Revista Brasileira de Epidemiologia, Volume: 16, Issue: 2, Published: 2013
  • Characterization of population exposure to organochlorines: a cluster analysis application Artigos Originais

    Guimaraes, Raphael Mendonca; Asmus, Carmen Ildes Rodrigues Froes; Burdorf, Alex

    Abstract in Portuguese:

    O presente trabalho objetivou apresentar os resultados da aplicação da análise de agrupamento (cluster) para a caracterização da exposição a organoclorados, através de variáveis relacionadas ao tempo e à dose de exposição. Características de 354 sujeitos de uma população exposta a resíduos de pesticidas organoclorados relacionadas ao tempo e à dose de exposição foram submetidas à análise de cluster para separá-las em subgrupos. Foi realizada a análise de cluster hierárquico. Para avaliar a precisão da classificação, foram comparadas a variabilidade intragrupo e a variabilidade inter-grupos através do teste de ANOVA para cada dimensão. A estratégia de agregação foi realizada pelo método de Ward. Para criação dos clusters, foram comparadas as variáveis associadas à exposição e às rotas de contaminação. As informações referentes às doses estimadas de ingesta do composto foram usadas para ponderar os valores de tempo de exposição a cada uma das rotas, de forma a obter valores proxy de intensidade de exposição. Os resultados indicaram 3 clusters: o cluster 1 (n = 45), com características de maior exposição; o cluster 2 (n = 103), de exposição intermediária, e o cluster 3 (n = 206), de menor exposição. As análises bivariadas realizadas com os grupos evidenciaram que são grupamentos com diferença estatisticamente significativa. Este estudo evidenciou a aplicabilidade da análise de cluster para categorizar populações expostas a organoclorados, e aponta para a relevância de estudos tipológicos que possam contribuir para uma melhor classificação de sujeitos expostos a agentes químicos, condição típica dos estudos de epidemiologia ambiental, para uma mais ampla compreensão dos aspectos etiológicos, preventivos e terapêuticos da contaminação.

    Abstract in English:

    This study aimed to show the results from a cluster analysis application in the characterization of population exposure to organochlorines through variables related to time and exposure dose. Characteristics of 354 subjects in a population exposed to organochlorine pesticides residues related to time and exposure dose were subjected to cluster analysis to separate them into subgroups. We performed hierarchical cluster analysis. To evaluate the classification accuracy, compared to intra-group and inter-group variability by ANOVA for each dimension. The aggregation strategy was accomplished by the method of Ward. It was, for the creation of clusters, variables associated with exposure and routes of contamination. The information on the estimated intake doses of compound were used to weight the values of exposure time at each of the routes, so as to obtain values proxy exposure intensity. The results showed three clusters: cluster 1 (n = 45), characteristics of greatest exposure, the cluster 2 (n = 103), intermediate exposure, and cluster 3 (n = 206), less exposure. The bivariate analyzes performed with groups that are groups showed a statistically significant difference. This study demonstrated the applicability of cluster analysis to categorize populations exposed to organochlorines and also points to the relevance of typological studies that may contribute to a better classification of subjects exposed to chemical agents, which is typical of environmental epidemiology studies to a wider understanding of etiological, preventive and therapeutic contamination.
  • A ocorrencia da dengue e variacoes meteorologicas no Brasil: revisao sistematica Artigos Originais

    Viana, Dione Viero; Ignotti, Eliane

    Abstract in Portuguese:

    Introdução: A dengue configura-se nas últimas décadas como importante causa de morbidade e mortalidade no Brasil e no mundo atingindo as zonas tropicais e subtropicais. Objetivo: Revisar a literatura científica sobre a ocorrência da dengue no Brasil e sua relação com variáveis meteorológicas. Método: Revisão sistemática de estudos publicados nas bases de dados (SciELO, PubMed, MEDLINE, Lilacs) através de descritores referentes à dengue e a variações meteorológicas no Brasil, em artigos publicados no período de 1991 a 2010. Foram selecionados 31 artigos que tiveram como área de estudo o território nacional. Resultados: A maioria dos estudos epidemiológicos usa desenho ecológico; os estudos entomológicos fazem uso de capturas com armadilhas; são comuns estudos de série histórica da doença e análise espacial. Evidencia-se relação entre incidência da dengue com a temperatura e pluviosidade; a associação é mais expressiva a partir do segundo até o quarto mês do ano. Estudos comparativos entre períodos de seca e chuva mostram comportamento sazonal da doença. Há dificuldades no estabelecimento de padrão único sazonal da incidência da doença e variáveis meteorológicas para o país. Conclusão: A dengue está fortemente relacionada com variáveis meteorológicas. A variação sazonal da temperatura e da pluviosidade influenciaram a dinâmica do vetor e a incidência da doença em todo o país, independente do compartimento climático.

    Abstract in English:

    Introduction: Dengue is configures in recent decades as an important cause of morbidity and mortality in Brazil and around the world reaching the tropical and subtropical areas. Objective: To review the scientific literature on the occurrence of dengue in Brazil and its relationship with meteorological variables. Method: A systematic review of studies published in databases (SciELO, PubMed, MEDLINE, Lilacs) using descriptors related to weather variations and dengue fever in Brazil, published between 1991 to 2010. It was selected 31 articles that had the study area nationwide. Results: Most epidemiological studies use ecological design, the studies make use of entomological trapping, are common also series of studies of the disease and spatial analysis. It is evident relationship between dengue incidence with temperature and rainfall, the association is more significant from the second to fourth months of the year. Comparative studies of drought and rain show seasonal behavior of the disease. There are difficulties in establishing unique pattern of seasonality of disease incidence and weather variables for the country. Conclusion: Dengue is strongly related to meteorological variables. The seasonal variation in temperature and rainfall influences the dynamics of the vector and the incidence of the disease throughout the country, regardless of the climate category.
  • Energy density in the diet of workers from Sao Paulo, Brazil, and associated socio-demographic factors* Artigos Originais

    Canella, Daniela Silva; Bandoni, Daniel Henrique; Jaime, Patricia Constante

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Analisar a densidade energética (DE) da dieta de trabalhadores da cidade de São Paulo e sua associação com características sociodemográficas, bem como avaliar a relação entre DE e ingestão de nutrientes. Métodos: Estudo transversal que avaliou a dieta de 852 trabalhadores, por meio de recordatório de 24 horas, sendo um recordatório aplicado a todos os indivíduos e um segundo para subamostra, a fim de corrigir a variabilidade intrapessoal. A DE da dieta foi calculada por três métodos: inclusão de todos os alimentos sólidos e das bebidas, excluindo apenas água (DE 1); inclusão de todos os alimentos sólidos e bebidas calóricas que contêm, no mínimo, 5 kcal/100g (DE 2); inclusão de todos os alimentos sólidos e exclusão de todas as bebidas (DE 3). Para analisar a relação entre a DE e as variáveis sociodemográficas utilizou-se regressão linear, e a relação entre DE e nutrientes foi avaliada por meio do coeficiente de correlação de Pearson. Resultados: Para a dieta dos trabalhadores, os valores de DE observados foram 1,18 kcal/g, 1,22 kcal/g e 1,73 kcal/g, considerando-se os métodos DE 1, DE 2 e DE 3, respectivamente. Nos modelos múltiplos de regressão, apenas a variável idade apresentou associação negativa com todos os métodos de DE. Para a DE 3, houve incremento da DE para indivíduos não brancos. Dentre os nutrientes estudados, o único que não apresentou correlação significativa foi a proteína, para DE 3 (p = 0,899). Conclusão: Os adultos jovens tinham uma alimentação com maior DE, sendo um grupo prioriatário para intervenções nutricionais. Além disso, independente do método de cálculo, há correlação entre a DE e os nutrientes da dieta.

