• The impact of mortality from external causes on human development in the Brazilian borderland Nota

    Castro, José Marcelo de; Rodrigues-Júnior, Antonio Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Neste artigo estima-se a influência de óbitos por causas externas no desenvolvimento na Faixa de Fronteira Brasileira, mensurado pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), entre 2000 e 2005. Os dados obtidos em órgão oficiais do Brasil foram combinados por meio da metodologia definida pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, revelando a situação do IDH nas condições de fato. Subsequentemente, foram desconsiderados os óbitos por causas externas para estimar sua influência no índice, recalculando-se a expectativa de vida utilizando a técnica de causas competitivas. Observou-se que o IDH nas condições de fato apresenta um gradual aumento no sentido Norte-Sul, com as regiões mais desenvolvidas concentrando-se no Sul, o que se apresenta em concordância com outros estudos que utilizam outros conjuntos de indicadores socioeconômicos. Ao desconsiderar os óbitos por causas externas, os maiores ganhos foram apresentados nas regiões onde os IDH (nas condições de fato) eram menores e a magnitude dos ganhos reduziu-se em direção do Sul.

    Abstract in English:

    This article estimates the impact of mortality from external causes on the human development index (HDI) along the Brazilian borderland from 2000 to 2005. Data obtained from Brazilian government agencies were combined using the methodology defined by the United Nations Development Program, revealing the HDI according to actual conditions. Subsequently, deaths from external causes were excluded in order to estimate their impact on the index, recalculating life expectancy using the technique of competing causes. HDI showed a gradual increase from North to South, with the most developed regions concentrated in the South, consistent with studies using other sets of economic indicators. By excluding mortality from external causes, the highest gains appeared in regions where the HDI (under actual conditions) were lower, and the magnitude of gains declined towards the South.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br