Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 1, Issue: 1, Published: 1998
  • Editorial

    Carvalheiro, José da Rocha
  • Breast- feeding, bottle- feeding and the type 1 diabetes mellitus: examining the evidences

    Gimeno, Suely Godoy Agostinho; Souza, José Maria Pacheco de

    Abstract in Portuguese:

    A etiologia do diabetes mellitus tipo 1 (DM1) envolve tanto herança genética como a exposição a fatores ambientais. Evidências de estudos epidemiológicos e experimentais sugerem que a dieta pode ser importante na etiopatogenia dessa doença. Em 1984, Borch-Johnsen e col. sugeriram, com base nos resultados de um estudo caso-controle, que o leite materno seria um fator de proteção para o DM1; esse efeito se daria devido às propriedades anti-infecciosas desse tipo de leite, ou pelo fato de que a amamentação ao seio evitaria que as crianças pudessem ser precocemente expostas a outros agentes etiológicos contidos nos substitutos do leite materno. Esses mesmos achados foram poste-riormente encontrados em diversos estudos, mas o papel do leite materno no aparecimento do DM1 ainda permanece controverso. Em 1992, Karjalainen e col., ao compararem os soros de indivíduos com e sem DM1, observaram, entre os diabéticos, altas concentrações de anticorpos anti-albumina bovina. Os autores postularam a hipótese de que a albumina bovina poderia atuar como desencadeadora do processo destrutivo das células ß do pâncreas e, conseqüentemente, do diabetes. Resultados conflitantes foram observados nas publicações que se sucederam a essa. Neste artigo, resumem-se e discutem-se os achados de diferentes pesquisadores que investigaram a importância desses fatores dietéticos para o aparecimento do DM1.

    Abstract in English:

    The aetiology of type 1 diabetes mellitus (DM1) includes genetic heritage and environmental exposure. Evidence from animal and epidemiological studies suggests that some diet components may play a role in the aetiology of DM1. In 1984, Borch-Johnsen et al. suggested, based on a case-control study, that breast-feeding was a protective factor for DM1, probably due its anti-infectious properties or because breast-feeding delays exposure to other etiologic agents in the diet. Afterwards, the same results were found in several studies but the role of breast milk in the development of DM1, is still subject to controversy. In 1992, Karjalainen et al., compared the blood serum of subjects with and without DM1 and they observed a higher concentration of anti-bovine albumin antibodies among diabetic subjects. The authors suggested that bovine albumin could act as a trigger of the destructive process of the pancreas and, in this way, lead to diabetes; discordant results have been observed in the literature since then. In this paper, we summarise and discuss the results found in different studies on dietary factors and DM1.
  • Epidemiology and scientific knowledge

    Barata, Rita Barradas

    Abstract in Portuguese:

    Todo conhecimento, seja ele oriundo do cotidiano ou das interpretações mágicas, religiosas, filosóficas, científicas ou artísticas da realidade, tem sua origem em problemas práticos. Desde a Antigüidade o homem preocupou-se com as doenças e suas causas. Entretanto, os saberes referentes ao processo saúde-doença em sua dimensão coletiva só ultrapassam o limiar de positividade , isto é, só se individualizam como prática discursiva, no século XVII, quando as noções de população, Estado e coletivo ganham significado social. Tais saberes, entretanto, não caracterizam ainda uma disciplina científica com seu conjunto particular de enunciados, normas de verificação e coerência. A superação do limiar de epistemologização só se dará no século XIX, com a incorporação de cálculos estatísticos, formulação de taxas, desenvolvimento de teorias de causalidade e elaboração dos métodos de investigação. Na primeira metade do século XX observa-se a transição da disciplina para a ciência epidemiológica, marcada pela incorporação de instrumentos analíticos da Bioestatística, explicitação do caráter coletivo do objeto e sistematização dos métodos. Atualmente vive-se nova etapa de transição para o limiar de formalização.

