• Accuracy of the Composite International Diagnostic Interview (CIDI 2.1) for diagnosis of post-traumatic stress disorder according to DSM-IV criteria Article

    Quintana, Maria Inês; Mari, Jair de Jesus; Ribeiro, Wagner Silva; Jorge, Miguel Roberto; Andreoli, Sergio Baxter

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste artigo foi estudar a validade concorrente da seção de transtorno de estresse pós-traumático do CIDI 2.1 critérios DSM IV, utilizando o Structured Clinical Interview (SCID) como padrão-ouro, e comparar o diagnóstico de TEPT entre CID-10 e DSM IV. O CIDI foi aplicado por entrevistadores leigos treinados e o SCID por uma psicóloga. A amostra foi composta por sujeitos da comunidade e de um ambulatório de especialidade psiquiátrica. Sessenta e sete sujeitos completaram ambos os questionários. O coeficiente kappa foi de 0.46 ao comparar DSM IV com a SCID. A validade diagnóstica usando critérios do DSM IV foi de: sensibilidade = 51.5%, especificidade = 94.1%, valor preditivo positivo = 89.5%, valor preditivo negativo = 66.7%, taxa de classificação incorreta = 26.9%. O CIDI 2.1 apresentou valores baixos para os coeficientes de validação de TEPT usando os critérios do DSM IV ao comparar com o SCID. A principal causa de discordância foi o grande número de casos falsos negativos devido aos sintomas de significância clínica e sintomas de evitação.

    Abstract in English:

    The objective was to study the accuracy of the post-traumatic stress disorder (PTSD) section of the Composite International Diagnostic Interview (CIDI 2.1) DSM-IV diagnosis, using the Structured Clinical Interview (SCID) as gold standard, and compare the ICD-10 and DSM IV classifications for PTSD. The CIDI was applied by trained lay interviewers and the SCID by a psychologist. The subjects were selected from a community and an outpatient program. A total of 67 subjects completed both assessments. Kappa coefficients for the ICD-10 and the DSM IV compared to the SCID diagnosis were 0.67 and 0.46 respectively. Validity for the DSM IV diagnosis was: sensitivity (51.5%), specificity (94.1%), positive predictive value (9.5%), negative predictive value (66.7%), misclassification rate (26.9%). The CIDI 2.1 demonstrated low validity coefficients for the diagnosis of PTSD using DSM IV criteria when compared to the SCID. The main source of discordance in this study was found to be the high probability of false-negative cases with regards to distress and impairment as well as to avoidance symptoms.
  • Environmental pollutants and stroke-related hospital admissions Article

    Nascimento, Luiz Fernando Costa; Francisco, Juliana B.; Patto, Marielle Beatriz R.; Antunes, Angélica M.

    Abstract in Portuguese:

    Alguns dos efeitos da poluição ambiental na saúde humana são conhecidos, destacando aqueles nos sistemas respiratório e cardiovascular. Este trabalho tem por objetivo estimar esses efeitos na gênese das internações por acidente vasculoencefálico. Foi um estudo ecológico realizado com dados de internações da cidade de São José dos Campos, São Paulo, Brasil, relativos aos diagnósticos de acidente vascular cerebral, entre 1º de janeiro de 2007 e 30 de abril de 2008. Os poluentes estudados foram material particulado, dióxido de enxofre e ozônio. Utilizando-se de modelo linear generalizado da regressão de Poisson, foi possível identificar exposição ao material particulado, no mesmo dia, como associado à internação por acidente vasculoencefálico (RR = 1,013; IC95%: 1,001-1,025). O aumento de 10µg/m3 desse poluente aumenta o risco de internação em 12% (RR = 1,137; IC95%: 1,014-1,276). Assim, foi possível identificar o material particulado, no modelo multipoluente, como associado à internação por acidente vasculoencefálico numa cidade de porte médio, como São José dos Campos.