    Abstract in English:

    Objective: This paper aims at analyzing the energy density (ED) of the diet of workers from the city of São Paulo, Southeastern Brazil, and the way this is associated with socio-demographic characteristics, as well as evaluating the relationship between ED and nutrient intake. Methods: A cross-sectional study evaluated the diet of 852 workers using the 24-hour dietary recall; one recall was applied to all individuals and a second one was applied to a sub-sample in order to adjust intrapersonal variability. The ED of the diet was calculated using three methods: inclusion of all solid foods and beverages, excluding water (ED 1); inclusion of all solid foods and beverages containing at least 5 kcal/100g (ED 2); and inclusion of all solid foods, excluding all beverages (ED 3). Linear regression was used to analyze the relationship between ED and socio-demographic variables and the relationship between ED and nutrients was evaluated using Pearson coefficient correlation. Results: Considering the workers' diet, the ED values observed were 1.18 kcal/g, 1.22 kcal/g and 1.73 kcal/g for the ED 1, ED 2, ED 3 methods, respectively. In the multiple regression models, only the age variable was maintained in the final model and showed an inverse association with all ED methods. ED 3 showed an increase in energy density for non-white individuals. Of all studied nutrients, protein was the only one that was not significantly correlated with ED 3 (p = 0.899). Conclusion: The young adults studied had a higher energy-density diet, representing a priority group for nutrition interventions. Regardless of the calculation method used, there is a correlation between ED and nutrients.
  • Social inequalities and vaccination coverage in the city of Salvador, Bahia Artigos Originais

    Barata, Rita Barradas; Pereira, Susan M.

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Estimar as coberturas vacinais alcançadas em crianças nascidas na cidade de Salvador, analisando essas coberturas por condições socioeconômicas. Método: Foi realizado um inquérito domiciliar sobre cobertura vacinal, na cidade de Salvador, capital do Estado da Bahia, Nordeste do Brasil, sendo incluídas crianças nascidas em 2005, que no momento do estudo apresentavam 18 a 36 meses de idade. Foi realizada amostragem por conglomerados em múltiplas etapas. Os setores censitários foram estratificados utilizando-se dados do censo demográfico realizado em 2000. Foram coletados dados socioeconômicos dos domicílios. O tamanho da amostra foi definido a partir de metodologia específica para inquéritos de cobertura vacinal. O questionário foi aplicado tomando por base as informações constantes na caderneta de vacinação. Foi estimada a cobertura vacinal nos diversos estratos considerando o plano complexo de amostragem, ponderando as observações segundo a fração amostral, as perdas e o efeito do desenho. Resultados: Observou-se desigualdade socioeconômica nos diversos estratos, com um gradiente diretamente proporcional entre cobertura vacinal e nível socioeconômico. As diferenças mostram-se estatisticamente significantes entre os estratos D e E comparado ao estrato A. Em relação ao esquema completo, as crianças residentes nos estratos D e E apresentam cobertura significantemente menor que aquelas residentes no estrato B. Para vacinas não incluídas no esquema básico, as diferenças são muito acentuadas, sendo inferior a 3% nos estratos D e E. Conclusões: A cobertura vacinal pelo esquema completo ao final dos 18 meses de idade, com doses válidas, foi insatisfatória e foram observadas heterogeneidades entre os estratos socioeconômicos com pior cobertura nos grupos mais pobres.

    Abstract in English:

    Objective: To estimate the vaccination coverage in children born in the city of Salvador, analyzing these coverages by socioeconomic conditions. Method: A household survey on vaccination coverage was conducted with children born in 2005, in Salvador, Bahia, northeastern Brazil, who were aged between 18 to 36 months at the time of this study. Cluster sampling was performed in multiple stages. Census tracts were stratified using data from the national census conducted in 2000. Data was collected on socio-economic households. The sample size was defined by a specific methodology developed for immunization coverage surveys. The questionnaire was based upon the information contained in the vaccination cards. The estimated vaccination coverage in the various strata considered the sampling complex plan, weighting the observations according to the sampling fraction, the losses and the design effect. Results: There was inequality in the socioeconomic strata analyzed, where the coverage rate was directly proportional to socioeconomic status. Strata D and E showed statistically significant differences when compared to stratum A. Regarding to the complete scheme, children living in strata D and E have significantly less coverage than those residing in strata B. For vaccines not included in the basic scheme, the differences are very marked, showing less than 3% in stratum D and E. Conclusions: Vaccination coverage for the complete schedule at the end of 18 months of age with valid doses, was unsatisfactory and shows significant differences among the socio-economic strata with poor coverage in the poorest groups.
  • HIV rapid test counseling among parturient Artigos Originais

    Passos, Suzana Cordeiro da Silva; Oliveira, Maria Ines Couto de; Junior, Saint Clair dos Santos Gomes; Silva, Katia Silveira da

    Abstract in Portuguese:

    Introdução: O aconselhamento pré e pós-teste anti-HIV é preconizado pelo Ministério da Saúde, e constitui-se em ferramenta para a reflexão e tomada de decisão conjunta. Objetivos: Verificar a proporção de parturientes que receberam aconselhamento por ocasião da submissão ao teste rápido anti-HIV e analisar os fatores associados ao não recebimento de aconselhamento por estas parturientes. Método: Estudo transversal conduzido nos cinco “Hospitais Amigos da Criança” do Sistema de Gestação de Alto Risco do município do Rio de Janeiro. A população do estudo foram 955 mães submetidas ao teste rápido anti-HIV internadas em alojamento conjunto entre 11 de setembro e 11 de dezembro de 2006. Foram aplicados questionários às mães e coletados dados do laboratório e do prontuário materno. Para análise das variáveis associadas ao não recebimento de aconselhamento utilizou-se a regressão multivariada binomial. Resultados: Foram submetidas ao teste rápido anti-HIV 28,5% das parturientes. Destas, apenas 26,9% foram aconselhadas. Os fatores associados ao não aconselhamento foram: escolaridade materna inferior a 8 anos de estudo (RP = 1,36; IC 95%: 1,15-1,62), realização de 0 a 3 consultas de pré-natal (RP = 0,73; IC 95%: 0,59-0,90) e parto em hospitais com menos de 50% das parturientes submetidas ao teste-rápido anti-HIV (RP = 1,65; IC 95%: 1,40-1,96). Conclusões: As mulheres em situação socialmente desfavorável não foram alvo de aconselhamento, e apenas o baixo número de consultas pré-natais mostrou-se um fator de proteção contra o não aconselhamento. O aconselhamento foi pouco praticado por ocasião da realização do teste rápido anti-HIV, sinalizando que este teste vem sendo realizado sem o consentimento das mulheres, de modo imperativo.

    Abstract in English:

    Introduction: The pre and post-HIV test counseling is recommended by the Ministry of Health, and is a tool for reflection and joint decision-making. Objectives: To determine the proportion of women receiving counseling for submission to the HIV rapid test and to assess factors associated to not receiving counseling for this test. Method: A cross-sectional study was conducted in five “Baby-Friendly Hospitals” from the High Risk Pregnancy System in Rio de Janeiro City, Southeast Brazil. The study population were 955 rooming-in parturients, undergoing the HIV rapid test, between September 11thand December 11th, 2006. Semi-standardized questionnaires were applied to the mothers, and data were also obtained from laboratory and health archives. Binomial regression was performed in order to analyze the variables associated with non-counseling. Results: Were submitted to the HIV rapid test 28.5% of the parturients, and only 26.9% of them were counseled. Factors associated with non-counseling were: maternal education below 8 years of school (PR = 1.36; 95% CI: 1.15-1.62), 0 to 3 prenatal visits (RP = 0.73; IC 95%: 0.59-0.90) and hospitals with less than 50% of the parturients submitted to the HIV rapid test (PR = 1.65; 95% CI: 1.40-1.96). Conclusion: Socially underprivileged women were not a target of counseling, and only the low number of prenatal visits proved to be a protective factor against non-counseling. Counseling was seldom practiced for HIV rapid testing, indicating that this test has been performed without the consent of women, in an imperative way.
  • Family and community violence of schoolchildren from the city of Sao Goncalo, Rio de Janeiro, Brazil Artigos Originais