    Abstract in English:

    All knowledge, whether routine or based upon magical, religious, philosophical, scientific or artistic interpretations of reality, originates from practical problems. Since ancient times man has been concerned with diseases and their causes. Nevertheless, knowledge of the health-disease process in its collective sense, only crosses the threshold of positivity, that is to say, it only stands out as a discoursal practice, in the 17th century when the ideas of population, State and collectivity gain social significance. This knowledge, however, does not yet characterize a scientific discipline with its own set of enunciations, rules of investi-gation and coherence. The epistemological threshold will only be crossed in the 19th century with the use of statistics, rates, development of causal theories and definition of research methods. In the first half of the 20th century the transition of the discipline towards epidemiological science occurs by using analytical instruments such as statistics, defining the collective character of the object, and the systematization of methods. The current stage is the transition towards the threshold of formalization.
  • Relevance of under and overnutrition in different social classes: methods and application to the Brazilian population

    Mondini, Lenise; Monteiro, Carlos Augusto

    Abstract in Portuguese:

    Buscou-se construir critérios de mesma especificidade no diagnóstico da desnutrição e da obesidade, de modo a produzir estimativas comparáveis para a prevalência desses eventos em distintos estratos socioeconômicos da população brasileira infantil e adulta. A fonte primária de dados é a Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição - PNSN, estudo do tipo transversal de base domiciliar, realizado no país em 1989. Foram considerados o conjunto das mulheres adultas estudadas pela PNSN, com idades entre 18 e 64 anos (n=15.669), o conjunto dos homens adultos com idades entre 20 e 64 anos (n=14.235) e o conjunto das crianças com idade entre 6 e 35 meses (n=3.641). Na avaliação do estado nutricional dos adultos empregou-se o Índice de Massa Corporal (kg/m²) e, na avaliação infantil, os índices peso/idade e peso/altura. Os percentis 5 e 95 da distribuição desses índices em uma população de referência foram utilizados como níveis críticos para o diagnóstico, respectivamente, da desnutrição e da obesidade. Os resultados obtidos evidenciam, entre outros aspectos, que a desnutrição infantil mostra-se controlada (prevalências muito baixas) mesmo em estratos da população com níveis muito modestos de renda familiar, enquanto a obesidade em mulheres adultas constitui problema de Saúde Pública (altas prevalências), mesmo para famílias situadas abaixo da linha da pobreza extrema. Tais evidências indicam a necessidade de se rever os modelos de causalidade tradicionalmente admitidos no país para a desnutrição e para a obesidade, ao mesmo tempo em que apontam a urgência de uma ampla revisão das prioridades e das estratégias de intervenção da Saúde Pública brasileira, no campo da nutrição.

    Abstract in English:

    The search for criteria of the same specificity in the diagnosis of both undernutrition and obesity is the main objective of this study. The selected criteria are applied to data collected by a nation-wide cross-sectional anthropometric survey undertaken in Brazil in 1989 as to produce comparable estimates for the prevalence of undernutrition and obesity in different socioeconomic strata. The study included 20-64 year-old male adults (n=14,235), 18-64 year-old female adults (n=15,669), and 6-35 month-old children (n=3.641). Body Mass Index (kg/m²) was employed to assess nutritional status of adults and weight-for-age and weight-for-height indices were used for children. The 5th and 95th centiles of the distribution of these indices in a reference population were used as limits for the diagnosis of undernutrition and obesity, respectively. These results challenge the common belief that undernutrition is a relevant problem for the poor population, and that obesity only affects affluent strata. The need for an urgent revision of national public health nutrition priorities and interventions is stressed.
  • Breast-feeding trends between 1970 and 1980 in Brazil

    Venancio, Sonia Isoyama; Monteiro, Carlos Augusto

    Abstract in Portuguese:

    A prática da amamentação sofreu um declínio em todo o mundo, levando a conseqüências desastrosas para a saúde das crianças e suas mães. A partir da década de 70 iniciou-se um verdadeiro movimento mundial para o retorno à amamentação, sendo que no Brasil, estudos realizados em algumas cidades indicam o possível sucesso deste movimento no País. Este estudo teve por objetivo descrever a trajetória recente do aleitamento materno no Brasil, em diferentes estratos populacionais, compa-rando duas pesquisas nacionais (ENDEF/75 e PNSN/89). Empregou-se a análise de probitos, que permite estimar freqüências da amamentação a partir de regressões lineares ponderadas, utilizando o teste de aderência de Kolmogorov-Smirnov para verificar a adequação dos modelos obtidos. Verificou-se uma expansão considerável da prática da amamentação no País. Esta tedência ocorreu em todos os estratos da população, porém o aumento da prática da amamentação foi mais acentuado na área urbana, na região Centro-Sul do país, entre as mulheres de maior poder aquisitivo e de maior escolaridade.

