historic past regarding Primary Healthcare selective. The both regions has done strong bids in terms of electronic health records and telemedicine. After of the study, it is clearer the historic, cultural and politics and legal issue that determined the differences of the Primary Healthcare coordinator of the Delivery Health Network in Rio de Janeiro and Lisboa region.
  • Primary healthcare in Portugal: 10 years of contractualization of health services in the region of Lisbon Artigo

    Monteiro, Baltazar Ricardo; Pisco, Ana Maria Silva Azenha; Candoso, Fátima; Bastos, Sónia; Reis, Magda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A contratualização consiste no desenvolvimento e implementação de um acordo documentado, através do qual uma das partes (financiador) prevê uma compensação à outra parte (prestador), em troca de um conjunto de serviços de saúde a uma população-alvo. Descrevemos, mediante um estudo de caso, a história e o processo de implementação da contratualização nos cuidados de saúde primários portugueses (desde 1992), dando-se ênfase à consolidação da reforma dos cuidados de saúde primários, iniciada em 2005 e apontando desafios de futuro. Este artigo recorre ao estudo de caso, para refletir sobre os resultados obtidos no Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste Norte, da Administração Regional de Lisboa e Vale do Tejo, entre 2009 e 2015, depois de terem implementado a contratualização. Verificou-se que o pagamento por incentivos terá de ser ponderada, em vista dos resultados obtidos, fortemente influenciados pelas mudanças epidemiológicas e socioeconômicas.

    Abstract in English:

    Abstract Contractualization consists in the development and implementation of a documented agreement whereby one party (payer) provides compensation to the other party (provider) in exchange for a set of health services to a targeted population. We describe, through a case study, the history and the process of implementation of primary health care contractualization (since 1992) in Portugal, emphasizing the consolidation and future challenges of the primary healthcare reform started in 2005. This article resorts to a case study to reflect on the results obtained in the Cluster of Health Centers of the Northern West, Regional Administration of Lisbon and Tagus Valley, between 2009 and 2015, following implementation of contractualization. It was found that the incentive-related payments will have to be weighted considering the results obtained, strongly influenced by epidemiological and socioeconomic change.
  • Preceptorship in Family and Community Medicine: challenges and achievements in a Primary Health Care in progress Artigo

    Izecksohn, Mellina Marques Vieira; Teixeira Junior, Jorge Esteves; Stelet, Bruno Pereira; Jantsch, Adelson Guaraci

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O fortalecimento da Atenção Primária à Saúde (APS) depende diretamente da formação de médicos especialistas em cuidados primários. Este texto tem como objetivo relatar as experiências de formação em Medicina de Família e Comunidade (MFC) no município do Rio de Janeiro entre os anos 2008 e 2016, tendo como objeto de reflexão o desenvolvimento de preceptores no âmbito da especialização médica, por meio do relato de experiência de três programas de Residência Médica em MFC (PRMFC): da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Escola Nacional de Saúde Pública. Dentro do cenário de reforma da APS no Rio de Janeiro criou-se a demanda por médicos especialistas para atuação na rede levando à ampliação dos PRM já estabelecidos e à criação do PRMFC-SMS, propiciando novos espaços de ensino em muitas unidades de saúde da rede municipal. Por caminhos distintos esses PRM avançaram na capacitação de seus preceptores, ofertando cursos e ações locais permanentes, na busca por maior qualificação profissional e melhor equilíbrio entre as responsabilidades de cuidado e de ensino. Investimentos permanentes no fortalecimento dos PRM e na capacitação de preceptores são essenciais para consolidar a reforma na APS em todo o Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract Strengthening Primary Health Care (PHC) relies directly on training medical specialists in primary care. This text aims to report the Family Medicine training experiences in Rio de Janeiro between 2008 and 2016. It brings to reflection the development of preceptors in medical specialization through an experience report on three Family Medicine medical residency programs, namely, the Municipal Health Secretariat program, the Federal University of Rio de Janeiro program and the National School of Public Health program. The PHC reform in Rio de Janeiro created a demand for medical specialists working in networks, leading to the expansion of already established medical residency programs and the establishment of a new program sponsored by the Municipal Health Secretariat, providing new teaching positions in several health facilities within the municipal network. These three residency programs progressed through different paths to provide training to their preceptors, offering permanent courses and local actions seeking higher professional qualification and better balance between care and education responsibilities. Permanent investments to strengthen medical residency programs and preceptors training are essential to consolidate the PHC reform nationwide.
  • The voice of Primary Care patients in the Lisbon and Tagus Valley region of Portugal Artigo

