• Interaction between vitamin A supplementation and chronic malnutrition on child development Free Themes

    Correia, Luciano Lima; Rocha, Hermano Alexandre Lima; Campos, Jocileide Sales; Silva, Anamaria Cavalcante e; Silveira, Dirlene Mafalda Ildefonso da; Machado, Márcia Maria Tavares; Leite, Alvaro Jorge Madeiro; Cunha, Antonio José Ledo Alves da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Duzentos milhões de crianças em idade pré-escolar não estão se desenvolvendo adequadamente. Os atrasos no desenvolvimento estão associados a múltiplos fatores. Este estudo pretende analisar se a suplementação de vitamina A está associada a melhor desenvolvimento e a forma como esse efeito pode ser mediado pelo estado nutricional. Estudo de base populacional com amostra de 8.000 famílias, 1.232 crianças 0-35 meses, no estado do Ceará, Brasil. As variáveis analisadas incluíram desenvolvimento, determinantes nutricionais e fatores de confusão. Os efeitos e as interações foram avaliados utilizando modelos regressivos de Cox. A suplementação de vitamina A foi protetora para atraso no desenvolvimento cognitivo e motor modificado pela interação com o estado nutricional. Crianças suplementadas bem nutridas apresentaram um risco 67% menor de atraso cognitivo (PRR ajustado = 0 33 [0 21-0 53]), já as crianças desnutridas não se beneficiaram (PRR ajustado = 0 97 [0 39-2 40]). A suplementação tem um efeito protetor sobre o desenvolvimento, mas não em crianças desnutridas. Isso sugere que a suplementação é eficaz na promoção do desenvolvimento, especialmente se associada a um esforço para melhorar o estado nutricional infantil, dada a importância desse mediador.

    Abstract in English:

    Abstract 200 million pre-school age children are not developing properly. Delays in child development are associated with multiple factors. This study aims to analyze if vitamin A supplementation is associated with improved development and how this effect could be mediated by nutritional status. Population-based study surveyed a representative sample of 8000 households, 1232 children 0-35 months, in the state of Ceará, Brazil. The variables analysed included child developmental status, nutritional determinants and confounding factors. The main effects and interactions were evaluated using Cox regressive models. Vitamin A supplementation showed protective effect to delay in cognitive and motor development modified by interaction with nutritional status. While well-nourished supplemented children presented a 67% lower risk of cognitive delay (adjusted PRR = 0·33 [0·21–0·53]), stunted children had no benefit from supplementation (adjusted PRR = 0·97 [0·39–2·40]). Vitamin A supplementation has a protective effect on child development, but not in stunted children. This suggests that supplementation is effective in promoting child development, especially if associated to a joint effort to improve the nutritional status of children, given the importance of this mediator.
  • Preference for death at home and associated factors among older people in the city of Belo Horizonte, Brazil Free Themes

    Jorge, Rafaela; Calanzani, Natália; Freitas, Adelaide; Nunes, Rui; Sousa, Liliana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Examinamos as preferências das pessoas para o local da morte e identificamos os fatores associados com a preferência pela morte em casa. Perguntamos para uma amostra representativa (N = 400) de pessoas idosas (≥ 60 anos) residentes da cidade de Belo Horizonte, sobre suas preferências pelo local da morte numa situação de doença grave, com menos de um ano de vida. Os dados foram analisados utilizando regressão binomial para identificar os fatores associados. Indicaram a casa como o local preferido de morte, 52,2%. Cinco variáveis foram associadas à preferência por morte em casa: aqueles que vivem com 1 criança (odds ratio(OR)0,41; intervalo de confiança (CI)95%:0,18-0,92; ref: nenhuma criança); ter até 4 anos de escolaridade (OR0,42; CI95%:0,20-0,89; ref: ensino superior); ser difícil viver com o rendimento atual (OR3,18; CI95%:1,53-6,62; ref: vive confortavelmente); avaliar a sua saúde geral como razoável (OR2,07; CI95%:1,06-4,03; ref: saúde muito boa) e selecionar “escolher quem toma decisões sobre os cuidados” como a prioridade de cuidado mais importante (OR2,43; CI95%:1,34-4,40; ref: morrer no local que se quer). A maioria dos entrevistados expressaram preferência por morrer em casa. No entanto, a maioria dos residentes de Belo Horizonte morre nos hospitais, sugerindo que as preferências não estão sendo consideradas.