    Pinto, Liana Wernersbach; Assis, Simone Goncalves de

    Abstract in Portuguese:

    O presente estudo descritivo teve como objetivo investigar a associação entre as situações de violência na família, na escola e na comunidade vividas e presenciadas por crianças e adolescentes do município de São Gonçalo (RJ). Foram aplicados questionários às mães/responsáveis para aferir a violência na família e na escola, e às crianças para verificar sua percepção sobre a violência comunitária. Empregaram-se a análise de correspondência múltipla e a análise de aglomerados, duas técnicas exploratórias descritivas. Foram analisados dados de 280 escolares. Verificou-se que 43,9% das mães informaram que seus filhos sofrem violência física severa em suas casas. Quanto à percepção das crianças/adolescentes sobre a violência comunitária, 93,2% afirmaram já ter vivido ou presenciado esses eventos em suas comunidades. Para ambos os sexos verificou-se a formação de um aglomerado com as categorias presença de violência entre irmãos, presença de violência física severa e de agressão verbal dos pais contra a criança/adolescente. Para as meninas, a presença de violência na escola formou um aglomerado com a categoria mais elevada de violência na comunidade. Conclui-se salientando que as políticas públicas de enfrentamento à violência devem ampliar seu foco de atuação para as variadas formas de violência que afligem as crianças/adolescentes.

    Abstract in English:

    This descriptive study aimed to investigate the association between violence in the family, school and community experienced by school children/adolescents of the city of São Gonçalo (RJ), Brazil. Questionnaires were administered to the mothers/guardians to assess violence in the family and school and to children to check their perceptions of community violence. Multiple correspondence analysis and cluster analysis, two exploratory descriptive techniques, were employed. Data from 280 schoolchildren were analyzed. A total of 43.9% of mothers reported that their children had been physically abused in their homes. With regard to children's/adolescents' perception of community violence, 93.2% said they had experienced or witnessed these events in their communities. For both sexes there was the formation of a cluster of categories with the presence of violence among siblings, presence of severe physical assault and verbal assault committed by parents. Among girls, the presence of violence in the school formed a cluster with the highest category of violence in the community. In conclusion, it should be emphasized that public policies aimed at dealing with violence should expand their scope to the various forms of violence affecting children.
  • Prevalence of self-reported medical diagnosis of uterine leiomyomas in a Brazilian population: Demographic and socioeconomic patterns in the Pro-Saúde Study Artigos Originais

    Boclin, Karine de Lima Sirio; Faerstein, Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    Introdução: Os miomas uterinos (MU) são considerados os tumores mais comuns do sistema reprodutor feminino; no entanto, existem poucos estudos epidemiológicos sobre essa condição no Brasil. Objetivo: Estimar as prevalências de história auto-relatada de MU segundo características demográficas, socioeconômicas e de acesso a serviços de saúde. Métodos: Foram analisados dados de 1.733 trabalhadoras de universidade no Rio de Janeiro, participantes da linha de base do Estudo Pró-Saúde (1999-2001), em relação a três desfechos: (1) diagnóstico médico de MU, (2) MU com sintomas prévios ao diagnóstico e (3) casos que realizaram histerectomia pelo tumor. As prevalências e seus intervalos de 95% de confiança (IC 95%) foram estimadas em relação a estratos de variáveis demográficas (idade, cor/raça), socioeconômicas (escolaridade, renda) e marcadoras de acesso a serviços de saúde (teste Papanicolaou , exame de mama, plano de saúde). Resultados: A prevalência de diagnóstico médico de MU foi de 23,3% (IC 95% - 21,3; 25,2); a de MU com sintomas prévios ao diagnóstico, de 13,3% (IC 95% - 11,7; 15,0) e a de histerectomia pelo tumor, de 8,4% (IC 95% - 7,5; 10,3). Entre participantes abaixo de 45 anos de idade, foram observadas prevalências mais elevadas nos estratos de piores condições socioeconômicas e de cor/raça preta. Entre aquelas com 45 anos ou mais, foram encontradas maiores prevalências entre mulheres com melhor acesso a serviços de saúde. Conclusão: Entre as mulheres brasileiras investigadas, os MU constituem problema relevante de saúde, com prevalências e gradientes sociodemográficos similares aos observados em populações de outros países.

    Abstract in English:

    Introduction: Uterine leiomyomas (UL) are considered the most common tumors of the female reproductive system. However, there are few epidemiological studies about this condition in Brazil. Aim: To estimate the prevalence of self-reported history of UL according to demographic and socioeconomic characteristics, and to markers of access to health care. Methods: We analyzed data from 1,733 university employees who participated at the baseline waves of the Pro-Saude Study (1999-2001), in relation to three outcomes: (1) self-reported medical diagnosis of UL, (2) UL with symptoms prior to diagnosis, and (3) cases with hysterectomy due to UL. Prevalence and 95% confidence intervals (95% CI) were estimated in relation to strata of variables related to demographic (age, color/race) and socioeconomic characteristics (education, income) and of markers of access to health care (Pap smear, breast clinical exam and private health insurance status). Results: The prevalence of medically-diagnosed UL was 23.3% (95% CI - 21.3, 25.2), the UL with symptoms prior to diagnosis of 13.3% (95% CI - 11.7, 15.0) and hysterectomy due to UL, 8.4% (95% CI - 7.5, 10.3). Among participants younger than 45 years old, higher prevalence was observed among women with worse socioeconomic conditions and of black color/race. Among those with 45 years or more, there was higher prevalence among women with better access to health care. Conclusion: In this study population of Brazilian women, UL is a relevant health problem, and its prevalence and associated socio-demographic gradients are similar to those observed in other countries.
  • Day-surgery and surgical waiting time Artigos Originais

    Caldinhas, Paula Maria; Ferrinho, Paulo

    Abstract in Portuguese:

    O tempo de espera para a cirurgia eletiva constitui uma questão relevante no acesso aos cuidados de saúde, sendo excessivo (superior a doze semanas, ou noventa dias), em vários países da OCDE. O desenvolvimento da cirurgia eletiva em regime ambulatorial tem sido uma das estratégias na redução dos tempos de espera cirúrgicos. Este estudo pretende investigar qual a relação existente entre a percentagem de cirurgia ambulatorial realizada e o tempo de espera para cirurgia eletiva nos hospitais com serviço de cirurgia, do Serviço Nacional de Saúde, em Portugal continental, no ano de 2006. Material e Métodos : Realizou-se um estudo observacional, ecológico, analítico. Foram estudadas as associações entre o tempo de espera cirúrgico e a percentagem de cirurgia ambulatorial realizada por hospital, bem como as associações com outras variáveis em estudo, através de uma análise multivariada. Resultados : Verificou-se uma correlação negativa, estatisticamente significativa (correlação de Spearman), entre a percentagem de cirurgia ambulatorial realizada e o tempo de espera para cirurgia eletiva.