    Ferreira, Pedro Lopes; Raposo, Vítor M.; Pisco, Luis

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo resultou de um estudo com o objetivo de determinar o grau de satisfação dos utilizadores com os cuidados prestados nas 125 Unidades de Saúde Familiares (USF) e em algumas das 127 Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) da Região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT). Foram entregues 20.118 questionários e recebidos 16.965 (89,0% taxa de respostas). O instrumento de recolha de dados utilizado foi o questionário Europep, medindo essencialmente quatro dimensões: cuidados médicos, cuidados não médicos, organização dos cuidados e qualidade das instalações. 65,3% dos respondentes eram mulheres, a média etária atingiu os 50,8 anos, 35% tinham no máximo 6 anos de escolaridade e para 5,2% este tinha sido o seu primeiro contato. Verificou-se um valor médio global de satisfação de 77,4%, superior em relação aos cuidados e à atenção prestados pelos profissionais. As mulheres apresentaram uma satisfação ligeiramente menor do que a dos homens, o mesmo acontecendo aos jovens face aos mais idosos. As pessoas com menos habilitações literárias foram as que apresentaram melhores índices de satisfação. As USF tiveram sempre maior satisfação face às UCSP, com os modelos B com maior satisfação face aos modelos A. Os utilizadores penalizam as unidades com mais de 12 MF e verificou-se uma grande disparidade regional.

    Abstract in English:

    Abstract This article was the result of a study aimed at determining the degree of user satisfaction with the care provided in the 125 Family Health Units (Unidades de Saúde Familiar - USF) and in some of the 127 Personalized Health Care Units (Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados - UCSP) of the Region of Lisbon and Tagus Valley (LVT). A total of 20,118 questionnaires were distributed and 16,965 received (89.0% response rate). The data collection instrument used was the Europep questionnaire, essentially measuring four dimensions: medical care, non-medical care, organization of care and quality of premises. 65.3% of the respondents were women, the average age was 50.8 years, 35% had a maximum of six years of schooling, and to 5.2% this had been their first contact. There was an overall average satisfaction of 77.4%, higher in what regards the care and attention provided by professionals. Women had slightly lower satisfaction than men, the same as for the younger compared to the older ones. Those with less literacy were the ones that presented better satisfaction rates. USF had always more satisfaction than the UCSP, and models B a satisfaction greater than models A. Users penalize units with more than 12 GP and there was a great regional disparity.
  • Family Health Teams workers in Rio de Janeiro: leadership aspects in a study on organizational climate Artigo

    Santos, Leda Jung dos; Paranhos, Maurício Sangama

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O clima organizacional pode ser compreendido como a percepção formal ou informal de políticas, práticas, ações e procedimentos organizacionais, sendo um fator de influência na eficiência dos resultados, bem como na conduta das pessoas que fazem parte de uma organização. Este artigo descreve uma das dimensões do clima organizacional – liderança, comparando os estratos de categorias profissionais das Equipes de Saúde da Família da cidade do Rio de Janeiro. Para isso, realizou-se um inquérito de base administrativa, com amostra de n = 9.590 pessoas em 187 unidades de atenção primária (71 Clínicas da Família e 116 Centros Municipais de Saúde). Os resultados demonstram que todos os itens que mensuram o domínio “liderança” foram positivamente avaliados com diferenças entre os estratos (p-valor < 0,001). Recomendamos a realização de pesquisas periódicas, a realização de Oficinas de liderança nas próprias unidades de saúde, assim como o uso de ferramentas de educação a distancia para a troca de informações e capacitação das equipes.

