• Social ecosystem health: confronting the complexity and emergence of infectious diseases Articles

    Possas, Cristina de Albuquerque

    Abstract in Portuguese:

    A emergência e reemergência de doenças infecciosas e sua rápida disseminação em escala global estão desafiando os sistemas nacionais de saúde, em particular nos países em desenvolvimento afetados pela pobreza extrema e pela degradação ambiental. As expectativas de que novas vacinas e medicamentos e a vigilância global contribuiriam para impedir essas tendências têm sido até aqui frustradas pela complexidade da transição epidemiológica, em que pese às perspectivas promissoras da biologia molecular e da engenharia genética. Esse impasse levanta questões cruciais relacionadas às estruturas conceituais que embasam a definição de prioridades, a antecipação de riscos e a transferência dos resultados da ciência e da tecnologia para a sociedade. Este artigo discute essas questões e as limitações das ciências sociais e econômicas, de um lado, e da ecologia, de outro, como principais referências teóricas das ciências da saúde, para enfrentar sozinhas a complexidade desses cenários. A tensão entre esses paradigmas historicamente dissociados é discutida, e uma abordagem transdisciplinar é proposta - ecossistema social e saúde -, incorporando essas distintas perspectivas em um referencial teórico abrangente.

    Abstract in English:

    The emergence and re-emergence of infectious diseases and their rapid dissemination worldwide are challenging national health systems, particularly in developing countries affected by extreme poverty and environmental degradation. The expectations that new vaccines and drugs and global surveillance would help reverse these trends have been frustrated thus far by the complexity of the epidemiological transition, despite promising prospects for the near future in biomolecular research and genetic engineering. This impasse raises crucial issues concerning conceptual frameworks supporting priority-setting, risk anticipation, and the transfer of science and technology's results to society. This article discusses these issues and the limitations of social and economic sciences on the one hand and ecology on the other as the main theoretical references of the health sciences in confronting the complexity of these issues on their own. The tension between these historically dissociated paradigms is discussed and a transdisciplinary approach is proposed, that of social ecosystem health, incorporating these distinct perspectives into a comprehensive framework.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br