    Abstract in English:

    Surgical waiting time remains an important issue regarding access to health care provision. It is considered to be excessive in most OEDC countries (over twelve weeks or ninety days). The development of day surgery has been one of the strategies that proved effective in reducing surgical waiting time. This study aims to establish a correlation between surgical waiting time and the percentage of day-surgery cases, in hospitals with surgical services, in the Portuguese National Health Services, during 2006. Methodology: An observational, analytical and ecological study was conducted to establish the correlations existing between surgical waiting time and the percentage of day-surgery procedures realized, as well as associations with other variables, through multivariate and correlation analysis. Results: A negative, statistically significant Spearman's correlation was observed between the percentage of day-surgery cases and the waiting surgical time for eletive procedures.
  • Assessment of urinary infection management during prenatal care in pregnant women attending public health care units in the city of Rio de Janeiro, Brazil Artigos Originais

    Vettore, Marcelo Vianna; Dias, Marcos; Vettore, Mario Vianna; Leal, Maria do Carmo

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil sociodemográfico de risco para infecção do trato urinário e para inadequação do pré-natal, segundo índice de Kotelchuck, e avaliar o manejo da infecção do trato urinário durante o pré-natal segundo o profissional de saúde, o serviço de saúde e a mulher, em gestantes no município do Rio de Janeiro. Um estudo seccional foi realizado com 1.091 gestantes, 501 com infecção do trato urinário, na rede do SUS do Rio de Janeiro em 2007/2008. Informações demográficas, socioeconômicas, história obstétrica e adequação do pré-natal foram coletadas através de entrevistas e do cartão do pré-natal. O manejo inadequado da infecção do trato urinário foi avaliado pelas dimensões: profissional de saúde, serviços de saúde e mulher. Utilizou-se o teste χ2 e regressão logística multivariada para comparação entre os grupos e identificação dos fatores associados ao manejo inadequado da infecção do trato urinário. As gestantes adolescentes, anêmicas, diabéticas e com qualidade do pré-natal parcialmente adequado ou inadequado apresentaram maior chance de infecção do trato urinário. Na avaliação global, 72% tiveram manejo inadequado da infecção do trato urinário. O manejo inadequado da infecção do trato urinário foi associado à cor parda em comparação com a cor branca. Na avaliação do profissional de saúde, o manejo inadequado para infecção do trato urinário foi menos comum nas gestantes com baixo peso e com sobrepeso e obesidade e, na avaliação da gestante, as primíparas tiveram menor chance de manejo inadequado para infecção do trato urinário em relação àquelas com um ou mais filhos.

    Abstract in English:

    The aim of this study was to assess the sociodemographic risk factors for urinary tract infection and the inadequacy of antenatal care, according to the Kotelchuck index, in pregnant women in the city of Rio de Janeiro. A cross-sectional study was conducted with 1,091 pregnant women, 501 with urinary tract infection, in the public health antenatal care units in Rio de Janeiro, Brazil, in 2007-2008. Demographic and socioeconomic data, obstetric history and adequacy of antenatal care were collected by interviews and antenatal care card. Inadequacy management of urinary tract infection was evaluated by professional performance, health services and women dimensions. Chi-square and multivariate logistic regression were used to compare groups and to identify associated factors with management of urinary tract infection. Pregnant teenagers, anemic and diabetic pregnant women and quality of prenatal partially adequate or inadequate were those with higher odds of urinary tract infection. In the overall assessment, 72% had inadequate management of urinary tract infection. Inadequate management of urinary tract infection was associated with brown skin color compared to white skin color. In the assessment of health professional performance, inadequacy management of urinary tract infection was more common in pregnant women with low weight and overweight and obesity. According to pregnant women evaluation, primiparous women have lower odds of inadequacy management of urinary tract infection compared to those with one or more children.
  • Profissionais de saude no processo de vacinacao contra hepatite B em duas unidades basicas de Belo Horizonte: uma avaliacao qualitativa Artigos Originais

    Lages, Annelisa Santos; Franca, Elisabeth Barboza; Freitas, Maria Imaculada de Fatima

    Abstract in Portuguese:

    Em Belo Horizonte, a cobertura vacinal contra a hepatite B para menores de um ano foi aquém do preconizado pelo Programa Nacional de Imunização-PNI, de acordo com o Inquérito de Cobertura Vacinal realizado em 2007. A referida vacina foi então utilizada como fio condutor para esta pesquisa, que procurou avaliar o envolvimento dos profissionais de saúde no processo de vacinação, em duas unidades básicas de saúde (UBS) do município. O presente estudo é qualitativo e utiliza as noções da Teoria das Representações Sociais (TRS) e o método de Análise Estrutural de Narração para realizar a interpretação das entrevistas. Os resultados indicam que há falhas no que se refere ao controle e à utilização do cartão espelho, à orientação dos pais/responsáveis, e também no monitoramento da cobertura vacinal (CV) e utilização dos dados de CV como subsídio para o planejamento das ações em saúde. Verificou-se que o processo de trabalho nas UBS está concentrado na rotina do serviço, com baixa criatividade dos profissionais, o que inclui representações que mantêm forte tendência à valorização de atividades voltadas à saúde individual em detrimento de atividades abrangentes de saúde coletiva. Conclui-se que a defasagem apresentada no processo de vacinação pode ser superada com uma maior valorização das ações cotidianas, com o uso mais adequado das informações geradas sobre a vacinação, e com o planejamento e incremento das atividades de saúde coletiva em nível local da atenção básica.

    Abstract in English:

    According to the Vaccine Coverage Survey, performed in 2007, the immunization coverage against hepatitis B in Belo Horizonte, for infants under one year old, was below the level proposed by the Brazilian National Program of Immunization. This vaccine was used as basis for evaluating the involvement of health professionals in the process of vaccination in two Basic Health Units (UBS, acronym in Portuguese) in the city. This study is qualitative and uses the notions of Social Representations Theory and the method of Structural Analysis of Narrative to carry out the interviews and data analysis. The results show flaws related to controlling and use of the mirror card and the parent orientation, and also the monitoring of vaccination coverage (VC) and use of VC data as input for planning health actions. It was observed that the working process in the UBS is focused on routine tasks, with low creativity of the professionals, which includes representations that maintain strong tendency to value activities focused on the health of individuals to the detriment of public health actions. In conclusion, the vaccination process fault can be overcome with a greater appreciation of everyday actions and with a much better use of local information about vaccination, and some necessary adjustments within the UBS to improve public health actions.
  • Suicide and attempts suicide by exogenous intoxication in Rio de Janeiro: analysis of data from official health information systems, 2006-2008 Artigos Originais

    Santos, Simone Agadir; Legay, Leticia Fortes; Lovisi, Giovanni Marcos; Santos, Jacqueline Fernandes de Cintra; Lima, Lucia Abelha

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Descrever o perfil de suicídios e tentativas por intoxicação exógena e completitude dada pelo Sistema de Informações do Centro de Controle de Intoxicações de Niterói (CCIn), Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan) e Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), para o Estado do Rio de Janeiro (RJ). Métodos: Verificou-se a frequência de suicídios e tentativas no período de 2006 a 2008. As variáveis analisadas foram sexo, idade, zona de ocorrência, circunstância, evolução, agentes tóxicos e causa básica (CID-10: X60-X69). O percentual de informações ignoradas/em branco foi classificado em excelente (≤ 10%), bom (10-29,9%) e ruim (≥ 30%). O programa SPSS foi utilizado para as análises estatísticas. Resultados: Foram analisados 940 registros sobre tentativas do CCIn e 470 do Sinan. O sexo feminino e o grupo etário de 20-39 anos predominaram, assim como o uso dos agentes tóxicos, medicamentos e agrotóxicos. Quanto ao suicídio, foram identificados 33 (CCIn), 23 (Sinan) e 180 (SIM) registros. No CCIn foram mais frequentes mulheres e grupo etário de 15-29 anos através do Sinan, e de 40-59 anos através do SIM. Para ambos os eventos, mais de 70% dos medicamentos eram psicotrópicos. O Sinan apresentou o pior desempenho para os agentes tóxicos. Conclusões: Apesar dos avanços para melhorar a qualidade das informações geradas pelos sistemas, problemas quanto à cobertura e completitude dos dados permanecem comprometendo a análise da magnitude dos agravos. O estudo aponta para a necessidade de compatibilizar os sistemas e aperfeiçoar a qualidade das informações geradas.