    Abstract in English:

    Abstract Organizational climate is understood as the formal or informal perception of policies, practices, actions and organizational procedures, and is a factor of influence in the efficiency of the results, as well as in the conduct of people that are part of an organization. This paper describes one of organizational climate realms, namely, leadership, comparing the strata of professional categories of the Family Health Teams in the city of Rio de Janeiro. Thus, an administrative-based survey was carried out with a sample of n = 9,590 people in 187 primary healthcare units (71 Family Clinics and 116 Municipal Health Centers). The results show that all items that measure the realm of “leadership” were positively evaluated with differences between strata (p-value <0.001). We recommend conducting regular studies and holding leadership workshops in the very health units, as well as using distance-learning tools to exchange information and train staff.
  • Primary Health Care quality in Rocinha – Rio de Janeiro, Brazil, from the perspective of children caregivers and adult users Artigo

    Pinto, Luiz Felipe; Harzheim, Erno; Hauser, Lisiane; D’Avila, Otávio Pereira; Gonçalves, Marcelo Rodrigues; Travassos, Paula; Pessanha, Renan

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste artigo é avaliar a extensão dos atributos da APS, desde a experiência dos usuários, tanto adultos quanto cuidadores de crianças, comparando a área atendida pelas unidades de saúde do bairro da Rocinha com as demais áreas do distrito sanitário 2.1, no município do Rio de Janeiro. O instrumento de medida utilizado para avaliar a qualidade dos serviços prestados foi o Primary Care Assement Tool. Foi realizado estudo transversal, com amostras aleatórias independentes, com 802 entrevistados. Os resultados apontam melhor desempenho para o cuidado das crianças, quando comparado aos adultos. Os atributos “acesso” e “integralidade – serviços disponíveis” foram aqueles que tiveram os piores desempenhos, provavelmente devido a grande migração externa e interna existente dentro da própria Rocinha. Para melhoria desses atributos, recomendamos a adoção de uma lista única de moradores por ESF, com um número máximo de pessoas, contemplando além da delimitação territorial, a mobilidade interna das pessoas. Destacamos também a importância do fortalecimento do Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade, que desde 2012 forma especialistas, com apoio de preceptores, e viabiliza a ampliação da oferta da carteira de serviços de APS.

    Abstract in English:

    Abstract This paper aims to evaluate the extent of PHC attributes, from the experience of users, both adults and children caregivers, comparing the area served by the health facilities of the district of Rocinha with other areas of health district 2.1 in the municipality of Rio de Janeiro. The measuring tool used to evaluate the quality of services provided was the Primary Care Assessment Tools. A cross-sectional study was conducted, with independent random samples and 802 interviewees. Results indicate a better performance for children care when compared to adult care. Attributes “access” and “comprehensiveness – available services” were the worst performers, probably due to the great external and internal migration existing within Rocinha itself. To improve these attributes, we recommend the adoption of a single list of residents by Family Health Team (ESF), with a maximum number of people, including territorial delimitation and people internal mobility. We also highlight the importance of strengthening the Family and Community Medicine Residency Program, which, since 2012, has been training specialists with the support of preceptors and enables increased portfolio of PHC services.
  • The Rio de Janeiro Municipality’s Services Portfolio and Health Actions in Primary Care in Brazil Artigo

    Salazar, Bianca Alves; Campos, Mônica Rodrigues; Luiza, Vera Lucia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Objetivou-se identificar a oferta de ações e procedimentos pelas equipes de saúde da família (eSF), tendo por base a Carteira de Serviços (CS) do Município do Rio de Janeiro (MRJ) e os principais fatores associados a esta oferta, nos diferentes estratos populacionais. Foram utilizados dados do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, aplicado a 17.202 eSF, de junho a setembro de 2012 no Brasil. Foram variáveis desfecho: eSF pertencer ao MRJ; eSF ofertar todos os nove procedimentos da CS-MRJ. Foram conduzidas análises uni, bi e multivariada. Evidenciou-se melhor desempenho do MRJ em relação aos demais grandes centros urbanos (EP6#) (p < 5%) em 10 das 14 ações de saúde analisadas. O prontuário eletrônico apresentou 96% de implantação nas eSF do MRJ, contrastando com 34% nas dos EP6# e 14% no Brasil. Tanto no MRJ quanto no EP6# encontrou-se baixa oferta de serviços de saúde mental (cerca de 56%). Enquanto a oferta de procedimentos de baixa complexidade foi um problema maior nos grandes centros, a oferta de ações em saúde nas diferentes linhas de cuidado foi um problema maior nos municípios pequenos. No geral, o MRJ mostrou melhor desempenho quando comparado à média de municípios de grande porte. A carteira de serviço pareceu ser um importante instrumento gerencial.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to identify the provision of actions and procedures by family health teams (FHSt), based on Rio de Janeiro Municipality’s (MRJ) Health Services Portfolio (HSP) and the main factors associated with this provision, in the different population strata. Data from the National Program for Improving Access and Quality of Primary Healthcare were used and implemented at the national level into 17,202 FHSts from June to September 2012. Outcome variables were “FHSt belonging to MRJ” and “FHSt providing all nine CS-MRJ procedures”. Uni-, bi- and multivariate analysis were performed. A better performance of the MRJ in relation to other major urban centers (EP6#) (p<5%) was noted in 10 of the 14 health actions analyzed. The electronic medical record showed a level of deployment in MRJ’s FHSts of 96%, contrasting with 34% in the EP6# and 14% in Brazil. Both the MRJ and EP6# evidenced low supply of mental health services (about 56%). While the supply of low-complexity procedures was a major problem in large cities, the supply of health actions in the different health care lines was a larger problem in small municipalities. Overall, the MRJ showed better performance when compared to the average of large municipalities. The health service portfolio appeared to be an important management tool.
  • Mental Health in General Family Medicine – obstacles and expectations perceived by Family Physicians Artigo