    Abstract in English:

    Some effects of environmental pollution on human health are known, especially those affecting the respiratory and cardiovascular systems. The current study aimed to estimate these effects on the production of hospital admissions for stroke. This was an ecological study using hospital admissions data in São José dos Campos, São Paulo State, Brazil, with diagnosis of stroke, from January 1, 2007, to April 30, 2008. The target pollutants were particulate matter, sulfur dioxide, and ozone. Use of a Poisson linear regression model showed that same-day exposure to particulate matter was associated with hospitalization for stroke (RR = 1.013; 95%CI: 1.001-1.025). An increase of 10µg/m³ in this pollutant increased the risk of hospitalization by 12% (RR = 1.137; 95%CI: 1.014-1.276). In the multi-pollutant model, it was thus possible to identify particulate matter as associated with hospitalization for stroke in a medium-sized city like São José dos Campos.
  • The epidemic wave of influenza A (H1N1) in Brazil, 2009 Article

    Codeço, Cláudia Torres; Cordeiro, Josiane da Silva; Lima, Arthur Weiss da Silva; Colpo, Rodrigo Amarante; Cruz, Oswaldo Gonçalves; Coelho, Flavio Codeço; Luz, Paula Mendes; Struchiner, Claudio José; Barros, Fernando Ribeiro de

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo descreve a primeira onda de influenza A (H1N1) no Brasil, um país que se estende entre as latitudes 5ºN e 34ºS, caracterizado por climas tropicais e subtropicais, com distribuição populacional heterogênea e intensa urbanização ao longo da costa e na região sul-sudeste. Nossa análise indica grande variação geográfica nas taxas de ataque no país, com efeitos longitudinais e variação na taxa de detecção. Dois estados foram responsáveis por 73% de todos os casos registrados: São Paulo e Paraná. O número reprodutivo em tempo real demonstra que a transmissibilidade se sustentou no país desde maio de 2009 até pelo menos agosto de 2009. Este trabalho por fim discute os desafios de estudar e monitorar doenças emergentes de sintomatologia inespecífica, como a influenza, e a adequação do sistema de vigilância.

    Abstract in English:

    This study describes the main features of pandemic influenza A (H1N1) in Brazil during 2009. Brazil is a large country that extends roughly from latitudes 5ºN to 34ºS. Brazil has tropical and sub-tropical climates, a heterogeneous population distribution, and intense urbanization in the southern portions of the country and along its Atlantic coast. Our analysis points to a wide variation in infection rates throughout the country, and includes both latitudinal effects and strong variations in detection rates. Two states (out of a total of 23) were responsible for 73% of all cases reported. Real time reproduction numbers demonstrate that influenza transmission was sustained in the country, beginning inMay of 2009. Finally, this study discusses the challenges in understanding the infection dynamics of influenza and the adequacy of Brazil's influenza monitoring system.
  • Income transfer policies and the impacts on the immunization of children: the Bolsa Família Program Article

    Andrade, Mônica Viegas; Chein, Flávia; Souza, Laetícia Rodrigues de; Puig-Junoy, Jaume

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo investiga os impactos do Programa Bolsa Família na imunização de crianças de 0 a 6 anos no Brasil e grandes regiões. O Bolsa Família é um programa de transferência condicional de renda. Uma das condicionalidades do Programa Bolsa Família é a atualização do calendário vacinal preconizado pelo Ministério da Saúde. A avaliação é realizada utilizando a técnica do Matching com escore de propensão. Os dados utilizados são da pesquisa conduzida em 2005 para avaliar o programa Pesquisa de Avaliação de Impacto do Programa Bolsa Família. Os principais resultados mostram que o Bolsa Família não afetou o status de imunização das crianças em 2005.

    Abstract in English:

    This paper investigates the impact of the Bolsa Família Program on the immunization of children from 0 to 6 years of age in Brazil and its regions. The Bolsa Família program is a conditional cash transfer program. One of its conditionalities is the compliance of children with the immunization schedule ordered by the Ministry of Health. The evaluation was performed using the Propensity Score Matching technique. We used data from a survey conducted in 2005 evaluating the program - Pesquisa de Avaliação de Impacto do Programa Bolsa Família. The main findings suggest that the Bolsa Família Program does not affect the immunization status of children.
  • Drug use among street children and adolescents: what helps? Article

    Moura, Yone Gonçalves de; Sanchez, Zila M.; Opaleye, Emérita S.; Neiva-Silva, Lucas; Koller, Silvia H.; Noto, Ana R.

