• Molecular analysis of natural infection of Lutzomyia longipalpis in an endemic area for visceral leishmaniasis in Brazil Nota

    Soares, Maria Regiane Araujo; Carvalho, Cristiane Costa; Silva, Lucileine Amorim; Lima, Mauro Sérgio Cruz Souza; Barral, Aldina Maria Prado; Rebêlo, José Manuel Macário; Pereira, Silma Regina Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste estudo foi investigar a infecção natural por Leishmania chagasi em flebotomíneos capturados em focos de leishmanioses visceral (LV) na ilha de São Luís, Maranhão, Brasil. Análise molecular por reação em cadeia da polimerase (PCR) foi aplicada para determinar a taxa de infecção natural de Lutzomyia longipalpis por L. chagasi em áreas de ocupação humana antiga e recente, na ilha de São Luís. Valendo-se de uma amostra de 800 fêmeas coletadas no período de março a agosto de 2005, foi possível determinar taxas de infecção natural equivalentes a 1,25% em uma localidade de colonização antiga e 0,25% em duas localidades de colonização recente. A infecção foi detectada nas duas localidades independentemente do número de casos humanos de LV notificados, o que demonstra que outros elementos que modulam a infecção no meio natural precisam ser investigados. Os resultados obtidos confirmam a PCR como técnica específica e importante ferramenta para as ações em vigilância epidemiológica.

    Abstract in English:

    The main purpose of this study was to investigate natural infection by Leishmania chagasi in female sand flies in a visceral leishmaniasis (VL) focus on São Luís Island, Maranhão State, Brazil. Molecular analysis by polymerase chain reaction (PCR) was applied to determine the rate of natural infection of Lutzomyia longipalpis by L. chagasi in areas of old and recent human settlement on São Luís Island. Based on a sample of 800 female specimens captured from March to August 2005, the natural infection rate was 1.25% in an area of old settlement and 0.25% in two recently settled areas. Infection of L. longipalpis was detected in both areas, regardless of the number of reported human VL cases, indicating that other factors modulating infection in the wild need to be investigated. The results confirm PCR as a specific technique and an important tool for epidemiological surveillance.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br