    Abstract in English:

    Objective: To describe the profile of suicide and attempts suicide by exogenous intoxication and completeness of data from the Center for Poisoning Control in Niterói City (CCIn), Information System for Notifiable Diseases (Sinan), and Mortality Information System (SIM) for Rio de Janeiro state (RJ). Methods: It was verified the frequency of suicide attempts and mortality in Rio de Janeiro state, period 2006-2008. The variables analyzed were sex, area of occurrence, circumstance, evolution, age, toxic agents and cause (ICD-10: X60-X69). The percentage of unknown information/blank was classified as excellent (≤ 10%), good (10 to 29.9%) and poor (≥ 30%). SPSS was used for statistical analysis. Results: Nine hundred and forty records of attempts (CCIn) and 470 (Sinan) were analysed. The female and the age group of 20-39 years predominated, as well as use of toxic agents like medicines and pesticides. About suicide, were identified 33 records (CCIn), 23 (Sinan) and 180 (SIM). In CCIn were more frequent female and age group of 15-29 years, through Sinan and SIM from 40-59 years. For both events, psychotropic drugs accounted for more than 70% of drugs. The Sinan system has shown the worst performance for toxic agents. Conclusions: Despite advances in improving the quality of information generated by the systems, problems regarding the coverage and data completeness remain committing the analysis of the magnitude of injuries. The study points out to the needs of systems compatibility and the improvement of the quality of information that are generated.
  • Clustering of risk factors for non communicable diseases in adults from Florianopolis, SC Artigos Originais

    Costa, Filipe Ferreira da; Benedet, Jucemar; Leal, Danielle Biazzi; Assis, Maria Alice Altenburg de

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Investigar o padrão de combinações de comportamentos de risco para doenças crônicas não transmissíveis e identificar os fatores sociodemográficos associados às combinações que excedem a prevalência esperada. Métodos: Inquérito com 1.996 adultos, residentes em domicílios servidos por linhas telefônicas fixas, no ano de 2005, em Florianópolis, SC. Os comportamentos investigados foram o tabagismo, consumo de álcool, inatividade física no lazer e consumo irregular de frutas. O padrão de simultaneidade dos comportamentos de risco foi avaliado pela razão entre a prevalência esperada e observada de cada uma das 16 possibilidades de combinação. O conjunto de comportamentos que excedeu a prevalência esperada constituiu o principal desfecho investigado. A regressão logística binomial e multinomial foi utilizada para avaliar a associação dos padrões de combinação e simultaneidade com variáveis sociodemográficas. Resultados: 43% dos homens e 36,6% das mulheres acumularam dois ou mais fatores de risco. Três (19,2%; IC 95% 16,7 - 21,7) e cinco (9,8%; IC 95% 8,0 - 11,6) combinações de comportamento excederam a prevalência esperada, respectivamente, entre os homens e as mulheres. Mulheres menos escolarizadas e de idade mais avançada apresentaram maior chance de agregação dos comportamentos de risco. Conclusão: Apesar de os homens apresentarem prevalências mais elevadas tanto dos comportamentos de risco isoladamente quanto das combinações dos mesmos, as mulheres apresentaram maior número de padrões que tenderam a se agregar além do esperado. O conhecimento sobre o padrão de combinação dos comportamentos de risco pode auxiliar no desenvolvimento de estratégias mais efetivas de promoção da saúde.

    Abstract in English:

    Objective: To investigate clustering patterns of health risk behaviors for non communicable diseases and its associated factors. Methods: a Random telephone survey with 1,996 adults from Florianopolis, SC, was conducted in 2005. Tobacco use, high alcoholic intake episodes, fruit consumption and physical inactivity were investigated. Clustering was examined by the ratio between observed and expected prevalence of each of the 16 possible combinations. These clustered risk factors comprised the main outcome and binomial and multinomial logistic regression was conducted to examine socio-demographic correlates. Results: 43% of men and 36.6% of women clustered at least two health risk factors. Three (19.2%; CI 95% 16.7 - 21.7) and five (9.8%; CI 95% 8.0 - 11.6) specific combinations exceed the expected prevalence, respectively, in men and women. Women with low schooling level and older were more likely to cluster health risk behaviors. Conclusion: although men showed higher prevalence of single health risk behavior and its combinations, women presented more specific combinations that clustered above the expected. Knowledge on the clustering pattern of these health risk behaviors may guide the design of more effective health promotion initiatives.
  • Prescriptions for uncomplicated malaria treatment among pregnant women in the Brazilian Amazon: evidences from the Mafalda Project Artigos Originais

    Luz, Tatiana Chama Borges; Miranda, Elaine Silva; Freitas, Leticia Figueira; Osorio-de-Castro, Claudia Garcia Serpa

    Abstract in Portuguese:

    Objetivos: Avaliar prescrições de antimaláricos segundo indicadores de qualidade e descrever relatos de eventos adversos entre gestantes com malária não complicada. Métodos: Estudo descritivo de prontuários de gestantes maiores de 15 anos, residentes em municípios de alto risco na Amazônia Legal. Antimaláricos caracterizados segundo frequência de prescrição, tipo de plasmódio e de unidade de saúde de atendimento, e de possíveis eventos adversos. Para comparação das variáveis estudas utilizou-se o teste do qui-quadrado de Pearson. Resultados: Foram avaliados 262 prontuários de gestantes. A maioria das gestantes pesquisadas recebeu diagnóstico de infecção por P. vivax (71,2%). Cloroquina foi o fármaco mais prescrito (65,6%). Fármacos não recomendados foram encontrados em 9,0% e 16,2% das prescrições para P. vivax e P. falciparum , respectivamente. Prescrições para P. falciparum , em proporção significativamente maior, contiveram esquemas e posologia e/ou duração do tratamento não adequados ao protocolo oficial (p = 0,001), bem como sem especificação da posologia (p = 0,004). Não houve diferenças significativas entre hospitais de referência e unidades básicas de saúde quanto aos esquemas de tratamento, proporções de prescrições contendo esquemas de tratamento não adequados e sem especificação da posologia. Cloroquina foi o fármaco mais envolvido em ocorrências de eventos adversos. Conclusões: Os resultados mostraram deficiências na prescrição de antimaláricos para gestantes, especialmente quanto à adequação ao protocolo oficial.

    Abstract in English:

    Aim: To evaluate antimalarial prescriptions according to quality indicators and to describe adverse events reports among pregnant women with uncomplicated malaria. Methods: Descriptive study of medical files of pregnant women 15 years and older, residents in high-risk municipalities in the Brazilian Amazon. Antimalarial medicines were characterized by frequency of prescription, type of plasmodium and health care facilities where prescribing took place, and by possible adverse events. Variables were compared by Pearson's chi-square. Results: A total of 262 medical files were evaluated. Most patients were diagnosed for Plasmodium vivax 71,2%. Chloroquine was the commonest prescribed antimalarial (65.6%). Of P. vivax prescriptions, 9.0%, and 16.2% of P. falciparum prescriptions presented antimalarials not recommended in the official protocol. Prescriptions for P. falciparum , in significantly higher proportion, did not adhere to the official protocol in regard to type of antimalarial and dose/duration of treatment (p = 0,001). They also lacked information on dose and dosing interval (p = 0,004). There were no significant differences among reference centers and basic health care units in respect to the prescribed antimalarials, to prescriptions containing antimalarials not recommended in the official protocol or in respect to lack of dosing information. Chloroquine was the antimalarial most related to the occurrence of adverse events. Conclusion: The findings indicate that there are flaws in antimalarial prescribing for pregnant women, especially in respect to their adequacy to the official protocol.
  • HIV/AIDS transmission knowledge among adolescents aged 11 years from Southern Brazil Artigos Originais

    Goncalves, Helen; Gonzalez-Chica, David Alejandro; Menezes, Ana MB; Hallal, Pedro C; Araujo, Cora LP; Dumith, Samuel C

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Investigar o efeito de fatores demográficos, socioeconômicos, educacionais e familiares sobre o conhecimento acerca do HIV/AIDS em adolescentes com 11 anos de idade. Métodos: Foram estudados 3.949 adolescentes de Pelotas/RS. O conhecimento acerca do HIV/AIDS foi avaliado por meio de um questionário autoaplicado e mensurado através de cinco perguntas sobre relação heterossexual, relação homossexual, compartilhamento de seringas, beijo na boca e abraçar alguém com AIDS. As análises foram ajustadas com base em um modelo hierárquico, usando regressão de Poisson com ajuste robusto da variância. Resultados: Os percentuais de respostas erradas para as questões examinadas foram: 17,2% para transmissão em relações heterossexuais; 44,1% para relações homossexuais; 34,9% para compartilhar seringas; 25,6% para beijo na boca e 16,2% para abraçar pessoa com AIDS. Na análise ajustada, menor grau de conhecimento foi demonstrado pelos meninos, por adolescentes de menor nível econômico, cujas mães possuíam menor escolaridade, para os adolescentes que não haviam conversado sobre sexo com a mãe e entre os que não tiveram aula sobre educação sexual na escola. O grau de conhecimento não esteve associado com o tipo de escola, cor da pele, tampouco com a conversação com o pai sobre sexo. Conclusão: Fornecer informações aos adolescentes é fundamental para melhorar o conhecimento sobre o risco de transmissão de HIV e de outras infecções sexualmente transmissíveis, principalmente entre jovens do sexo masculino e de menor nível socioeconômico. As políticas públicas devem considerar o rol que a mãe e a escola desempenham no conhecimento sobre este tema por parte dos adolescentes.