    Abstract in English:

    Abstract We examined people’s preferences for place of death and identified factors associated with a home death preference. We asked a representative sample (N = 400) of older people (≥ 60 years) residents in the city of Belo Horizonte, about their preferences for place of death in a situation of serious illness with less than a year to live. Data were analyzed using binomial regression to identify associated factors. 52.2% indicate home as the preferred place of death. Five variables were associated with preference for death at home: those living with 1 child (odds ratio (OR)0.41; 95% confidence interval (CI):0.18-0.92; ref: without children); being in education for up to 4 years (OR0.42; 95% CI:0.20-0.89; ref: higher education); finding it difficult to live with the present income (OR3.18; 95% CI:1.53-6.62; ref: living comfortably); self-assessed fair overall health (OR2.07; 95% CI:1.06-4.03; ref: very good health) and selecting “choosing who makes decisions about your care” as the care priority that would matter to them the most (OR2.43; 95%CI:1.34-4.40; ref: dying in the place you want). Most respondents chose home as preferred place of death. However, most residents of Belo Horizonte die in hospitals, suggesting that preferences are not being considered.
  • Trend of mortality from ischemic heart disease and influenza vaccination in older adults in São Paulo Free Themes

    Bacurau, Aldiane Gomes de Macedo; Ferraz, Rosemeire de Olanda; Donalisio, Maria Rita; Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste artigo é analisar a tendência dos coeficientes de mortalidade por doenças isquêmicas do coração (DIC) nos idosos no estado de São Paulo, entre 1980 e 2012, identificar mudanças na tendência e verificar a relação entre as coberturas da vacinação contra influenza e os referidos coeficientes de mortalidade. Trata-se de um estudo ecológico de série temporal, realizado com dados secundários do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização. Para análise dos dados, utilizaram-se técnicas de correlação, modelos de regressão linear, polinomial e joinpoint regression. Observou-se tendência de queda dos coeficientes de mortalidade por DIC em ambos os sexos, sobremortalidade masculina e redução mais expressiva dos coeficientes no período após a intervenção vacinal. As mudanças estatisticamente significativas encontradas nas tendências não ocorreram em ano coincidente ou próximo do início das campanhas. Para o total de idosos, não foi constatada correlação linear entre os coeficientes de mortalidade e as coberturas vacinais. Outros fatores associados à morbimortalidade dos idosos por DIC podem ter influenciado na tendência.

    Abstract in English:

    Abstract The aim of the present study was to analyze the mortality trend due to ischemic heart disease (IHD) among older adults, identify changes in the trend and determine the correlation with influenza vaccine coverage (2000 to 2012) in the state of São Paulo between 1980 and 2012. An ecological time series study was conducted involving secondary data from Brazilian information systems. Linear and polynomial regression models as well as joinpoint regression were used to estimate the trends. Pearson’s correlation coefficient was used to evaluate the correlation between age-standardized mortality coefficients and vaccine coverage. A decreasing tendency in mortality due to IHD occurred in both sexes, higher mortality rates were found for males and greater reductions were found in the period after the vaccination campaigns. However, no statistically significant changes occurred in the year coinciding with or near the onset of the campaigns. In the overall sample, no evidence of a linear correlation was found between the mortality coefficients and vaccination coverage. Other factors directly associated with morbidity and mortality due to ischemic heart disease may have influenced the trend.
  • Academic migration and marijuana use among undergraduate students: evidences from a sample in southern Brazil Free Themes

    Demenech, Lauro Miranda; Dumith, Samuel C.; Paludo, Simone dos Santos; Neiva-Silva, Lucas

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste estudo foi medir a prevalência de uso de maconha no último mês, seus fatores associados e sua relação com a migração acadêmica entre estudantes de graduação de uma universidade federal do sul do Brasil. Este estudo teve delineamento transversal e os dados foram coletados através de questionário autoaplicável. O método de amostragem foi aleatório sistematizado. Na análise dos dados utilizou-se a regressão de Poisson com ajuste robusto da variância. Participaram do estudo 1.423 graduandos. A prevalência do uso de maconha no último mês foi de 16,8% (IC95% 14,8%-18,8%). Os dados mostraram que quanto maior a distância da cidade anterior ao ingresso na universidade, maior a prevalência de uso de maconha no último mês. Ser do sexo masculino, ter menos idade, estar solteiro, não ter prática religiosa, ter familiar e amigo que já usou alguma droga ilícita e ter usado tabaco no último mês também foram fatores de risco. Entendemos que a migração acadêmica no país tende a diminuir o contato dos alunos com a família e aumentar a vulnerabilidade à influência dos pares, o que pode levar a uma maior probabilidade de uso de maconha nesta amostra. Os resultados ressaltam a importância de desenvolver projetos de prevenção focados neste subgrupo de risco.

    Abstract in English:

    Abstract The aim of this study was to measure the prevalence of marijuana use in the last month, its associated factors and its relationship with academic migration among undergraduate students of a federal university in southern Brazil. This was a cross-sectional study and data were collected through self-administered questionnaire. A systematic sampling process was conducted. To data analyses, it was used Poisson regression with robust adjust for variance. Overall, 1,423 students participated. The prevalence of marijuana use in the last month was 16.8% (95%CI 14.8% to 18.8%). Data showed that the greater the distance of the city prior to university entry, the higher the prevalence of marijuana use in the last month. Being male, having less age, being single, not having religious practices, having relatives and friends who have used any illicit drug, and having tobacco use in the last month were also risk factors. We understand that academic migration within the country tends to decrease students contact with family and increase vulnerability to peer influence, which may lead to a higher probability of marijuana use in this sample. The results highlights the importance to develop projects of illicit drug use prevention focused on this risky subgroup.
ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revscol@fiocruz.br