• Periodontal infection and adverse pregnancy outcomes: a systematic review of epidemiological studies Review

    Vettore, Mario Vianna; Lamarca, Gabriela de Almeida; Leão, Anna Thereza Thomé; Thomaz, Filipe Brand; Sheiham, Aubrey; Leal, Maria do Carmo

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo desta revisão sistemática foi avaliar os estudos analíticos que relacionaram a doença periodontal como possível fator de risco para desfechos indesejáveis da gestação. Uma busca bibliográfica foi conduzida nas bases de dados MEDLINE, SciELO, LILACS e Banco de Teses da CAPES em dezembro de 2005. Uma revisão sistemática dos estudos epidemiológicos sobre doença periodontal e desfechos indesejáveis da gestação foi feita. Dentre os 964 estudos identificados, 36 preencheram os critérios de inclusão. Vinte e seis estudos encontraram associações entre a doença periodontal e desfechos indesejáveis da gestação. Observou-se uma heterogeneidade entre os estudos em relação ao método de mensuração na doença periodontal e os desfechos indesejáveis da gestação, não sendo possível realizar uma meta-análise. A maioria dos estudos apresentou falta de controle de variáveis de confusão que tornam suas conclusões duvidosas. Assim como suas limitações metodológicas não permitem adequadas conclusões sobre o real efeito da doença periodontal sobre os desfechos da gestação. Uma possível relação causal permanece desconhecida. Estudos analíticos com maior rigor metodológico, empregando medidas confiáveis para avaliar a exposição e o desfecho serão úteis nas pesquisas futuras.

    Abstract in English:

    The objective of this systematic review was to evaluate analytical studies on periodontal disease as a possible risk factor for adverse pregnancy outcomes. A literature search of the MEDLINE, SciELO, and LILACS bibliographic databases and CAPES thesis database was conducted up to December 2005, covering epidemiological studies of periodontal disease and adverse pregnancy outcomes. Of the 964 papers identified, 36 analytical studies met the inclusion criteria. Twenty-six epidemiological studies reported associations between periodontal disease and adverse pregnancy outcomes. There was a clear heterogeneity between studies concerning measurement of periodontal disease and selection of type of adverse pregnancy outcome. Therefore no meta-analysis was performed. Most studies did not control for confounders, thus raising serious doubts about their conclusions. The methodological limitations of most studies did not allow conclusions concerning the effects of periodontal disease on adverse pregnancy outcomes. Larger and methodologically rigorous analytical studies using reliable outcomes and exposure measures are recommended.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br