    Abstract in English:

    Objective: To investigate the effect of demographic, socioeconomic, educational and family variables on HIV/AIDS knowledge among adolescents aged 11 years. Methods: 3,949 adolescents born in Pelotas (Brazil). HIV/AIDS knowledge was assessed through a self-administered questionnaire and measured through five questions about HIV transmission: heterosexual intercourse, homosexual intercourse, needle sharing, open-mouth kissing and hugging someone with AIDS. All the analyses were adjusted based on a hierarchical model, using Poisson regression with robust adjustment of variance. Results: Prevalence of wrong answers to the examined questions were 17.2% for heterosexual transmission, 44.1% for homosexual intercourse, 34.9% for needle sharing, 25.6% for kiss on the mouth and 16.2% for hugging someone with AIDS. In adjusted analysis, lower knowledge levels were more prevalent among boys, adolescents with lower socioeconomic status and with less maternal education level, among those who had not talked about sex with mother and without sexual education lessons at school. Knowledge was not associated with school type (public or private), skin color or talk about sex with father. Conclusion: Providing information to adolescents is essential to improve knowledge about HIV and other sexually transmitted infections, especially among young males, with lower socioeconomic status and with lower maternal education level. Public policies aimed to reducing HIV infection should consider maternal and school relevance to improve knowledge on adolescents.
  • Sexual dysfunction symptoms in men age 40 or older: Prevalence and associated factors Artigos Originais

    Correa, Leandro Quadro; Silva, Marcelo Cozzensa da; Rombaldi, Airton Jose

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: O estudo objetivou verificar os fatores associados aos sintomas sexuais do envelhecimento masculino em uma amostra representativa em homens com idade igual ou superior a 40 anos da cidade de Pelotas, RS. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional, incluindo 421 homens que residiam na zona urbana do município. Para avaliar os sintomas sexuais do envelhecimento masculino foi utilizada a dimensão sexual da escala AMS - The Aging Male´s Symptoms Scale . Resultados: A prevalência dos sintomas sexuais do envelhecimento masculino foi de 64,3% (IC 95%: 59,3%-69,1%). Na análise multivariável o desfecho esteve associado diretamente idade e inversamente a autopercepção de saúde. Conclusão: Concluiu-se que a prevalência de sintomas sexuais na população masculina é importante. Políticas de saúde pública aliada ao aumento de hábitos de vida saudáveis poderiam minimizar esta prevalência e proporcionar melhor qualidade de vida a homens de meia idade e idosos.

    Abstract in English:

    Objective: This study aimed to identify factors associated with sexual symptoms of aging male's in a representative sample of men aged 40 or older from Pelotas, southern Brazil. Methods: We performed a population-based cross-sectional study including 421 men who lived in urban area. To evaluate the sexual symptoms of aging male's was used the sexual dimension of the AMS scale - The Aging Male's Symptoms Scale. Results: The prevalence of sexual symptoms of male aging was 64.3% (95% CI: 59.3%-69.1%). Multivariable analysis identified direct association with age and inverse association with health self-rated. Conclusion: We conclude that the prevalence of sexual symptoms in older males is high and important. Public health policies coupled with increased healthy lifestyle habits could minimize the prevalence and provide better quality of life for middle-age and older men.
  • Deaths from external causes in Cuiaba, 0 a 24 years: Profile of victims and families according to intentionality Artigos Originais

    Martins, Christine Baccarat de Godoy; Jorge, Maria Helena Prado de Mello

    Abstract in Portuguese:

    Diante da necessidade de conhecer as circunstâncias associadas às causas externas (acidentes e violências), o estudo analisa o perfil das vítimas e famílias de acordo com a intencionalidade do evento (acidental ou intencional). Estudo seccional, cuja população foi composta por crianças, adolescentes e jovens (0 a 24 anos de idade), residentes em Cuiabá, MT, que faleceram por causa externa em 2009. Os dados, processados pelo Epi-Info, foram obtidos nas Declarações de Óbito e por entrevista com as famílias das vítimas. O teste não paramétrico de qui-quadrado evidenciou diferenças estatisticamente significantes entre os óbitos acidentais e intencionais segundo o sexo e o tipo de acidente ou violência, a ocorrência de evento anterior de causa externa, escolaridade dos pais, tipo de família, renda, responsável pelo sustento da casa, idade da mãe e cuidador. Não foi encontrada associação entre a intencionalidade do evento e a situação ocupacional dos pais, idade do pai, número de pessoas residentes no domicílio, com que a vítima residia, tipo e local de moradia. Entre as vítimas, destaca-se a participação masculina (88,7%) em relação à feminina (11,3%). No sexo feminino, 50,0% dos óbitos foram acidentais e 50,0% intencionais. No sexo masculino, 68,2% foram intencionais, 29,1% acidentais e 2,7% de intenção indeterminada. Entre os óbitos intencionais, 72,5% das vítimas já haviam sofrido violência. À medida que aumenta o grau de instrução dos pais, há redução dos óbitos intencionais. A proporção de famílias reconstituídas/fragmentadas é maior entre os acidentes. A causa intencional aumenta à medida que diminui a renda familiar e aumenta a idade dos pais. A aglomeração de pessoas no domicílio é maior entre as mortes intencionais. Analisar o perfil das vítimas e famílias segundo a intencionalidade do evento possibilita direcionar as políticas locais de prevenção e controle destes agravos.

    Abstract in English:

    In view of the importance of knowing the circumstances associated with external causes (accidents and violence), this study analyzes the profile of the victims and their families as to the intentionality of the event (intentional or accidental). Cross-sectional study, which population comprise children, adolescents, and young people (age 0 to 24) who lived in Cuiabá, MT, and died from external causes in 2009. The data, processed by the Epi-Info software, were taken from the Declarations of Death and interviews with the families of the victims. The nonparametric chi-square test showed statistically significant differences between accidental and intentional deaths by sex and the type of accident or violence, the occurrence of the previous event external cause, parental education, family type, income, responsible for supporting the house, mother's age and caregiver. Among the victims, male participation (88.7 %) stands out compared to female (11.3 %). 50.0% of the deaths of females were accidental and 50.0% intentional; 68.2% of the deaths of males were intentional, 29.1% accidental and 2.7% from undetermined intent. Among the intentional deaths, 72.5% of the victims had already suffered violence. As the degree of instruction of the parents increases, intentional deaths decrease. The proportion of reconstituted/fragmented families is higher for fatal accidents. Intentional causes increase as family income decreases and the age of the parents increases. The agglomeration of people in the homes is higher for intentional deaths. Analizing the profiles of families and victims as to the intentionality of the event allows directing local prevention and control policies.
  • Circumstances and consequences of falls among the older adults in Florianopolis. Epi Floripa Aging 2009* Artigos Originais