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do estudo foi verificar fatores associados ao uso frequente e pesado de drogas entre adolescentes em situação de rua no Brasil. Estudo transversal com amostra representativa nacional de 2.807 crianças e adolescentes (10-18 anos). Foi usado um questionário da Organização Mundial da Saúde adaptado para o Brasil e análise dos dados, modelo de regressão logística. Fatores inversamente associados ao uso frequente e pesado de drogas: faixa etária entre 9-11 anos (OR = 0,1); frequentar escola (OR = 0,3); permanecer entre 1 e 5 horas na rua (OR = 0,3 e 0,4); não dormir na rua (OR = 0,4); estar na rua há menos de um ano (OR = 0,4); manter algum vínculo familiar (OR = 0,5); permanecer na rua com algum membro da família (OR = 0,6); não ter sofrido violência doméstica (OR = 0,6); gênero feminino (OR = 0,8). Todas essas variáveis apresentaram p < 0,05. Os achados sugerem que ser mais jovem, ficar menos tempo na rua e manter vínculos com escola e família são importantes fatores de proteção para essa população quanto ao uso frequente e pesado de drogas. Esses são fatores importantes na formulação de políticas públicas para essa população.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to investigate factors associated to frequent and heavy drug use among street children and adolescents aged 10 to 18 years. A sample of 2,807 street children and adolescents from the 27 Brazilian state capital cities was analyzed. A World Health Organization questionnaire for non-students was adapted for use in Brazil. Data analysis was performed using logistic regression and decision tree models. Factors inversely associated with frequent and heavy drug use were: being age nine to 11 years (OR = 0.1); school attendance (OR = 0.3); daily time (one to five hours) spent on the streets (OR = 0.3 and 0.4); not sleeping on the streets (OR = 0.4); being on the streets for less than one year (OR = 0.4); maintenance of some family bonds (OR = 0.5); presence on the streets of a family member (OR = 0.6); not suffering domestic violence (OR = 0.6); being female (OR = 0.8). All of these variables were significant at the p < 0.05 level. The findings suggest that being younger, having family bonds and engagement in school are important protective factors that affect drug use among this population and should be considered in the formulation of public policies.
  • Perinatal and early adulthood factors associated with adiposity Article

    Simões, Vanda Maria Ferreira; Barbieri, Marco Antonio; Silva, Antonio Augusto Moura da; Batista, Rosangela Fernandes Lucena; Alves, Maria Teresa Seabra Soares de Britto e; Cardoso, Viviane Cunha; Veloso, Helma Jane Ferreira; Bettiol, Heloisa

    Abstract in Portuguese:

    Utilizou-se o índice de massa corporal (IMC) e a circunferência de cintura (CC) para avaliar se alguns fatores perinatais e da vida adulta se associam com adiposidade na vida adulta jovem. Trabalhou-se com a hipótese de que os fatores de risco diferem entre homens e mulheres e também são diferentes quando a CC é utilizada como medida de adiposidade em vez do IMC. Realizou-se estudo longitudinal baseado em 2.063 pessoas da coorte de nascimentos de 1978/1979 de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Foi feito ajuste sequencial em quatro modelos de regressão linear múltipla, estratificados por sexo. Tanto variáveis do início da vida como atuais interferiram no IMC e na CC. As associações foram diferentes para homens e mulheres, e também quando se considerou o IMC ou a CC. Homens e mulheres que vivem com companheira(o) e homens que têm consumo elevado de gordura e álcool apresentam maiores valores de IMC e de CC. As diferenças encontradas podem apontar para estilos de vida diferentes de homens e mulheres, sugerindo que as políticas de prevenção também precisam traçar estratégias diferenciadas segundo gênero.

    Abstract in English:

    We used body mass index (BMI) and waist circumference (WC) as fat indicators to assess whether perinatal and early adulthood factors are associated with adiposity in early adulthood. We hypothesized that risk factors differ between men and women and are also different when WC is used for measuring adiposity as opposed to BMI. We conducted a longitudinal study based on a sample of 2,063 adults from the 1978/1979 Ribeirão Preto birth cohort. Adjustment was performed using four sequential multiple linear regression models stratified by sex. Both perinatal and early adulthood variables influenced adulthood BMI and WC. The associations differed between men and women and depending on the measure of abdominal adiposity (BMI or WC). Living with a partner, for both men and women, and high fat and alcohol intake in men were factors that were consistently associated with higher adulthood BMI and WC levels. The differences observed between sexes may point to different lifestyles of men and women, suggesting that prevention policies should consider gender specific strategies.
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br