    Abstract in English:

    Breast-feeding practices have declined all over the world, negatively affecting the health of children and mothers. Since the 70's, worldwide activities for reviving breast-feeding were developed, but there are no studies of this trend in Brazil with national representative data. The present study had the objective of describing recent trends of breast-feeding practices in Brazil, in different populational subgroups, by comparing two national surveys carried out in 1975 e 1989. Probit analysis was used to estimate the prevalences of breast-feeding, by linear regression, using the Kolmogorov-Smirnov test to verify the adequacy of the obtained models. Breast-feeding practices considerably increased in Brazil, specially in the urban area, among women of the central-southern regions of the country, with higher per capita family income, and more years of schooling.
  • Incidence and risk factors for tuberculosis in Pelotas, a city in the South of Brazil

    Menezes, Ana M. B.; Costa, Juvenal Dias da; Gonçalves, Helen; Morris, Saul; Menezes, Marcelo; Lemos, Soila; Oliveira, Ricardo K.; Palma, Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se medir a incidência e avaliar fatores de risco para tuberculose, em adultos de Pelotas. Os casos foram detectados na "Secretaria Municipal da Saúde e Bem Estar" (Centro de Saúde), no período de junho de 1994 a junho de 1995. Concomitante, controles populacionais, pareados por sexo e idade, eram sorteados e aplicado o mesmo questionário aos casos e controles. A incidência notificada de tuberculose foi de 72,4/100.000 habitantes. A análise estatística bruta mostrou os seguintes odds ratios: 10,8 (classe social E), 5,4 (renda familiar < 1 salário mínimo) e 6,6 (analfabetos). O risco em pessoas de cor não branca foi de 4,7; aglomeração e contato com tuberculose apresentaram respectivamente riscos de 3,1 e 5,3. Alcoolismo mostrou um risco de 4,3 e os portadores de doenças associadas à tuberculose um risco de 3,6; as variáveis história de diabete e moradia próxima a pedreiras não se mostraram associadas com tuberculose. Os trabalhadores de pedreiras apresentaram um risco de 4,0. Na análise por regressão logística condicional, as seguintes variáveis permaneceram, após ajuste para fatores de confusão, significativamente associadas com tuberculose: contato com tuberculose (OR=8,2), alcoolismo (OR=4,0), trabalho em pedreira (OR=4,7) e cor não branca (OR=3,1). Conclui-se que a incidência de tuberculose em Pelotas é muito elevada e que a maioria dos fatores de risco são passíveis de prevenção ou redução.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to evaluate the incidence and risk factors for tuberculosis, in adults from Pelotas. Cases were recruited in the Sanitary Unit of Tuberculosis (June/1994 to June/1995). At the same time, population controls matched by sex and age were randomly selected, and the same questionnaire was applied for cases and controls. The notified incidence of tuberculosis in Pelotas was 72.4/100.000 inhabitants. Statistical analysis showed the following crude odds ratios: 10.8 (social class E), 5.4 (family income < 1 minimum salary) and 6.6 (illiterate people). The risk for non-whites was 4.7; crowding and history of contact with tuberculosis presented risks of 3.1 and 5.3, respectively. Alcoholism presented a risk of 4.3 and diseases associated with tuberculosis presented a risk of 3.6; history of diabetes and living near mines did not show an association with tuberculosis. Mine workers had a risk of 4.0. In the multivariate analysis using conditional logistic regression the following risks remained statistically significant after controlling for confounding factors: contact with tuberculosis (8.2), alcoholism (4.0), mine worker (4.7) and non-white (3.1). The incidence of tuberculosis in Pelotas is very high and most risk factors are preventable and can be reduced.
  • "Grow and multiply": social development, birth rates and demographic transition in the Municipality of São Paulo, Brazil, time-series for 1901-94

    Antunes, José Leopoldo Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Foram construídas as séries temporais relativas ao coeficiente padronizado de mortalidade, razão de mortalidade proporcional de Swaroop e Uemura, coeficiente de mortalidade infantil, coeficiente de mortalidade fetal, esperança de vida ao nascer e coeficiente de natalidade para a cidade de São Paulo, SP, Brasil, de 1901 a 1994. Com o intuito de determinar sua variação estrutural, procedeu-se as análises estatísticas de modelo, previsão e correlação dessas medidas. Procurou-se associar os resultados obtidos aos principais fenômenos socioeconômicos do período, em um esforço de compreensão dos movimentos populacionais na cidade. Foram sublinhados o caráter tardio e vagaroso do processo de transição demográfica na cidade. Concluiu-se que os procedimentos analíticos de séries temporais são eficientes para o estudo de medidas demográficas, em diferentes sentidos: por permitir a aplicação da metodologia estatística às ciências humanas, superando dificuldades inerentes a esses valores, como a auto-correlação serial, a heteroscedasticidade, a multicolinearidade e a não normalidade da distribuição dos resíduos de regressão; por integrar a análise quantitativa à interpretação histórica dos fenômenos abordados; por projetar estimativas quanto às tendências de comportamento futuro das variáveis analisadas e por sistematizar a metodologia para aplicação em estudos ulteriores de pesquisa social.