    Fernandes, Liliana; Basílio, Nuno; Figueira, Sofia; Nunes, José Mendes

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Pretende-se conhecer as dificuldades sentidas pelos médicos de família (MF) na abordagem dos doentes com transtornos mentais (TM) e conhecer as suas propostas para melhorar os cuidados os cuidados de saúde mental (CSM). Estudo qualitativo. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas e audio-gravadas a 10 MF. Com análise de conteúdo identificaram-se oito categorias temáticas: condições de trabalho percecionadas; formação em saúde; terapêuticas usadas para tratamento dos TM; instrumentos de saúde mental usados na consulta; TM abordados na atenção primária (AP) e referenciadas a cuidados hospitalares; reação do doente à referenciação; articulação da atenção primária com a psiquiatria; propostas para melhorar os CSM na AP. A articulação com os serviços de saúde mental é deficiente pela falta de acessibilidade, comunicação unidirecional e atraso na resposta. Para melhorar os MF propõem criação de consultorias; equipes multidisciplinares; plataformas que permitam a comunicação bidirecional; aprendizagem contínua com a discussão de casos. O MF presta CSM, o que exige trabalho em equipe, com elementos da comunidade e dos hospitais. Os serviços devem organizar-se como sistemas aprendentes que permitam a progressiva melhoria dos profissionais e o aperfeiçoamento das interfaces entre os mesmos.

    Abstract in English:

    Abstract This study seeks to understand the difficulties experienced by family physicians (FP) in the management of mental disorders (MD) and their proposals to improve the quality of care. It is qualitative study with semi-structured interviews with ten family physicians. These were recorded, transcribed and their content analyzed. Eight thematic categories were identified: perceived working conditions and available resources; perceived level of training in mental health; therapies used for treatment of MD; mental health instruments used in consultation; MD addressed in Primary Health Care (PHC) and referral to hospitals; patient’s reaction to referral; articulation of PHC with hospitals; proposals to improve mental health care in PHC. Articulation with the Mental Health Services suffers from lack of accessibility, one-way communication and delayed response. The FP propose creation of consultancies; multidisciplinary teams in the community; creating a two-way communication platform; continuous learning through discussion of cases. The FP have responsibilities in providing MHC. This requires working in a multidisciplinary team. Services should be organized to function as a learning system that allows the progressive improvement of the professionals and the improvement of the interfaces between them.
  • Analysis of the performance of contractualization primary health care indicators in the period 2009-2015 in Lisbon and Tagus Valley Artigo

    Monteiro, Baltazar Ricardo; Candoso, Fátima; Reis, Magda; Bastos, Sónia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As reformas iniciadas em 1996 pretendiam que as Administrações Regionais de Saúde (ARS) viessem a ter um papel relevante no processo de transformação de um sistema de saúde de modelo integrado num outro de modelo contratual. O instrumento essencial desta transformação viria a ser a Agência de Contratualização, instituída em cada uma das ARS. O seu papel na nova cultura de contratualização era de proceder a negociação de orçamentos prospectivos com as instituições prestadoras de cuidados de saúde, onde se incluíam os Cuidados de Saúde Primários. Este artigo realiza uma análise longitudinal da evolução de um conjunto de 9 indicadores de contratualização de cuidados de saúde primários, em três Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS), da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT). Verificamos que a fixação de metas, em sede de contratualização externa e a sua monitorização e acompanhamento são decisivos para que os profissionais de saúde definam trajetórias e objetivos de desempenho. Reconhecemos ainda, a necessidade de se reverem os indicadores de base, fazendo-os evoluir para indicadores de resultado.