    Antes, Danielle Ledur; d'Orsi, Eleonora; Benedetti, Tania R. Bertoldo

    Abstract in Portuguese:

    Objetivou-se investigar as circunstâncias e consequências das quedas e os fatores associados a limitações para realizar atividades após a queda. Este estudo é parte de um inquérito transversal, de base populacional e domiciliar, realizado em 2009/2010, do qual participaram 1.705 idosos (60 anos ou mais) residentes em Florianópolis, SC. Verificou-se a ocorrência de queda nos 12 meses anteriores ao estudo e, a partir da resposta afirmativa, investigaram-se as circunstâncias e consequências das quedas por meio de um questionário estruturado. Foram utilizadas a análise descritiva e a regressão logística binária, com nível de significância de 5%. Observou-se prevalência de 19% de quedas (14,3% para homens e 21,5% para as mulheres). A maioria dos idosos caiu enquanto caminhava, 43,2% dentro do domicílio. A principal circunstância da queda foi tropeço devido a irregularidades no chão. Em 71% dos idosos as quedas ocasionaram lesão e 14,8% mencionaram limitações para atividades após a queda. Verificou-se associação significante entre a limitação para realizar atividades após a queda e a ocorrência de fratura. Prevenir as quedas deve ser uma preocupação de saúde pública, visto que mudanças relativamente fáceis podem reduzir o risco de quedas.

    Abstract in English:

    The objective was to investigate the circumstances and consequences of falling and risk factors associated with limitations in performing activities after falling. The study is part of the cross-sectional population based survey, conducted in 2009/2010, which involved 1,705 older adults (60 years and older) living in Florianopolis, SC. From the affirmative answer to the question of whether any falls occurred in the 12 months preceding the study, we investigated the circumstances and consequences of falls through a structured questionnaire. Descriptive analysis and binary logistic regression were used, with significance level of 5%. The prevalence of fall was 19% (14.3% for men and 21.5% for women). Most older adults fell while walking, 43.2% inside their homes. The main cause of falling was stumbling due to irregularities on the ground. 71% of those who fell reported injury, and 14.8% reported limitations in performing activities after the fall. There was a significant association between limitations in performing activities after the occurrence of falls and fractures. Preventing falls should be a public health concern, given that relatively easy changes can reduce the risk of falls.
  • Profile of victims and treatment of injuries by external causes according to attendance by the Municipal Rehabilitation Center of Uberlandia, MG External causes and physiotherapy Artigos Originais

    Lemos, Carla Andrea Gondim; Jorge, Miguel Tanus; Ribeiro, Lindioneza Adriano

    Abstract in Portuguese:

    No Brasil, as causas externas são responsáveis por grande número de incapacidades. A maioria das pesquisas tem dado ênfase à mortalidade e à demanda de atendimentos hospitalares, pouco se sabendo sobre a evolução das vítimas não fatais. O objetivo do presente estudo foi conhecer o perfil das vítimas e as características das lesões por causas externas, o tratamento fisioterapêutico e a evolução funcional de pacientes atendidos em um centro público de reabilitação. Os dados foram colhidos, prospectivamente, por entrevistas com os pacientes que ingressaram no Centro de Reabilitação Municipal (CEREM) de Uberlândia, de janeiro a julho de 2005. A maioria dos pacientes era do sexo masculino e predominaram aqueles de 20 a 59 anos, com baixas renda e escolaridade; as principais causas das lesões foram as quedas e os acidentes de trânsito; quase a metade dos eventos ocorreram em vias públicas e as fraturas foram comuns, principalmente em membros superiores. Os recursos fisioterapêuticos mais utilizados foram a cinesioterapia, a eletroterapia e a termoterapia por adição, e a maioria dos tratamentos iniciados foi concluída. O perfil dos pacientes que procuram o CEREM devido a lesões por causas externas parece refletir, sobretudo, aquele das pessoas que sofrem tais lesões. Recursos fisioterapêuticos relativamente simples mostraram-se suficientes para uma boa evolução dos pacientes.

    Abstract in English:

    In Brazil, external causes are responsible for many disabilities. Most research has emphasized the mortality and the demand for hospital treatment, and little is known about the evolution of non-fatal injuries. The objective of this study was to identify the profile of victims and the characteristics of injuries from external causes, physical therapy and functional evolution of patients treated in a public rehabilitation center. Data were prospectively collected by interviews with patients who entered the Municipal Rehabilitation Center (CEREM) of Uberlândia, from January to July 2005. Most patients were male and predominated those from 20 to 59 years old, with low income and education. The main causes of injury were falls and traffic accidents, almost half of the events occurred on public roads, and fractures were common, especially in upper limbs. The resources most frequently used were physiotherapeutic kinesiotherapy, electrotherapy and thermotherapy by addition, and most treatments started was completed. The profile of patients that seeking CEREM due to injuries from external causes may reflect, above all, that people who suffer such injuries. Simple physiotherapy resources showed to be enough for a good outcome.
  • Factors associated with nutritional status in infants attending public daycare centers in the municipality of Recife, PE, Brazil Artigos Originais

    Oliveira, Juliana Souza; Lira, Pedro Israel Cabral de; Carvalho, Antonio Geraldo Cidrao de; Barros, Maria de Fatima Alcantara; Lima, Marilia de Carvalho

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Avaliar o perfil nutricional de crianças frequentadoras de creches do município de Recife e identificar potenciais fatores determinantes. Métodos: Trata-se de um estudo transversal conduzido com 321 crianças de 6 a 30 meses no período de agosto a outubro de 2004. A classificação do estado nutricional foi realizada a partir dos índices comprimento/idade, peso/idade, peso/comprimento e de massa corpórea/idade, utilizando o padrão de referência da Organização Mundial da Saúde. A análise de regressão linear multivariada avaliou o efeito das condições socioeconômicas e demográficas maternas e relacionadas às crianças sobre o índice comprimento/idade. Resultados: O percentual de desnutrição (< -2 escores Z) foi de 13,4%, 2,8%, 0,6% e 0,6% para os índices comprimento/idade, peso/idade, peso/comprimento e de massa corpórea/idade, respectivamente. O modelo final da análise de regressão linear multivariada mostrou que as condições socioeconômicas (tipo de teto e abastecimento de água) e biológicas da criança (peso ao nascer, idade e concentração de hemoglobina) foram as variáveis que significantemente influenciaram a variação do índice comprimento/idade, explicando 3,8% e 12,8%, respectivamente. Conclusão: Entre as variáveis estudadas, os fatores biológicos da criança tiveram uma influência maior na variação do índice comprimento/idade do que as socioeconômicas.

    Abstract in English:

    Objective: To evaluate the nutritional status of infants attending daycare centers in the Municipality of Recife and to verify its association with potential determinant factors. Methods: This is a cross sectional study conducted with 321 infants in the age group of 6 to 30 months from August to October 2004. The nutritional status was assessed through length-for-age, weight-for-age, weight-for-length and body mass index-for-age using as reference pattern that of the World Health Organization. Multivariable linear regression analysis assessed the effect of maternal socioeconomic and demographical indicators, and child related variables on infant length-for-age. Results: The percentages of malnutrition (Z score < -2) were found in 13.4%, 2.8%, 0.6% and 0.6% for length-for-age, weight-for-age, weight-for-length and body mass index-for-age, respectively. The final model of the linear multivariable regression analysis showed that the socioeconomic (type of roof and water supply) and child biological conditions (birthweight, age and hemoglobin concentration) were the variables that significantly influenced the variation of length-for-age, explaining 3.8% and 12.8%, respectively. Conclusion: Among the studied variables, child biological factors had a higher influence in the variation of length-for-age than the socioeconomic ones.
  • Seasonal variation of food intake of adults from Niteroi, Rio de Janeiro, Brazil Artigos Originais

    Costa, Amine Farias; Yokoo, Edna Massae; Anjos, Luiz Antonio dos; Wahrlich, Vivian; Olinto, Maria Teresa Anselmo; Henn, Ruth Liane; Waissmann, William