    Abstract in English:

    This study reports the construction of time-series related to standardized mortality rate, proportional mortality ratio of Swaroop and Uemura, infant mortality rate, fetal death rate, expectation of life at birth and birth rate for the city of São Paulo, SP, Brazil, from 1901 to 1994. In order to determine the structural variation of these measures, the model, forecast and correlation of these series were submitted to statistical analysis. The results obtained were compared to the historical analysis of the major socioe-conomic phenomena during this period in an effort to explain populational movements in the city, with emphasis on the slow and late nature of the process of demographic transition in the city. It was concluded that time-series analysis for demographic measures is efficient in many ways: by allowing the application of statistical methodology to the human sciences, by passing the difficulties inherent in the characteristics of these values (serial correlation, heteroscedasticity, multicollinearity and non-normality of forecast error distribution), by integrating quantitative analysis with the historical interpretation of the phenomena approached, by projecting estimates of future trends on the basis of the behavior of the variables analyzed, and by systematizing the methodology for application in future studies of social research.
  • The relationship between the use of primary health care and infant health status at 12 months in a Brazilian community

    Moura, Erly Catarina

    Abstract in Portuguese:

    Com a aprovação da nova Constituição Brasileira, em 1988, o país vem implementando políticas e práticas de atenção à saúde que reforçam o papel das Unidades Básicas como porta de entrada ao Sistema de Saúde. Todavia, até o momento nenhum estudo sobre a avaliação destas políticas e práticas sobre o estado de saúde de crianças foi realizado. Assim, estudo tipo coorte foi desenvolvido com o objetivo de avaliar os efeitos da atenção pediátrica no estado de saúde de 85 crianças, menores de 1 ano de idade, residentes no Município de Campinas, Estado de São Paulo. As crianças foram classificadas em "sadias", se não apresentassem mais do que 3 doenças durante o primeiro ano de vida, ou "doentes", caso apresentassem 4 ou mais doenças durante o ano. A atenção pediátrica foi considerada "contínua", se a criança iniciasse a puericultura no primeiro mês de vida e apresentasse número e espaçamento de consultas de acordo com a recomendação da Secretaria Municipal de Saúde, ou "fragmentada", caso contrário. Quarenta por cento das crianças foram classificadas como doentes e 89,4% recebiam atenção fragmentada. Associa-ção entre atenção fragmentada e doença foi positiva (p=0,003) conforme análise bivariada. Após o ajuste das demais variáveis estudadas por regressão logística, a idade materna e a concentração de pessoas por quarto foram os melhores preditores do estado de saúde. Observa-se, ainda, relação entre baixo nível socioeconômico, acesso inadequado aos serviços de saúde e doença. Conclui-se que a transição para um modelo de saúde baseado na eqüidade e na justiça social ainda é lenta e difícil.

    Abstract in English:

    The Brazilian government has been implementing health care policies that emphasize primary health care since 1988. Yet, to date, no study has examined the effects of the policies on children. A cohort study assessed the effects of primary care on the health status of 85 twelve-month-old infants residing in a neighborhood of São Paulo. Infants were classified as "healthy" if they had been ill no more than three times during the first year, or "ill" if they had been ill at least four times. Primary pediatric care was considered either "continuous" or "fragmented". Continuous care was defined as starting care in the first month after birth and following the guidelines of the Health Secretariat of the City as to the number and interval of medical appointments. Otherwise, the infant was defined as receiving fragmented care. Forty percent of infants were classified as ill, and 89.4% were classified as receiving fragmented care. A bivariate analysis showed an association between fragmented care and illness (p=0.003). After adjusting for other variables, health status was predicted by maternal age and number of persons per room. The results show a relationship between low socio-economic status, inadequate access to care, and illness. The transition towards an equitable primary care system in Brazil is slow and challenging.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br