    Abstract in English:

    Abstract Reforms started in 1996 intended that Regional Health Administrations (ARS) should play a relevant role in the process of transforming an integrated model towards a contractual health care model. The essential tool of this transformation would be the Contractualization Agency, established in each ARS. Its role in the new contractualization culture was to negotiate prospective budgets with health care institutions, which included Primary Health Care (PHC). This paper is a longitudinal analysis of the development of a set of nine PHC contractualization indicators in three Health Center Clusters (ACeS) of the Regional Health Administration of Lisbon and Tagus Valley (ARSLVT). We have noticed that the setting of goals, in terms of external contractualization and its monitoring and follow-up are decisive and help health professionals to define trajectories and performance goals. We also recognize the need to revise baseline indicators by developing them into outcome indicators.
  • Analysis of the attributes of primary health care using the electronic medical records in the city of Rio de Janeiro Artigo

    Soranz, Daniel; Pinto, Luiz Felipe; Camacho, Luiz Antonio Bastos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A epidemiologia desempenha um papel estratégico neste estágio do ciclo de política, contribuindo para o estabelecimento de metas, alocação de recursos e uso de sistemas de informação. Em 2009, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro iniciou uma reforma do modelo de atenção, utilizando como principal influência o conceito de Atenção Primária em Saúde. Este estudo avalia a tendência de indicadores selecionados do “pay-for-performance” que mensuram o processo de cuidado em saúde na APS da cidade. Estudo de painéis repetidos, a partir dos registros administrativos e clínicos dos prontuários eletrônicos no período de 2012 a 2016. Foram escolhidos sete indicadores que analisaram o desempenho longitudinal dentro da meta estabelecida, entre aqueles que representam acesso, longitudinalidade, coordenação do cuidado – atributos da APS, assim como outras características dos serviços como desempenho assistencial e eficiência econômica. Este estudo demonstrou que a descentralização da gestão para níveis mais próximos do usuário é potencialmente exitoso para o registro de dados clínicos, caso seja realizado um adequado monitoramento dos indicadores, auditorias clínicas frequentes e realizado periodicamente um “feedback” aos profissionais de saúde com os dados e indicadores acompanhados.

    Abstract in English:

    Abstract Epidemiology plays a strategic role at this stage of the policy cycle, contributing to goal setting, resource allocation and use of information systems. In 2009, the Municipal Health Secretariat of Rio de Janeiro initiated a reform of the health care model under the main influence the Primary Health Care concept. This study evaluates the trend of selected pay-for-performance indicators that measure the health care process in the city’s PHC. This a study on repeated panels, from the administrative and clinical records of electronic medical records in the period from 2012 to 2016. We selected seven indicators that analyzed longitudinal performance within the established goal, among those that represent access, longitudinality, coordination of care - APS attributes, as well as other characteristics of the services, such as care performance and economic efficiency. This study demonstrated that management decentralization to levels closer to the user is potentially successful for the recording of clinical data under an adequate monitoring of indicators, regular clinical audits and feedback to health professionals, along with data and indicators monitoring.
  • Spatial analysis of Tuberculosis in Rio de Janeiro in the period from 2005 to 2008 and associated socioeconomic factors using micro data and global spatial regression models Artigo