    Abstract in Portuguese:

    A aferição da ingestão alimentar (IA) usual é necessária para estabelecer, com acurácia, a relação entre a dieta e o aparecimento de doenças. Na maioria dos estudos, os dados de IA usual são coletados referentes ao período de um ano, sem considerar a estação do ano em que o estudo ocorre. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito da sazonalidade na IA de adultos de Niterói, RJ. Um total de 102 sujeitos (69 mulheres) saudáveis, com idade entre 20 e 69 anos, responderam a seis recordatórios dietéticos de 24 horas, três no verão e três no inverno. Em ambas as estações do ano, foi determinada a ingestão energética (IE) e de 23 nutrientes, além do percentual de indivíduos que alcançavam as recomendações dos mesmos. Os dados finais foram deatenuados pela variabilidade intraindividual e ajustados pela energia. A IE e de alguns nutrientes foram significativamente diferentes entre os homens e as mulheres. A IE não se diferenciou entre as estações, para ambos os sexos, porém a ingestão de proteínas, fibras, magnésio, tiamina, piridoxina e niacina foi diferente entre as estações para ambos os sexos. Os resultados do presente estudo sugerem que a sazonalidade seja considerada na aferição da IA, servindo de base para a adequação dos métodos e instrumentos utilizados nos inquéritos dietéticos populacionais.

    Abstract in English:

    The measurement of usual food intake (FI) is necessary to accurately establish the relationship between diet and disease. In most studies data are collected at one particular time of the year, which may influence the interpretation of the results. The purpose of this study was to investigate the effect of seasonality on FI in a sample of adults from Niterói, RJ, Brazil. A total of 102 healthy subjects (69 women) aged between 20 and 69 years were interviewed to obtain six 24-hour dietary recalls, three in summer and three in winter. In both seasons, the intake of energy (EI) and 23 nutrients was determined and the percent of subjects who met the recommendations for the nutrients were computed. The data of FI were deattenuated considering the within-person variability and adjusted for energy. The intake of energy and some nutrients were significantly different between men and women. EI did not differ between seasons, for both sexes, but the intake of macro and micronutrients was different. The results of this study suggest that the seasonality in the measurement of FI should be considered in order to improve the methods and instruments used in population dietary surveys.
  • Assessment of factors that interfere on breastfeeding within the first hour of life Artigos Originais

    Pereira, Celia Regina Vianna Rossi; Fonseca, Vania de Matos; Oliveira, Maria Ines Couto de; Souza, Ivis Emilia de Oliveira; Mello, Rosane Reis de

    Abstract in Portuguese:

    Objetivo: Investigar como o passo 4 da Iniciativa Hospital Amigo da Criança foi aplicado, avaliar a prevalência da amamentação na primeira hora após o nascimento e analisar os fatores associados à não amamentação neste período de vida. Métodos: Estudo transversal conduzido em alojamento conjunto de maternidade de alto risco na cidade do Rio de Janeiro, com entrevista com amostra de 403 puérperas. A Razão de Prevalência, com seu respectivo intervalo de confiança de 95%, foi estimada a partir de modelo com função de ligação complementar log log, através do programa SPSS15® . Resultados: A prevalência de amamentação na primeira hora após o nascimento foi de 43,9%. A análise multivariada evidenciou que foram protegidas contra a não amamentação na primeira hora de vida as mulheres de cor não preta (RP = 0,62; IC 95%: 0,42-0,90), multíparas (RP = 0,66; IC 95%: 0,47-0,93), que fizeram pré-natal (RP = 0,23; IC 95%: 0,08-0,67), com parto normal (RP = 0,41; IC 95%: 0,28-0,60), cujos bebês tiveram peso ao nascer igual ou superior a 2.500g (RP = 0,31; IC 95%: 0,11-0,86) e que receberam ajuda da equipe de saúde para amamentar na sala de parto (RP = 0,51; IC 95%: 0,36-0,72). Conclusão: A ajuda prestada pela equipe de saúde à amamentação ao nascimento, que se constitui no “Passo 4 da Iniciativa Hospital Amigo da Criança”, bem como a cor materna não preta, a multiparidade, a realização de pré-natal, o parto normal e o peso adequado ao nascer contribuíram para o inicio do aleitamento materno na primeira hora de vida.

    Abstract in English:

    Objective: To investigate how the 4thStep of the Baby-Friendly Hospital Initiative was applied, assess the prevalence of breastfeeding (BF) within the first hour after birth and analyze factors associated with non-BF in this period of life. Methods: Cross-sectional study conducted in a high-risk maternity-hospital in Rio de Janeiro City, Brazil, with interview to a sample of 403 rooming-in mothers. The prevalence ratio with its respective 95% confidence interval was estimated by the use of SPSS 15® from a model with complementary log log link function. Results: The prevalence of BF in the first hour of life was 43.9%. Multivariate analysis showed that were protected against non-BF in the first hour after birth non-black women (PR = 0.62, 95% CI: 0.42-0.90), multiparous women (PR = 0.66, 95% CI: 0.47-0.93), prenatal care (PR = 0.23, 95% CI: 0.08-0.67), vaginal delivery (PR =0 .41, 95% CI: 0.28-0.60), newborn with birthweight ≥ 2,500g (PR = 0.31, 95% CI: 0.11-0.86) and women who received help from the health team to BF in the delivery room (PR = 0.51, 95% CI: 0.36-0.72). Conclusion: Help provided by the health team to breastfeeding at birth, Step 4 of the Baby-Friendly Hospital Initiative, as well as non black women, multiparous women, receiving pre-natal care, vaginal delivery and appropriate birthweight contributed to breastfeeding in the first hour of life.
  • Hemoglobin levels and prevalence of anemia in pregnant women assisted in primary health care services, before and after fortification of flour Artigos Originais

    Araujo, Claudia Regina Marchiori Antunes; Uchimura, Taqueco Teruya; Fujimori, Elizabeth; Nishida, Fernanda Shizue; Veloso, Giovanna Batista Leite; Szarfarc, Sophia Cornblutz

    Abstract in Portuguese:

    Avaliaram-se níveis de hemoglobina-Hb e prevalência de anemia em gestantes, antes e após a fortificação das farinhas. Estudo de avaliação do tipo antes e depois, com amostras populacionais independentes, realizado em unidades básicas de saúde de Maringá, PR. Foram avaliados 366 prontuários de gestantes Antes da fortificação obrigatória das farinhas, e 419 Após a fortificação. Gestantes com Hb < 11g/dL foram consideradas anêmicas. Realizou-se análise de regressão linear múltipla. Verificou-se baixa prevalência de anemia que afetava 12,3% e 9,4% das gestantes, Antes e Após a fortificação (p > 0,05), porém o Grupo Após a fortificação obrigatória apresentou média de Hb mais elevada (p < 0,05). Evidenciou-se associação entre Hb e Grupo, idade gestacional, gestação anterior, ocupação e situação conjugal (p < 0,05). Embora a fortificação de farinhas possa ter um papel no aumento da média de hemoglobina, é preciso considerar a contribuição de outras variáveis não investigadas.

    Abstract in English:

    We evaluated hemoglobin-Hb levels and prevalence of anemia in pregnant women before and after fortification of flour. It was developed a study to evaluate intervention, of the type before and after, with independent population samples. Study was conducted in primary health care services in Maringá, PR. We assessed 366 and 419 medical records, Before and After implementation of fortification. Pregnant women with Hb < 11g/dL were considered anemic. Data were submitted to multiple linear regression analysis. There was low prevalence of anemia affecting 12.3% and 9.4% pregnant women Before and After fortification (p > 0.05), but the Group After the fortification had higher Hb levels (p < 0.05). Hb levels associated with Group, gestational age, previous pregnancy number, employment and marital status (p < 0.05). Although the fortification of flour may have had role in increasing the mean hemoglobin, we need consider the contribution of other variables not investigated.
Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revbrepi@usp.br