    Magalhães, Monica de Avelar Figueiredo Mafra; Medronho, Roberto de Andrade

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este trabalho analisa o padrão espacial da tuberculose no período de 2005 a 2008 identificando variáveis socioeconômicas relevantes para a ocorrência da doença através de modelos estatísticos espaciais. É um estudo ecológico realizado no Rio de Janeiro com casos novos. Utilizou-se o setor censitário como unidade de análise. Foram calculadas as taxas de incidência e usado o método Bayesiano Empírico Local. Foi constatada a autocorrelação espacial com Índice de Moran e LISA. Usando teste de Spearman, as variáveis com correlação estatisticamente significativas a 5% foram utilizadas nos modelos. No modelo de regressão multivariado clássico as variáveis Proporção de responsável com renda entre 1 e 2 salários-mínimos, Proporção de analfabetos, Proporção de domicílios com pessoas que moram sozinhas e Renda média do responsável se ajustaram melhor. Essas variáveis foram inseridas nos modelos Spatial Lag e Spatial Error e os resultados comparados. O primeiro apresentou os melhores parâmetros: R2 = 0,3215, Log da Verossimilhança = -9228, AIC = 18468 e SBC = 18512. Os métodos estatísticos apresentaram-se eficientes na identificação de padrões espaciais e definição de determinantes da doença dando uma visão da heterogeneidade no espaço, possibilitando uma atuação mais direcionada a populações específicas.

    Abstract in English:

    Abstract The present study analyses the spatial pattern of tuberculosis (TB) from 2005 to 2008 by identifying relevant socioeconomic variables for the occurrence of the disease through spatial statistical models. This ecological study was performed in Rio de Janeiro using new cases. The census sector was used as the unit of analysis. Incidence rates were calculated, and the Local Empirical Bayesian method was used. The spatial autocorrelation was verified with Moran’s Index and local indicators of spatial association (LISA). Using Spearman’s test, variables with significant correlation at 5% were used in the models. In the classic multivariate regression model, the variables that fitted better to the model were proportion of head of family with an income between 1 and 2 minimum wages, proportion of illiterate people, proportion of households with people living alone and mean income of the head of family. These variables were inserted in the Spatial Lag and Spatial Error models, and the results were compared. The former exhibited the best parameters: R2 = 0.3215, Log-Likelihood = -9228, Akaike Information Criterion (AIC) = 18,468 and Schwarz Bayesian Criterion (SBC) = 18,512. The statistical methods were effective in the identification of spatial patterns and in the definition of determinants of the disease providing a view of the heterogeneity in space, allowing actions aimed more at specific populations.
  • Continuity of care from the perspective of users Artigo

    Mendes, Felismina Rosa P.; Gemito, Maria Laurência G. Parreirinha; Caldeira, Ermelinda do Carmo; Serra, Isaura da Conceição; Casas-Novas, Maria Vitória

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste estudo foi analisar a continuidade de cuidados nas Unidades de Saúde no município de Évora (Portugal), na perspetiva dos utentes. Trata-se de um estudo transversal, exploratório e descritivo de abordagem quantitativa, com uma amostra constituída por 342 utentes das unidades de saúde. O instrumento utilizado foi um questionário adaptado de estudos ingleses e espanhóis. Os resultados revelam que foram identificados elementos de continuidade ao nível das diferentes dimensões da continuidade de cuidados - relacional, de gestão, informação e de alguns itens da continuidade flexível. A continuidade longitudinal apresenta os valores mais baixos no atendimento de enfermagem. Como conclusão, destaca-se positivamente, e nas suas diferentes dimensões, a continuidade relacional em que a maioria dos utentes recomendam o seu médico de família e enfermeira a familiares e amigos e a continuidade flexível, que se traduz por reduzidos tempos de espera no atendimento por um médico ou enfermeiro e acessibilidade aos cuidados. Negativamente sobressai o fraco envolvimento do utente nos cuidados, pelos profissionais de saúde, numa das dimensões da continuidade relacional.

    Abstract in English:

    Abstract Continuity of care, in addition to ensuring improvement of the quality of care, contributes to the reduction of health costs. The objective of this study was to analyse the continuity of care in health units in the municipality of Évora (south of Portugal), from the perspective of users. This is across-sectional, exploratory and descriptive study with a quantitative approach, with a sample consisting of 342 users of health units. The instrument was a questionnaire adapted from English and Spanish studies. The results show that elements of continuity were identified in the different dimensions of the continuity of care - relational, management, information and some items of flexible continuity. Longitudinal continuity has the lowest values in nursing care. In conclusion, what stands out positively, and in its different dimensions, is relational continuity, in which most users recommend their family doctor and nurse to family and friends, and flexible continuity, which translates into reduced waiting times to be attended by a doctor or nurse and access to care. What stands out negatively is the weak involvement of the user in care by health professionals, in the dimensions of relational continuity.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br